fbpx

Como Montar um Plano de Aula em Poucos Minutos: Guia Completo (com modelo)

Como elaborar um plano de aula, o que é o conteúdo de um projeto de aula? Qual a importância de um plano de aula? Para que serve um planejamento de aula? Estas são só algumas das perguntas que surgem quando você depara com o termo plano de aula.

Pois é, ser professor é muito mais do que estar em sala de aula e tentar explicar e aplicar a matéria de acordo com a cronologia do semestre. Mesmo que estes já sejam desafios bastante grandes à profissão.

Existe uma série de fatores que devem ser providenciados antes de estar em sala de aula para que de fato o processo de ensino-aprendizagem aconteça. E o plano de aula, com toda certeza, faz parte dessa checklist: afazeres de professores fora da sala de aula.

E não é à toa que é uma das tarefas mais importantes que o professor deve fazer fora do contexto escolar, afinal é através do plano de aula que você como docente programa seu conteúdo, ou seja, se organiza. 

Mas não basta fazer um plano qualquer e acreditar que isso irá contribuir para sua organização e para o aprendizado de seus alunos, o plano de aula existe com um propósito que deve ser levado a sério.

Então para facilitar a construção do plano de aula, nós desenvolvemos um guia completo de contará com todas as informações que você precisa conferir para montar um plano de aula em poucos minutos, mas com grande eficiência.

Antes de você saber como elaborar um planejamento de ensino, você precisa compreender o que ele é e sua importância no contexto educacional. Só assim você terá as ferramentas certas para elaborar seu plano de aula de forma muito mais rápida e, ainda, garantir a qualidade que ele precisa ter.

O que é um plano de aula?

O plano de aula é uma ferramenta que o professor utiliza para especificar detalhadamente sobre o assunto que pretende trabalhar em sala de aula e quais atividades irá realizar a fim de contextualizar a temática. Pode-se dizer que ele é documento que prevê tudo o que será realizado na classe em um tempo determinado pelo professor.

Plano de Aula

É uma maneira de organizar as aulas e um modo a distribuir o conteúdo programático do ano, do semestre ou do trimestre. Então é um instrumento completo para se organizar como professor e facilitar a mediação de conteúdo para o aluno. 

Apesar de não ser obrigatório nas instituições de ensino, o plano de aula pode ser utilizado para agregar mais organização na programação e elaboração de aula de qualquer disciplina e série da educação básica.

Qual a importância de um plano de aula?

Agora que você entende o porquê de o plano de aula ser uma ferramenta totalmente eficaz quando se trata do assunto organização e produção de aula, saiba que essa é sim a principal importância de aderir ao plano de aula, mas não a única. O plano de aula também é crucial para:

  • Conexão da teoria com a prática;
  • Aplicação de diversas metodologias;
  • Adaptação do conteúdo com o tempo de aula;
  • Busca de novas referências;
  • Criação de aulas conforme contexto cultural e social dos alunos;
  • Flexibilidade para possíveis imprevistos;
  • Entendimento sobre o conhecimento prévio dos estudantes;
  • Maior aproveitamento dos recursos disponíveis na instituição de ensino;
  • Mais clareza e foco na mediação do conteúdo.

Como fazer um plano de aula

São 7 passos simples que você precisa se atentar para elaborar um excelente plano de aula. 

Agora nós vamos desvendar quais são eles, em seguida, você poderá baixar um modelo de plano desenvolvido especialmente para você transformar suas elaborações de aula.

1. Selecione a temática geral do projeto

Antes de adentrar em sala de aula você precisa programar o assunto que irá passar aos alunos, certo? No plano de aula não é diferente. Você precisará introduzir o tema que precisa aplicar em sala de aula. 

Pessoa com dúvida

Você pode utilizar um nome diferente que atraia os alunos para aquele assunto. É uma maneira de estimular o aprendizado daquele tema. Afinal, qual você preferiria: “Past simple” ou “Os mistérios nada misteriosos do Past simple”. Se adultos tendem a se interessar pela segunda opção, imagine as crianças e adolescentes.

Mas se atente em contextualizar o nome com o tema para que o aluno faça assimilação do que irá aprender.

2. Estabeleça os objetivos

Todo e qualquer conteúdo que é mediado em sala de aula tem um propósito, não é? Professores sempre precisam seguir uma série de requisitos estabelecidos tanto pelo governo, quanto pelo MEC e pela instituição de ensino. 

Objetivos

Quando se trata de conteúdo, ele não é determinado por você, certo? Mas segue uma série de parâmetros. Normalmente estabelecidos pela Base Nacional Comum Curricular, que comporta vários objetivos, habilidades e competências que o aluno deve garantir em cada disciplina e série educacional.

