fbpx

Novo ensino médio: saiba tudo sobre o assunto

Novo Ensino Médio

A essa altura do campeonato você provavelmente já ouviu falar no novo ensino médio ou reforma do ensino médio, que basicamente consiste em uma reformulação na grade curricular dos estudantes dessa modalidade, aprovada a partir da lei de número 13.415 de 2017, no governo de Michel Temer.

O novo ensino médio parte da alteração da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, que agora prevê que o tempo mínimo do aluno na escola passa de 800 para 1.000 horas (a partir de 2022) e define, ainda, uma organização mais flexível do currículo, que contempla a BNCC sem deixar de lado a inclusão de matérias opcionais que tenham maior relação com o que é desejado pelo aluno.

O que é a BNCC?

A BNCC citada acima é uma sigla para Base Nacional Comum Curricular. Basicamente, essa base é constituída de normas que determinam quais são as habilidades e conhecimentos padrões e essenciais que todos os estudantes devem ter o direito de aprender durante os anos de ensino médio.

Na prática, o que isso significa?

Que todos os alunos do ensino médio, independentemente de sua raça, classe social, poder econômico ou região do Brasil devem, obrigatoriamente, aprender as mesmas competências e habilidades ao longo dos anos escolares.

A BNCC é obrigatória em todo o Brasil e está prevista em lei tanto para alunos da rede pública como particular de ensino.

Quais são as principais mudanças no novo ensino médio?

Conforme mencionamos no início deste artigo, a adoção de uma base curricular padronizada, assim como aumento da carga horária anual e itinerários formativos são as principais alterações no novo ensino médio. Vamos falar mais sobre cada uma delas a seguir?

Adequação da BNCC

A Base Nacional Comum Curricular é organizada por 4 diferentes áreas de conhecimento. São elas: linguagens e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias e ciências sociais e humanas aplicadas. Identificou um padrão nessas matérias? Pois é: essas são também as áreas de conhecimento cobradas no ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio. Inglês, Matemática e Português, no entanto são as únicas obrigatórias em todos os anos do ensino médio.

Essas novas modalidades não significam que as disciplinas que conhecemos estão excluídas – mas sim, que a disponibilização dos conhecimentos nelas será diferenciada. Sendo assim, competências relacionadas a matérias como Geografia, História, Química, Física, Educação Física, Filosofia, Sociologia, Artes e Biologia seguem no plano.

Carga horária

O novo ensino médio prevê aumento de carga horária de 2.400 para 3.000 horas. Dessas horas, 1.800 devem ser utilizadas para aprendizados e habilidades comuns, ou seja, as estabelecidas pela BNCC; e as demais 1.200 horas serão distribuídas para o itinerário formativo.

E o itinerário formativo?

A proposta do novo ensino médio contempla oferecer aos alunos a possibilidade de escolher, responsável e conscientemente, matérias que tenham relação com os seus projetos e interesses de vida. Para ajudar os alunos na escolha, o novo ensino médio também determina que as escolas devem criar espaços para dialogar com os estudantes, de modo que eles possam conhecer as possibilidades e avaliar opções antes de efetivamente tomar decisões.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *