fbpx

Área da Linguagem na BNCC: Artes, Ed. Física e Língua Inglesa

Para a BNCC do Ensino Fundamental II, a área de linguagem corresponde às disciplinas de Língua Portuguesa, Artes, Educação Física e Língua Inglesa.

Nós temos um post específico para tratar habilidade na área de Língua Portuguesa. Você pode conferir em: BNCC no Ensino Fundamental II: Habilidades da Língua Portuguesa.

Neste artigo você vai saber mais sobre as habilidades das outras áreas de linguagem.

BNCC no Ensino Fundamental II e as Artes

A BNCC do Ensino Fundamental II afirma que na disciplina de artes os estudantes deve ampliar seus conhecimentos com todas as formas de manifestações artísticas e culturais existentes, tanto nacionais como internacionais, sobre este contexto atual e de outros momentos da história.

Artes

Além disso, a BNCC também diz que é nesse momento em que o aluno começa sua trajetória mais profunda em outras línguas, portanto tal disciplina deve contribuir com esse experimento, de modo a proporcionar vivências e experiências artísticas e culturais da língua.

Para que esse aprendizado ocorra de maneira efetiva, a BNCC sinaliza os conteúdos que devem ser mediados pelo professor em forma de unidades didáticas. Na disciplina de Artes existem as seguintes unidades temáticas:

Habilidades de Artes para as séries do Ensino Fundamental II

Pesquisar, apreciar e analisar formas distintas das artes visuais tradicionais e contemporâneas, em obras de artistas brasileiros e estrangeiros de diferentes épocas e em diferentes matrizes estéticas e culturais.

Pesquisar e analisar diferentes estilos visuais, contextualizando-os no tempo e no espaço. 

Analisar situações nas quais as linguagens das artes visuais se integram às linguagens audiovisuais, gráficas, cenográficas, coreográficas, musicais etc. 

Analisar os elementos constitutivos das artes visuais na apreciação de diferentes produções artísticas. 

Experimentar e analisar diferentes formas de expressão artística.

Desenvolver processos de criação em artes visuais, fazendo uso de materiais, instrumentos e recursos convencionais, alternativos e digitais.

Dialogar com princípios conceituais, proposições temáticas, repertórios imagéticos e processos de criação nas suas produções visuais. 

Diferenciar as categorias de artista, artesão, produtor cultural, curador, designer, entre outras, estabelecendo relações entre os profissionais do sistema das artes visuais. 

Pesquisar e analisar diferentes formas de expressão, representação e encenação da dança, reconhecendo e apreciando composições de dança de artistas e grupos brasileiros e estrangeiros de diferentes épocas. 

Explorar elementos constitutivos do movimento cotidiano e do movimento dançado, abordando, criticamente, o desenvolvimento das formas da dança em sua história tradicional e contemporânea.

Experimentar e analisar os fatores de movimento como elementos que, combinados, geram as ações corporais e o movimento dançado. 

Investigar e experimentar procedimentos de improvisação e criação do movimento como fonte para a construção de vocabulários e repertórios próprios. 

Investigar brincadeiras, jogos, danças coletivas e outras práticas de dança de diferentes matrizes estéticas e culturais como referência para a criação e a composição de danças autorais, individualmente e em grupo.

Analisar e experimentar diferentes elementos e espaços para composição cênica e apresentação coreográfica. 

Discutir as experiências pessoais e coletivas em dança vivenciadas na escola e em outros contextos, problematizando estereótipos e preconceitos.

Analisar criticamente, por meio da apreciação musical, usos e funções da música em seus contextos de produção e circulação, relacionando as práticas musicais às diferentes dimensões da vida social, cultural, política, histórica, econômica, estética e ética. 

Explorar e analisar, criticamente, diferentes meios e equipamentos culturais de circulação da música e do conhecimento musical. 

Reconhecer e apreciar o papel de músicos e grupos de música brasileiros e estrangeiros que contribuíram para o desenvolvimento de formas e gêneros musicais. 

Identificar e analisar diferentes estilos musicais, contextualizando-os no tempo e no espaço, de modo a aprimorar a capacidade de apreciação da estética musical.

Explorar e analisar elementos constitutivos da música , por meio de recursos tecnológicos, jogos, canções e práticas diversas de composição/criação, execução e apreciação musicais.

Explorar e analisar fontes e materiais sonoros em práticas de composição/criação, execução e apreciação musical, reconhecendo timbres e características de instrumentos musicais diversos. 

Explorar e identificar diferentes formas de registro musical, bem como procedimentos e técnicas de registro em áudio e audiovisual. 

Explorar e criar improvisações, composições, arranjos, entre outros, utilizando vozes, sons corporais e/ou instrumentos acústicos ou eletrônicos, expressando ideias musicais de maneira individual, coletiva e colaborativa. 

Reconhecer e apreciar artistas e grupos de teatro brasileiros e estrangeiros de diferentes épocas, investigando os modos de criação, produção, divulgação, circulação e organização da atuação profissional em teatro. 

Identificar e analisar diferentes estilos cênicos, contextualizando-os no tempo e no espaço de modo a aprimorar a capacidade de apreciação da estética teatral. 

Explorar diferentes elementos envolvidos na composição dos acontecimentos cênicos e reconhecer seus vocabulários. 

Pesquisar e criar formas de dramaturgias e espaços cênicos para o acontecimento teatral, em diálogo com o teatro contemporâneo. 

Investigar e experimentar diferentes funções teatrais e discutir os limites e desafios do trabalho artístico coletivo e colaborativo. 

Experimentar a gestualidade e as construções corporais e vocais de maneira imaginativa na improvisação teatral e no jogo cênico.

Compor improvisações e acontecimentos cênicos com base em textos dramáticos ou outros estímulos, caracterizando personagens, cenário, iluminação e sonoplastia e considerando a relação com o espectador.

Relacionar as práticas artísticas às diferentes dimensões da vida social, cultural, política, histórica, econômica, estética e ética. 

Analisar e explorar as relações processuais entre diversas linguagens artísticas. 

Analisar aspectos históricos, sociais e políticos da produção artística, problematizando as narrativas eurocêntricas e as diversas categorizações da arte. 

Analisar e valorizar o patrimônio cultural, material e imaterial, de culturas diversas, em especial a brasileira, incluindo suas matrizes indígenas, africanas e europeias, de diferentes épocas. 

Identificar e manipular diferentes tecnologias e recursos digitais para acessar, apreciar, produzir, registrar e compartilhar práticas e repertórios artísticos.

BNCC no Ensino Fundamental II e a Educação Física

A BNCC do Ensino Fundamental II da disciplina de Educação Física enfatiza importância de aprofundar as práticas de ensinos já ensinados nos anos anteriores, de modo que eles entendam melhor o corpo e seus movimentos.

Educação Física Infantil

Para tanto, existem unidades temáticas que auxiliam ao professor, colocar em prática tudo o que é estabelecido no documento. Sendo elas: 

Habilidades de Educação Física para as séries do Ensino Fundamental II

Experimentar e fruir jogos eletrônicos diversos.

Identificar as transformações nas características dos jogos eletrônicos em função dos avanços das tecnologias e nas respectivas exigências corporais colocadas por esses diferentes tipos de jogos. 

Experimentar e fruir esportes de marca, precisão, invasão e técnico-combinatórios, valorizando o trabalho coletivo e o protagonismo. 

Praticar um ou mais esportes de marca, precisão, invasão e técnico-combinatórios oferecidos pela escola, usando habilidades técnico-táticas básicas e respeitando regras. 

Planejar e utilizar estratégias para solucionar os desafios técnicos e táticos.

Analisar as transformações na organização e na prática dos esportes em suas diferentes manifestações.

Propor e produzir alternativas para experimentação dos esportes não disponíveis e/ou acessíveis na comunidade e das demais práticas corporais tematizadas na escola. 