A fim de preencher essa parte do plano de aula, você deve fazer a seguinte pergunta: “O que pretendo ensinar com isso?” 

Digamos que você é professor de português e precisa ensinar sobre o gênero Paródia, seu objetivo então poderá ser que os alunos compreendam o conceito do gênero paródia. 

Mas este seria somente o objetivo geral, ou seja, no final de uma aula ou de uma sequência de aulas determinadas por você, o aluno irá, consequentemente, aprender sobre o gênero, mas conhecer por conhecer é em vão, ele precisa se aprofundar na temática. 

É para isso que existe também os objetivos específicos, que neste caso poderia ser: “Analisar as características de uma paródia e entender o propósito comunicativo desse gênero”.

Lembre-se que os objetivos, tantos gerais como específicos, devem iniciar com verbo no infinitivo, e que essas metas são sobre os alunos, onde eles vão chegar, e não sobre sua pretensão de ensino.

3. Informe o tema de estudo

Aqui sim você informa qual é assunto técnico que deseja ensinar. Você vai informar qual o assunto programático que está por trás do tema citado anteriormente. 

Tema de Estudo

4. Estabeleça a duração

De quantas aulas você precisará para aplicar a temática inserida no seu plano de aula e ao fim conseguir que seus alunos cheguem aos objetivos traçados? Uma, duas, três? Você precisa estabelecer a duração.

Relógio exemplificando duração de tempo

Para que tudo fique ainda mais organizado e você não se perca no momento da aula, insira a duração de cada atividade que será proposta em sala de aula, é importante para saber se tudo o que programou para uma aula será o suficiente, pouco ou muito, e assim, você poderá se adaptar melhor.

5. Pense nos recursos didáticos

Foi-se o tempo em que uma aula expositiva, papel e caneta são sinônimo de aprendizado. Muitos estudos por aí afirmam que a prática é uma das melhores maneiras de aprendizagem. 

Recursos

Portanto explorar diversos recursos didáticos é uma forma a facilitar o processo de ensino-aprendizagem do estudante.

Pensar com antecedência sobre quais recursos usar evita problemas como a falta de disponibilidade de material e garante inovação na mediação do conteúdo.

6. Defina a metodologia

No plano de aula você deve inserir também a metodologia que utilizará, ou seja, os caminhos que você percorrerá para alcançar aqueles objetivos (geral e específicos) informados no início do documento.

Metodologia

Para preencher essa parte do plano de aula, você deve fazer de conta que está explicando a alguém cada ação que acontecerá em sala. 

Veja um exemplo de uma aula de língua inglesa para alunos do 1° ano do Ensino Médio que irão aprender os procedimentos tradutórios nas suas adaptações e literalidade e, ainda, as abreviações utilizadas em mensagens de texto:

  • Aula interativa e dialogada acerca de mensagens de texto, partindo de como os alunos compreendem mensagens simples na língua estrangeira;
  • Discussão acerca do poder do contexto na tradução, partindo dos exemplos expostos nos slides, bem como das propostas tradutórias dos alunos;
  • Explanação acerca das abreviações utilizadas em mensagens de texto;
  • Orientação para realização das atividades.

7. Informe a avaliação

Para você identificar se seus alunos realmente estão progredindo é preciso avaliar. Então é fundamental que você estabeleça um modo para verificar o entendimento dos alunos quanto ao tema que será mediado.

Avaliação

Quando se fala de avaliação não necessariamente significa um teste ou uma atividade avaliativa. 

No documento você irá informar a metodologia que será utilizada para observar o progresso dos alunos. Pode ser através de uma atividade? Pode! Mas também pode ser através da participação dos alunos, das perguntas que eles fazem, por exemplo.

Neste guia completo de como montar um plano de aula em poucos minutos, você viu que o plano de aula contém conteúdo de bastante relevância para o professor conseguir se organizar e mediar a sua aula da melhor maneira possível. 

Também conferiu que ele é uma ferramenta não obrigatória, mas adepta por muitos professores porque realmente ajuda a transformar a maneira de ensinar. E ainda pôde conferir detalhes acerca de cada tópico do plano de aula, o que tornou ainda mais fácil utilizá-lo.

Agora que você já sabe como deve preenchê-lo, baixe os dois modelos de plano de aula disponíveis aqui e comece a planejar suas aulas de forma muito mais rápida e com muito mais qualidade.

Deixe um comentário

Deseja receber nosso conteúdo direto no seu email?