fbpx

BNCC no Ensino Fundamental II: Habilidades da Área de Ciências

Veja tudo o que você precisa saber sobre a BNCC do Ensino Fundamental II na área de Ciências.

A educação brasileira tem alguns documentos que a regem, são documentos oficiais que estabelecem quais direções e medidas devem ser tomadas a fim de criar-se um momento propenso de aprendizagem em sala de aula. 

Nesses documentos contém informações gerais, que, na teoria, estabelecem um padrão de ensino e aprendizado que precisa seguido tanto por escolas privadas como públicas. 

Essas providências diagnosticadas nos documentos devem partir de várias partes: governo, instituição de ensino, professores, pais e estudantes. Portanto é um trabalho em sociedade que visa um propósito em comum, ensino e aprendizado.

BNCC - Ensino Fundamental
BNCC – Ensino Fundamental

Para isso foi estabelecido um conjunto de competências e habilidades essenciais que um ser humano deve adquirir em cada série da vida educacional. Essas características foram construídas a partir das requisições do mundo atual e futuro. 

E tem como objetivo possibilitar o desenvolvimento de 10 competências gerais que garantem conhecimento de práticas socioemocionais e cognitivas, atitudes e valores para resolver situações complexas e cotidianas, bem como o exercício da cidadania e do trabalho.

Para que tudo se cumpra com êxito, os especialistas que desenvolveram a BNCC e a dividiram em cada etapa de escolaridade da Educação Básica. A fim de contemplar cada série, e auxiliar na compreensão de como cada professor do Ensino Básico pode utilizá-la para programar seu conteúdo.

Neste post você verá o que a BNCC fala sobre o Ensino Fundamental II para a área de Ciências mais especificamente quais as habilidades que o estudante deve alcançar em cada uma das séries contempladas neste período de estudo.

Se você deseja descobrir quais as competências reservadas para o Ensino Fundamental, leia no post: BNCC no Ensino Fundamental: Competências Específicas.

Habilidades da Ciências

Ciências

Para garantir que as habilidades de ciências sejam aprendidas em sala de aula, a BNCC separa o conteúdo em unidades temáticas.

Para as séries finais do Ensino Fundamental II, as unidades temáticas são: Matéria e Energia, Vida e Evolução e Terra e Universo.

6º ANO

Classificar como homogênea ou heterogênea a mistura de dois ou mais materiais.

Identificar evidências de transformações químicas a partir do resultado de misturas de materiais que originam produtos diferentes dos que foram misturados. 

Selecionar métodos mais adequados para a separação de diferentes sistemas heterogêneos a partir da identificação de processos de separação de materiais.

Associar a produção de medicamentos e outros materiais sintéticos ao desenvolvimento científico e tecnológico, reconhecendo benefícios e avaliando impactos socioambientais. 

Explicar a organização básica das células e seu papel como unidade estrutural e funcional dos seres vivos. 

Concluir, com base na análise de ilustrações e/ou modelos que os organismos são um complexo arranjo de sistemas com diferentes níveis de organização. 

Justificar o papel do sistema nervoso na coordenação das ações motoras e sensoriais do corpo, com base na análise de suas estruturas básicas e respectivas funções. 

Explicar a importância da visão na interação do organismo com o meio e, com base no funcionamento do olho humano, selecionar lentes adequadas para a correção de diferentes defeitos da visão. 

Deduzir que a estrutura, a sustentação e a movimentação dos animais resultam da interação entre os sistemas muscular, ósseo e nervoso. 

Explicar como o funcionamento do sistema nervoso pode ser afetado por substâncias psicoativas. 

Identificar as diferentes camadas que estruturam o planeta Terra e suas principais características.

Identificar diferentes tipos de rocha, relacionando a formação de fósseis a rochas sedimentares em diferentes períodos geológicos. 

Selecionar argumentos e evidências que demonstrem a esfericidade da Terra. 

Inferir que as mudanças na sombra de uma vara (gnômon) ao longo do dia em diferentes períodos do ano são uma evidência dos movimentos relativos entre a Terra e o Sol, que podem ser explicados por meio dos movimentos de rotação e translação da Terra e da inclinação de seu eixo de rotação em relação ao plano de sua órbita em torno do Sol.