Experimentar e fruir exercícios físicos que solicitem diferentes capacidades físicas, identificando seus tipos e as sensações corporais provocadas pela sua prática. 

Construir, coletivamente, procedimentos e normas de convívio que viabilizem a participação de todos na prática de exercícios físicos, com o objetivo de promover a saúde.

Diferenciar exercício físico de atividade física e propor alternativas para a prática de exercícios físicos dentro e fora do ambiente escolar. 

Experimentar, fruir e recriar danças urbanas, identificando seus elementos constitutivos. 

Planejar e utilizar estratégias para aprender elementos constitutivos das danças urbanas. 

Diferenciar as danças urbanas das demais manifestações da dança, valorizando e respeitando os sentidos e significados atribuídos a eles por diferentes grupos sociais.

Experimentar, fruir e recriar diferentes lutas do Brasil, valorizando a própria segurança e integridade física, bem como as dos demais. 

Planejar e utilizar estratégias básicas das lutas do Brasil, respeitando o colega como oponente. 

Identificar as características das lutas do Brasil.

Problematizar preconceitos e estereótipos relacionados ao universo das lutas e demais práticas corporais. 

Experimentar e fruir diferentes práticas corporais de aventura urbanas, valorizando a própria segurança e integridade física, bem como as dos demais.

Identificar os riscos durante a realização de práticas corporais de aventura urbanas e planejar estratégias para sua superação. 

Executar práticas corporais de aventura urbanas, respeitando o patrimônio público e utilizando alternativas para a prática segura em diversos espaços.

Identificar a origem das práticas corporais de aventura e as possibilidades de recriá-las, reconhecendo as características e seus tipos de práticas. 

Experimentar diferentes papéis e fruir os esportes de rede/parede, campo e taco, invasão e combate, valorizando o trabalho coletivo e o protagonismo.

Praticar um ou mais esportes de rede/parede, campo e taco, invasão e combate oferecidos pela escola, usando habilidades técnico-táticas básicas. 

Formular e utilizar estratégias para solucionar os desafios técnicos e táticos, tanto nos esportes de campo e taco, rede/parede, invasão e combate como nas modalidades esportivas escolhidas para praticar de forma específica. 

Identificar os elementos técnicos ou técnico-táticos individuais, combinações táticas, sistemas de jogo e regras das modalidades esportivas praticadas, bem como diferenciar as modalidades esportivas com base nos critérios da lógica interna das categorias de esporte.

Identificar as transformações históricas do fenômeno esportivo e discutir alguns de seus problemas e a forma como as mídias os apresentam. 

Verificar locais disponíveis na comunidade para a prática de esportes e das demais práticas corporais.

Experimentar e fruir um ou mais programas de exercícios físicos, identificando as exigências corporais desses diferentes programas e reconhecendo a importância de uma prática individualizada, adequada às características e necessidades de cada sujeito. 

Discutir as transformações históricas dos padrões de desempenho, saúde e beleza, considerando a forma como são apresentados nos diferentes meios.

Problematizar a prática excessiva de exercícios físicos e o uso de medicamentos para a ampliação do rendimento ou potencialização das transformações corporais.

Experimentar e fruir um ou mais tipos de ginástica de conscientização corporal.

Identificar as diferenças e semelhanças entre a ginástica de conscientização corporal e as de condicionamento físico e discutir como a prática de cada uma dessas manifestações pode contribuir para a melhoria das condições de vida, saúde, bem-estar e cuidado consigo mesmo. 

Experimentar, fruir e recriar danças de salão.

Planejar e utilizar estratégias para se apropriar dos elementos constitutivos das danças de salão. 

Discutir estereótipos e preconceitos relativos às danças de salão e demais práticas corporais e propor alternativas para sua superação. 

Analisar as características das danças de salão.

Experimentar e fruir a execução dos movimentos pertencentes às lutas do mundo.

Planejar e utilizar estratégias básicas das lutas experimentadas, reconhecendo as suas características técnico-táticas. 

