fbpx

A PRÉ – HISTÓRIA DA INFORMÁTICA

COMO SURGIU O COMPUTADOR?

•Desde tempos antigos os homens se preocupavam em criar formas de ajuda para suas tarefas de cálculo numéricos.

• Os egípcios antigos tinham métodos de contagem baseados em grãos de trigo.

•Os incas contavam e transmitiam mensagens com o uso de cordões com uma sucessão de nós que dependendo da cor dos cordões,  do número e da posição dos nós em cada cordão, eles poderiam informar significados diferentes.

•A pré-história da Informática envolve um longo tempo de pioneirismo, mas também uma grande sucessão de fracassos, que antecederam a criação de um computador operacionalmente eficaz.

•Surge então nos Estados Unidos, durante o século XIX, a primeira máquina mecânica de calcular realmente útil.

•A calculadora ENIAC foi criada com o objetivo de resolver problemas militares, tais como o cálculo de trajetórias balísticas de bombas e granadas.

Embora tivesse capacidade de uso geral o seu processamento interno era feito por circuitos eletrônicos, possuía 18 mil válvulas, pesava 30 toneladas e ocupava um espaço de 160 m².

•O ENIAC, além do seu avanço na evolução do computador, marca o fim de uma era histórica e o início de outra, completamente diferente.

O Brasil iniciou a busca de um caminho para informatizar a educação em 1971, quando pela primeira vez se discutiu o uso de computadores no ensino de Física na USP (Universidade de São Paulo).

•Com a evolução da microeletrônica os componentes dos computadores reduziam suas dimensões a cada ano e as possibilidades de redução do porte dos computadores se tornaram concretas.

COMPONENTES DE ENTRADA E SAÍDA DO COMPUTADOR

Dispositivos de Entrada (Input)

Teclado

•Dispositivo padrão para a entrada de dados. Basicamente, é igual ao de uma máquina de escrever, mas tem algumas teclas a mais. Por meio delas você diz ao computador as tarefas que ele deve executar.

Mouse

•Como o teclado, é um dispositivo que serve para passar ordens ao PC, mas de maneira muito mais fácil. Com ele você faz uma seta passear pela tela e pode acionar comandos. Mouse (camundongo em inglês) por lembrar um ratinho.

Scanner

•Dispositivo digitalizador de imagens. Seu funcionamento consiste na iluminação da página e captação da luz refletida. Um chip sensível à luz, codifica cada ponto de imagem em dados digitais. Pode ser colorido ou preto e branco.

CD-ROM

Compact Disk – Read Only Memory – Disco compacto apenas para leitura. Desenvolvido pela indústria fonográfica, hoje largamente utilizado na informática devido sua capacidade de armazenar dados digitais.

Disquete

•É um pequeno disco que armazena dados gerados pelo computador. Diminutivo de Disco é ainda um meio muito utilizado para guardar arquivos e transportá-los. Conhecido também como disco flexível.

Dispositivos de Saída (Output)

Impressora

•Periférico clássico de saída vem tendo grande desenvolvimento nos últimos anos. Imprime em papel, em cores ou preto-e-branco, os mesmos textos ou imagens mostrados na tela do monitor.

Monitor

•Dispositivo clássico de saída, tem tecnologia muito parecida com a utilizada em televisores. Serve tanto para você ver as ordens que você passa à CPU como para ver o resultado do trabalho.

A INTERNET – A REVOLUÇÃO TECNOLÓGICA

•Originalmente concebida a partir de necessidades militares dos EUA, a Internet que na época ainda não levava esse nome, tinha como objetivo:

•Estabelecimento de um sistema de comunicação confiável diante de um ataque atômico dos seus inimigos.

Dentro da corrida armamentista desenfreada do pós-guerra, os militares norte americanos precisavam ter certeza de que se um dos importantes centros estratégicos fosse destruído por um ataque.

da então URSS, os demais centros poderiam continuar operando e se comunicando normalmente. Esta rede foi desenvolvida por uma instituição militar denominada ARPA (Advanced Research Projects Agency).daí a denominação primeira da Internet: ARPAnet. O número de universidades e centros de pesquisas conectados à rede teve um crescimento repentino e significativo em torno de 1980.

O que determinou a separação de suas funções militares em uma segunda rede, cuja principal função era comunicação educacional e científica entre universidades e institutos.

TERMOS MAIS USADOS

•Hardware – Nome genérico dos equipamentos de computação.

• Software – Nome genérico dos programas de computação.

• Arquivo – Conjunto de informações ou comandos, identificado por um nome específico.

• Diretório – Divisão de uma área de armazenamento de dados destinada a organizar o arquivamento a partir da raíz.

•Gabinete – Caixa que contem a CPU, placas de controle e periféricos internos. Pode ser slim (deitado) e torre (em pé).

• Link – Ligação entre duas páginas Web, propiciada pelo código de hipertexto.

• Hipertexto – Padrão de texto com marcas escondidas que são interpretadas pelo programa de navegação.

• Browser – Navegador, programa que permite ao computador buscar e exibir páginas Web.

•Site – Originada do latim, é usada como sendo endereço de uma pessoa ou instituição na Internet.

•Web=WWW – World Wide Web (Super Rede Mundial).

•E-mail – o mesmo que correio eletrônico, para troca de mensagem ou para designar a própria mensagem.

•Login- registro do usuário que está entrando em uma rede de computadores.

•LOGO – Linguagem de programação.

A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO XXI

OBJETIVOS

•Sensibilizar os professores e demais profissionais que atual em ambientes educacionais quanto à importância da informática para o desenvolvimento das diversas habilidades humanas, bem como para as atuais e futuras realidades das economias de mercado.

•Apresentar a informática como um recurso que pode ser incorporado na escola independentemente da linha metodológica

•Expor uma reflexão das principais mudanças na atual sociedade da informação.

Principais aspectos que poderiam garantir o sucesso dos alunos, de hoje, no século XXI

Habilidade em leitura básica, escrita e habilidades matemáticas;

•Bons hábitos profissionais, como ser responsável, pontual e disciplinado.

•Habilidades em computação e tecnologia de mídia.

•Valorização do Trabalho.

•Honestidade e tolerância para com os outros.

•Hábitos de cidadania.

Tais aspectos estão dispostos de acordo com o grau de importância, conforme a pesquisa realizada.

Símbolos e códigos

“códigos de modernidade

(Bernardo Toro)

•Alta competência em leitura e escrita.

•Alta competência em cálculo matemático e solução de problemas em todas as ordens.

•Alta compreensão de escrita: precisão para descrever fenômenos e situações, analisar, comparar e expressar o próprio pensamento.

•Capacidade para analisar o ambiente social e criar governabilidade.

•Capacidade para recepção crítica dos meios de comunicação de massa.

•Capacidade para planejar, trabalhar e decidir em grupo.

•Capacidade para localizar, acionar e usar as informações acumuladas.

AS SETE COMPETÊNCIAS INTELECTUAIS AUTÔNOMAS DO SER HUMANO

GARDNER

•Inteligência linguística;

•Inteligência lógico-matemática;

•Inteligência musical;

•Inteligência espacial;

•Inteligências intrapessoais;

•Inteligência interpessoal.

AS NOVAS TECNOLOGIAS NA ATUAL SOCIEDADE

A TERCEIRA ONDA

Toffer

•A primeira onda foi quando a raça humana passou de uma civilização tipicamente nômade para uma civilização basicamente agrícola, sedentária.

•A segunda onda ocorreu quando a civilização basicamente agrícola passou para uma civilização basicamente industrial.

•A terceira onda ocorreu em 1945 nos EUA e em alguns países que estavam no auge do seu desenvolvimento industrial.

UM POUCO DA HISTÓRIA DA POLÍTICA DA INFORMÁTICA EDUCATIVA NO BRASIL

OBJETIVOS:

•Apresentar as evoluções tecnológicas relacionadas aos sistemas produtivos.

•Informar às principais ações governamentais na área de informática no Brasil.

•Apresentar os projetos de informática educativa lançados pelo governo federal no Brasil.

AÇÕES DA POLÍTICA DA INFORMÁTICA EDUCATIVA NO BRASIL

PROINFO

•Programa educacional que visa à introdução das Novas Tecnologias de Informação e Comunicação na escola pública como ferramenta de apoio ao processo ensino-aprendizagem.

O Programa Nacional de Informática na Educação é uma iniciativa do Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Educação a Distância, criado pela portaria nº 522 de 09 de Abril de 1997.

PARADIGMA EDUCACIONAL EMERGENTE

•Mudança na missão da escola;

•O foco é o aprendiz;

•De ensino à aprendizagem;

•Aprender a aprender;

•Currículo em ação;

•Educador – educando;

•Inteligências múltiplas;

•Intuição e criatividade;

•Mudança no conhecimento e nos espaços do conhecimento;

•Instrumentações eletrônicas e redes telemáticas;

•Qualidade com eqüidade;

Para exemplificarmos as correlações entre o computador e as demais abordagens apresentadas, podemos sugerir algumas, tais como:

  • Por meio de softwares abertos, como os editores de textos, é possível desenvolver várias atividades que estimulam as habilidades lingüística, como a escrita e a leitura, promovendo diferentes tipos de produção.
  • Os softwares de simulações e de programação são excelentes recursos computacionais que permitem o aprimoramento das habilidades lógicas, matemática e resolução de problemas.
  • Por meio dos softwares gráficos, é possível estimular o desenvolvimento das atividades pictórias.
  • Como medidor e planejador de atividades físicas.
  • O grande “trunfo” do computador é sua característica interativa com o meio. Por meio dele é possível integrar diversas mídias e demais recursos tecnológicos, desde o rádio, televisão os vídeos, as filmadoras; portanto, um recurso periférico para trabalhar sons e ainda torna-los visuais conforme as descrições de seus compassos, medidas dos ritmos sonoros.
  • E a internet, como mídia que mais cresce nos últimos anos.


Autor: Soraya M. marques

Deixe um comentário

Deseja receber nosso conteúdo direto no seu email?