fbpx

Produção de Texto: Como trabalhar em sala de aula

A produção de texto é um competência que deve ser contemplada na disciplina da língua portuguesa. Ela é apenas uma das habilidades que precisam ser adquiridas nesta matéria pelos alunos do ensino básico.

Isso porque o professor de português tem como objetivo explorar outras três práticas da linguística além da escrita, modalidade que trabalha a produção textual. A oralidade, a leitura e interpretação de texto e a análise linguística (a velha conhecida gramática) também estão incluídas no currículo.

Apesar de aparentar ser uma habilidade simples, a escrita exige conhecimento de todas as outras práticas linguísticas, sendo, portanto, um desafio ao professor desenvolver tais características dentro da sala de aula.

Por isso é preciso saber técnicas de como mediar todo o conteúdo de produção de texto para os alunos de forma efetiva e, assim, garantir o aprendizado real da escrita.

Apesar do nome deixar claro sobre o que se trata uma produção textual ou até mesmo a competência escrita em si, você, como professor, sabe expor aos seus alunos o propósito desta habilidade?

Se não, antes de saber como desenvolver tal competência com seus alunos, você precisa compreender como de fato deve ser representada a produção textual aos alunos. Afinal, o interesse pelo assunto é fundamental para o sucesso da aula.

Pessoa escrevendo

O que é uma produção textual?

A modalidade escrita é o ato de expor em palavras pensamentos. Logo, a produção textual é uma forma de desenvolver o hábito da escrita do estudante, mas com certos recursos que permitam a coesão e coerência na produção.

Para o aluno, a princípio é necessário que ele entenda como propósito da produção textual o ato de expor aquilo que está em seu pensamento. Um recurso que permite que ele dê voz àquilo que se passa em sua cabeça.

E que para que para não haja nenhuma interpretação errada daquilo que queira expor, existem uma série de ferramentas que ele pode utilizar para tornar seus pensamentos mais claros e organizados.

Mostrar que a escrita é uma ferramenta que irá ajudá-lo a se comunicar com outras pessoas, faz com que ela obtenha outro papel e o aprendizado automaticamente flui melhor. Mesmo que esse seja um objetivo um tanto que claro, talvez ele não esteja tão óbvio assim ao seu aluno, por isso é sempre bom enfatizar o papel da escrita na sociedade atual. De maneira a deixá-la menos complicada possível, para que não haja receio nem trava na hora do aprendizado.

Qual o objetivo da produção de texto?

Lembra que a produção de texto está interligada às outras práticas linguísticas?

Então quando se trata do objetivo geral da produção de texto, ele não contempla somente a habilidade escrita, mas a desenvolver práticas de compreensão, leitura, produção e interpretação textual, de modo a realizar tanto a comunicação escrita quanto a oral.

Objetivos

Então alguns dos principais objetivos da produção de texto são fazer com que o aluno leia, compreenda e interprete os diversos gêneros textuais existentes, reconheça desvios linguísticos e falta de coesão e coerência e esteja apto a correção do próprio texto e de produções textuais de outros escritores.

Como trabalhar a produção de texto em sala de aula

Independente de qual série do ensino básico se trata, a produção de texto deve ser desenvolvida constantemente. Para as séries do Ensino Fundamental, a escrita precisa ser abordada de maneira mais lúdica, pois a brincadeira permite que os estudantes aprendam sem saber que estão aprendendo.

Enquanto para o Ensino Médio, a produção textual deve ser vista de forma mais técnica. Isso não quer dizer que o lúdico deve ser deixado de lado, mas nesta etapa educacional é preciso contemplar informações mais aprofundadas sobre a escrita.

Mesmo que haja diferença na forma de ensino da prática da escrita, a necessidade de abordar e trabalhar tal competência é igualmente necessária. E a maneira de desenvolver tal conteúdo em sala de aula sempre será a mesma, de forma contextualizada à realidade em que o estudante está inserido.

Se atente a temática do texto

Muitos professores erram na hora de desenvolver a produção de texto no contexto escolar porque pedem que alunos elaborem produções sobre datas comemorativas, por exemplo. Seria este um texto útil? Não porque não é uma temática de interesse do estudante.

É claro que existe um propósito maior na aplicação da produção textual, que o professor entende, mas os alunos não, portanto é preciso instigá-los a produzirem seus textos. E qual a melhor forma para isso? Tratar de temáticas contextuais, para diferentes finalidades e projetos enunciativos.

