fbpx

O PARADOXO DO AVÔ E O EFEITO BORBOLETA

Leia livros sobre este assunto

O paradoxo do avô e o efeito borboleta

O paradoxo do avô é um emaranhado dramático e romântico, já que o pressuposto de que uma pessoa possa voltar no tempo e se reunir com seu avô quando era um adolescente despreocupado e, devido a possíveis causas acidentais, o neto matasse seu ascendente, devido à morte do avô, o neto não poderia existir, mas a questão continua a ser preocupante, porque se o avô morreu naquele momento, como é possível que um descendente do futuro pudesse voltar no tempo vê-lo morrer? Em termos científicos, seria a expansão dos erros que podem aparecer no comportamento de um sistema complexo, já a linguagem popular diz que o simples bater da asa de uma borboleta agitando o ar que a suporta, poderia produzir alterações no futuro de todo o planeta.

A teoria da relatividade e a mecânica quântica não excluem a possibilidade de viajar no tempo. O famoso cientista Stephen Hawking, diz que se for possível viajar ao passado, mas qualquer ação para mudá-lo não teria nenhum efeito sobre o presente. Esta teoria é conhecida como a conjetura de proteção cronológica. O paradoxo da viagem no tempo foi articulado por René Barjavel e tem sido usado para argumentar que as viagens ao passado não são possíveis, mas outros cientistas acreditam que é possível intervir no passado para alterar eventos futuros.  Contra essa visão, A Máquina do Tempo de HG Wells argumenta que os fatos são inevitáveis e, portanto, o cronograma é rígido.

O paradoxo do avô convida-nos a viajar através do tempo, mas vemos a necessidade de regulamentar com cuidado qualquer visita ao passado.  No entanto, o que nos diz o efeito borboleta, é que a viagem é inviável.  Qualquer movimento involuntário poderia fazer um turista vindo do futuro, mudar o desenvolvimento histórico do mundo, estes problemas também são refletidos no princípio físico da incerteza, postulada por Heisenberg, que afirma que simplesmente ao observar uma partícula, seu estado é alterado.  Aqueles que defendem a possibilidade de viajar para o passado baseiam em duas idéias: uma delas faz referência para os universos paralelos, para eles, o que vai acontecer é que o turista do tempo virá a um lugar que nunca esteve antes, na reflexão, isso realmente não seria uma viagem ao passado.

A outra idéia proposta é que o universo não tem um cronograma absoluto e, portanto, os eventos podem ser alterados, nesta opção, cada partícula teria uma linha de tempo própria, capaz de ser alterada.

Fonte: Mistèrios do Cotidiano

O que você achou do texto acima? Gostou? Acha que pode ser útil pra mais alguém?

Se sim, eu gostaria de te pedir encarecidamente que compartilhasse, além de transmitir a informação, você ajuda no crescimento do nosso site! 😘

Kit Acelera ABC

Comentários

É muito importante saber a sua opinião. Adoramos quando você comenta, pois assim sabemos quais os rumos que devemos seguir através dos nossos artigos. Tudo o que você sugere ou comenta é avaliado para somar ao conteúdo que desenvolvemos.

Deixe uma opinião sobre o que achou do texto acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saiu artigo novo! em 24/05/2020
Cartilha Infantil Cartilhas: das Cartas aos Livros de Alfabetização