Discutir as transformações históricas, o processo de esportivização e a midiatização de uma ou mais lutas.

Experimentar e fruir diferentes práticas corporais de aventura na natureza.

Identificar riscos, formular estratégias e observar normas de segurança para superar os desafios na realização de práticas corporais de aventura na natureza. 

Identificar as características das práticas corporais de aventura na natureza, bem como suas transformações históricas.

BNCC no Ensino Fundamental II e a Língua Inglesa

A BNCC de Língua Inglesa para o Ensino Fundamental nos anos finais também tem como objetivo validar e aperfeiçoar aquilo que foi ensino nos anos anteriores para os discentes.

Língua Inglesa

Na disciplina de inglês, o conteúdo também é disposto em unidades temáticas para facilitar a compreensão do professor de como deve ser ensinado cada habilidade que a BNCC pede. As unidades temáticas dessa disciplina são:

Quanto à oralidade:

  • Interação discursiva;
  • Compreensão oral;
  • Produção oral.

Quanto à leitura:

  • Estratégias de leitura;
  • Práticas de leitura e construção de repertório lexical;
  • Atitudes e disposições favoráveis do leitor;
  • Práticas de leitura e novas tecnologias;
  • Avaliação dos textos lidos.

Quanto à escrita:

  • Estratégias de escrita: pré-escrita;
  • Práticas de escrita.

Quanto à gramática:

  • Estudo do léxico;
  • Gramática.

Quanto à dimensão intercultural:

  • A língua inglesa no mundo;
  • A língua inglesa no cotidiano da sociedade brasileira/comunidade.

Habilidades de Educação Física para as séries do Ensino Fundamental II

As habilidades da língua inglesa são separadas por séries. Sendo elas:

6º ano

Interagir em situações de intercâmbio oral, demonstrando iniciativa para utilizar a língua inglesa. 

Coletar informações do grupo, perguntando e respondendo sobre a família, os amigos, a escola e a comunidade. 

Solicitar esclarecimentos em língua inglesa sobre o que não entendeu e o significado de palavras ou expressões desconhecidas. 

Reconhecer, com o apoio de palavras cognatas e pistas do contexto discursivo, o assunto e as informações principais em textos orais sobre temas familiares. 

Aplicar os conhecimentos da língua inglesa para falar de si e de outras pessoas, explicitando informações pessoais e características relacionadas a gostos, preferências e rotinas.

Planejar apresentação sobre a família, a comunidade e a escola, compartilhando-a oralmente com o grupo.

Formular hipóteses sobre a finalidade de um texto em língua inglesa, com base em sua estrutura, organização textual e pistas gráficas. 

Identificar o assunto de um texto, reconhecendo sua organização textual e palavras cognatas.

Localizar informações específicas em texto. 

Conhecer a organização de um dicionário bilíngue para construir repertório lexical. 

Explorar ambientes virtuais e/ou aplicativos para construir repertório lexical na língua inglesa. 

Interessar-se pelo texto lido, compartilhando suas ideias sobre o que o texto informa/comunica.

Listar ideias para a produção de textos, levando em conta o tema e o assunto. 

Organizar ideias, selecionando-as em função da estrutura e do objetivo do texto. 

Produzir textos escritos em língua inglesa, sobre si mesmo, sua família, seus amigos, gostos, preferências e rotinas, sua comunidade e seu contexto escolar. 

Construir repertório relativo às expressões usadas para o convívio social e o uso da língua inglesa em sala de aula.

Construir repertório lexical relativo a temas familiares. 

Reconhecer semelhanças e diferenças na pronúncia de palavras da língua inglesa e da língua materna e/ou outras línguas conhecidas. 

Utilizar o presente do indicativo para identificar pessoas e descrever rotinas diárias. 

Utilizar o presente contínuo para descrever ações em progresso. 

Reconhecer o uso do imperativo em enunciados de atividades, comandos e instruções. 

Descrever relações por meio do uso de apóstrofo (’) + s. 

Empregar, de forma inteligível, os adjetivos possessivos. 