Quando a BNCC contempla o eixo da produção de texto, ela utiliza como exemplos de produção de texto que podem, e devem, ser trabalhados no contexto escolar, a construção de álbuns de personagens famosos, heróis/heroínas, narração de fatos cotidianos, desenvolvimento de textos líricos ou bem humorados, escrever, avaliar e recomendar (ou não) um jogo, um livro, um canal no youtube através de uma resenha, desenvolver um microroteiro, cobrir uma notícia e fazer uma reportagem sobre ela, entre outros exemplos.

O fato é que a produção de texto de maneira alguma deve ser trabalhada de forma genética e descontextualizada.

Se você deseja saber mais o que a BNCC diz a respeito das habilidades gerais da língua portuguesa, você pode conferir nos textos: BNCC no Ensino Fundamental I: Habilidades na Área da Linguagem e BNCC no Ensino Fundamental II: Habilidades da Língua Portuguesa.

Se atente ao destinatário

Você tem deixado claro qual a finalidade do texto? Quem é o destinatário? Ou o texto que seu aluno irá escrever tem como único propósito alcançar nota? Escrever um texto que tem como destinatário o professor e que tem como finalidade exclusiva aplicar nota é desmotivante.

Carta de Amor
Se atente ao destinatário

Não é contraditório dizer que o texto é uma forma de compartilhar com outras pessoas sua visão acerca de determinado assunto, quando ele é cobrado exclusivamente para gerar uma atividade avaliativa? Não é a toa que alunos só pensam na nota, a cultura do ensino brasileiro ensina isso.

Então ao desenvolver a escrita em sala de aula não se esqueça em especificar o gênero, a temática, o propósito e o destinatário. Se encontrar meios para que de fato o texto não alcance somente você, o ensino dessa prática será ainda mais efetivo.

Produção de texto como o centro do ensino da língua portuguesa

A produção textual é um dos eixos da língua portuguesa que mais contempla as práticas da linguagem, dito isto trabalhar com a produção de texto para atingir demais práticas de língua portuguesa é uma estratégia fundamental.

Jamais se levar em consideração que o domínio da linguística textual capacita não só a escrita de textos e outras práticas linguísticas, bem como melhora sua capacidade crítica do estudante com relação às várias áreas e aspectos que fazem parte da vida humana.

Portanto, a escrita torna-se fundamental no processo de desenvolvimento humano como um todo, não só para sua progressão intelectual, mas também social e mais.

Como corrigir os textos dos alunos?

Tem se baseado nos erros gramaticais para fazer as correções dos textos elaborados pelos alunos? Saiba que esta prática não é a maneira mais adequada, pois um texto contém mais  do que sentenças que devem estar dispostas de forma pré-determinada pelas regras.

Avaliação

Uma produção textual contém a perspectiva do aluno sobre aquele determinado assunto, algo ainda mais importante do que gramática. Isso significa que ao corrigir uma produção textual, você, professor, não deve assumir o papel de um examinador, apontar erros todos os erros, mas questioná-lo, concordar ou discordar do que foi escrito, como um leitor faria.

Você irá analisar questões relacionadas à norma culta, o entendimento da proposta, a opinião explícita do estudante e adaptação ao gênero textual proposto, mas os apontamentos e conclusões realizados não deverão ser feitos todos no texto do aluno.

A correção e avaliação da escrita faz parte de um processo que não acaba no texto. Ao contrário é a partir das dificuldades encontradas no texto que o professor deverá iniciar um processo para desenvolver as competências escritas necessárias a cada estudante.

Neste artigo você descobriu maneiras de trabalhar a produção de texto dentro do contexto escolar. Tarefa esta que é bastante difícil, pois a maioria dos alunos apresenta desinteresse por esse aprendizado, mas que ao desenvolvida de maneira certa, pode sim alcançar resultados satisfatórios.

Você leu também que o desânimo no aprendizado da habilidade de escrita muitas das vezes é causado pelo professor que trata sobre o assunto de maneira descontextualizada.

E para que isso não ocorra em sua sala de aula, você deve sempre se atentar deixar claro o propósito do texto, criar temáticas interessantes e que sejam contextuais à vida do estudante e estabelecer um destinatário para que ele saiba a quem escrever seu texto.

Apesar de serem ações simples, são questões que os professores pouco se atentam mas que causam o desinteresse por parte do aluno, então ao mudar a maneira de trabalhar o texto em sala de aula, é possível sim mudar a perspectiva dos estudantes.

Se você gostou deste conteúdo sobre Produção de Texto, então também pode se interessar por: 60 atividades para trabalhar a Interpretação de Texto.

Deixe um comentário

Deseja receber nosso conteúdo direto no seu email?