Investigar o alcance da língua inglesa no mundo: como língua materna e/ou oficial.

Identificar a presença da língua inglesa na sociedade brasileira/comunidade e seu significado. 

Avaliar, problematizando elementos/produtos culturais de países de língua inglesa absorvidos pela sociedade brasileira/comunidade.

7º ano

Interagir em situações de intercâmbio oral para realizar as atividades em sala de aula, de forma respeitosa e colaborativa, trocando ideias e engajando-se em brincadeiras e jogos. 

Entrevistar os colegas para conhecer suas histórias de vida. 

Mobilizar conhecimentos prévios para compreender texto oral.

Identificar o contexto, a finalidade, o assunto e os interlocutores em textos orais presentes no cinema, na internet, na televisão, entre outros. 

Compor, em língua inglesa, narrativas orais sobre fatos, acontecimentos e personalidades marcantes do passado.

Antecipar o sentido global de textos em língua inglesa por inferências, com base em leitura rápida, observando títulos, primeiras e últimas frases de parágrafos e palavras-chave repetidas. 

Identificar a(s) informação(ões)-chave de partes de um texto em língua inglesa (parágrafos). 

Relacionar as partes de um texto para construir seu sentido global. 

Selecionar, em um texto, a informação desejada como objetivo de leitura. 

Escolher, em ambientes virtuais, textos em língua inglesa, de fontes confiáveis, para estudos/pesquisas escolares. 

Participar de troca de opiniões e informações sobre textos, lidos na sala de aula ou em outros ambientes.

Planejar a escrita de textos em função do contexto. 

Organizar texto em unidades de sentido, dividindo-o em parágrafos ou tópicos e subtópicos, explorando as possibilidades de organização gráfica, de suporte e de formato do texto. 

Produzir textos diversos sobre fatos, acontecimentos e personalidades do passado.

Construir repertório lexical relativo a verbos regulares e irregulares, preposições de tempo e conectores

Reconhecer a pronúncia de verbos regulares no passado. 

Explorar o caráter polissêmico de palavras de acordo com o contexto de uso. 

Utilizar o passado simples e o passado contínuo para produzir textos orais e escritos, mostrando relações de sequência e causalidade. 

Discriminar sujeito de objeto utilizando pronomes a eles relacionados. 

Empregar, de forma inteligível, o verbo modal can para descrever habilidades. 

Analisar o alcance da língua inglesa e os seus contextos de uso no mundo globalizado. 

Explorar modos de falar em língua inglesa, refutando preconceitos e reconhecendo a variação linguística como fenômeno natural das línguas.

Reconhecer a variação linguística como manifestação de formas de pensar e expressar o mundo.

8º ano

Fazer uso da língua inglesa para resolver mal-entendidos, emitir opiniões e esclarecer informações por meio de paráfrases ou justificativas. 

Explorar o uso de recursos linguísticos e paralinguísticos em situações de interação oral. 

Construir o sentido global de textos orais, relacionando suas partes, o assunto principal e informações relevantes.

Utilizar recursos e repertório linguísticos apropriados para informar/comunicar/falar do futuro: planos, previsões, possibilidades e probabilidades.

Inferir informações e relações que não aparecem de modo explícito no texto para construção de sentidos.

Apreciar textos narrativos em língua inglesa, como forma de valorizar o patrimônio cultural produzido em língua inglesa.

Explorar ambientes virtuais e/ou aplicativos para acessar e usufruir do patrimônio artístico literário em língua inglesa. 

Analisar, criticamente, o conteúdo de textos, comparando diferentes perspectivas apresentadas sobre um mesmo assunto.

Avaliar a própria produção escrita e a de colegas, com base no contexto de comunicação. 

Reconstruir o texto, com cortes, acréscimos, reformulações e correções, para aprimoramento, edição e publicação final. 

Produzir textos com o uso de estratégias de escrita, apontando sonhos e projetos para o futuro. 

Construir repertório lexical relativo a planos, previsões e expectativas para o futuro. 

Reconhecer sufixos e prefixos comuns utilizados na formação de palavras em língua inglesa.

Utilizar formas verbais do futuro para descrever planos e expectativas e fazer previsões. 

Utilizar, de modo inteligível, as formas comparativas e superlativas de adjetivos para comparar qualidades e quantidades. 

Utilizar, de modo inteligível, corretamente, some, any, many, much. 

Empregar, de modo inteligível, os pronomes relativos para construir períodos compostos por subordinação

Construir repertório cultural por meio do contato com manifestações artístico-culturais vinculadas à língua inglesa, valorizando a diversidade entre culturas. 

Investigar de que forma expressões, gestos e comportamentos são interpretados em função de aspectos culturais.

Examinar fatores que podem impedir o entendimento entre pessoas de culturas diferentes que falam a língua inglesa.

 9º ano

Fazer uso da língua inglesa para expor pontos de vista, argumentos e contra-argumentos, considerando o contexto e os recursos linguísticos voltados para a eficácia da comunicação. 

Compilar as ideias-chave de textos por meio de tomada de notas.

Analisar posicionamentos defendidos e refutados em textos orais sobre temas de interesse social e coletivo. 

Expor resultados de pesquisa ou estudo com o apoio de recursos, tais como notas, gráficos, tabelas, entre outros, adequando as estratégias de construção do texto oral aos objetivos de comunicação e ao contexto. 

Identificar recursos de persuasão utilizados nos textos publicitários e de propaganda, como elementos de convencimento.

Distinguir fatos de opiniões em textos argumentativos da esfera jornalística. 

Identificar argumentos principais e as evidências/exemplos que os sustentam.

Explorar ambientes virtuais de informação e socialização, analisando a qualidade e a validade das informações veiculadas. 

Compartilhar, com os colegas, a leitura dos textos escritos pelo grupo, valorizando os diferentes pontos de vista defendidos, com ética e respeito.

Propor potenciais argumentos para expor e defender ponto de vista em texto escrito, refletindo sobre o tema proposto e pesquisando dados, evidências e exemplos para sustentar os argumentos, organizando-os em sequência lógica. 

Utilizar recursos verbais e não verbais para construção da persuasão em textos da esfera publicitária, de forma adequada ao contexto de circulação. 

Produzir textos sobre temas de interesse coletivo local ou global, que revelem posicionamento crítico.

Reconhecer, nos novos gêneros digitais, novas formas de escrita na constituição das mensagens. 

Utilizar conectores indicadores de adição, condição, oposição, contraste, conclusão e síntese como auxiliares na construção da argumentação e intencionalidade discursiva. 

Empregar, de modo inteligível, as formas verbais em orações condicionais dos tipos 1 e 2. 

Empregar, de modo inteligível, os verbos should, must, have to, may e might para indicar recomendação, necessidade ou obrigação e probabilidade. 

Debater sobre a expansão da língua inglesa pelo mundo, em função do processo de colonização nas Américas, África, Ásia e Oceania. 

Analisar a importância da língua inglesa para o desenvolvimento das ciências, da economia e da política no cenário mundial.

Discutir a comunicação intercultural por meio da língua inglesa como mecanismo de valorização pessoal e de construção de identidades no mundo globalizado.

Conclusão

Como você pôde ler, a área de linguagem é bastante extensa, mas na instituição de ensino cada professor fica responsável por desenvolver as habilidades correspondentes à sua disciplina.

O fato de focar somente em uma matéria facilita o entendimento de como se organizar e aplicar atividades que desenvolvam as habilidades específicas.

Agora conte pra gente, você é educador de qual disciplina? Essas informações quanto a BNCC no Ensino Fundamental II ajudaram a traçar um plano de ensino-aprendizado para sua disciplina? Sua participação é muito importante para que outros professores também se sintam inspirados.

2 comentários em “Área da Linguagem na BNCC: Artes, Ed. Física e Língua Inglesa”

Deixe um comentário

Deseja receber nosso conteúdo direto no seu email?