7º ANO

Discutir a aplicação, ao longo da história, das máquinas simples e propor soluções e invenções para a realização de tarefas mecânicas cotidianas. 

Diferenciar temperatura, calor e sensação térmica nas diferentes situações de equilíbrio termodinâmico cotidianas. 

Utilizar o conhecimento das formas de propagação do calor para justificar a utilização de determinados materiais na vida cotidiana, explicar o princípio de funcionamento de alguns equipamentos e/ou construir soluções tecnológicas a partir desse conhecimento.

Avaliar o papel do equilíbrio termodinâmico para a manutenção da vida na Terra, para o funcionamento de máquinas térmicas e em outras situações cotidianas.

Discutir o uso de diferentes tipos de combustível e máquinas térmicas ao longo do tempo, para avaliar avanços, questões econômicas e problemas socioambientais causados pela produção e uso desses materiais e máquinas.

Discutir e avaliar mudanças econômicas, culturais e sociais, tanto na vida cotidiana quanto no mundo do trabalho, decorrentes do desenvolvimento de novos materiais e tecnologias.

Caracterizar os principais ecossistemas brasileiros quanto à paisagem, à quantidade de água, ao tipo de solo, à disponibilidade de luz solar, à temperatura etc., correlacionando essas características à flora e fauna específicas.

Avaliar como os impactos provocados por catástrofes naturais ou mudanças nos componentes físicos, biológicos ou sociais de um ecossistema afetam suas populações, podendo ameaçar ou provocar a extinção de espécies, alteração de hábitos, migração etc.

Interpretar as condições de saúde da comunidade, cidade ou estado, com base na análise e comparação de indicadores de saúde e dos resultados de políticas públicas destinadas à saúde.

Argumentar sobre a importância da vacinação para a saúde pública, com base em informações sobre a maneira como a vacina atua no organismo e o papel histórico da vacinação para a manutenção da saúde individual e coletiva e para a erradicação de doenças.

Analisar historicamente o uso da tecnologia, incluindo a digital, nas diferentes dimensões da vida humana, considerando indicadores ambientais e de qualidade de vida. Terra e Universo Composição do ar Efeito estufa Camada de ozônio Fenômenos naturais.

Demonstrar que o ar é uma mistura de gases, identificando sua composição, e discutir fenômenos naturais ou antrópicos que podem alterar essa composição.

Descrever o mecanismo natural do efeito estufa, seu papel fundamental para o desenvolvimento da vida na Terra, discutir as ações humanas responsáveis pelo seu aumento artificial e selecionar e implementar propostas para a reversão ou controle desse quadro.

Justificar a importância da camada de ozônio para a vida na Terra, identificando os fatores que aumentam ou diminuem sua presença na atmosfera, e discutir propostas individuais e coletivas para sua preservação.

Interpretar fenômenos naturais e justificar a rara ocorrência desses fenômenos no Brasil, com base no modelo das placas tectônicas.

Justificar o formato das costas brasileira e africana com base na teoria da deriva dos continentes.

 8º ANO

Identificar e classificar diferentes fontes e tipos de energia utilizados em residências, comunidades ou cidades.

Construir circuitos elétricos com pilha/bateria, fios e lâmpada ou outros dispositivos e compará-los a circuitos elétricos residenciais.

Classificar equipamentos elétricos residenciais de acordo com o tipo de transformação de energia.

Calcular o consumo de eletrodomésticos a partir dos dados de potência e tempo médio de uso para avaliar o impacto de cada equipamento no consumo doméstico mensal.

Propor ações coletivas para otimizar o uso de energia elétrica em sua escola e/ou comunidade, com base na seleção de equipamentos segundo critérios de sustentabilidade e hábitos de consumo responsável.

Discutir e avaliar usinas de geração de energia elétrica, suas semelhanças e diferenças, seus impactos socioambientais, e como essa energia chega e é usada em sua cidade, comunidade, casa ou escola.

Comparar diferentes processos reprodutivos em plantas e animais em relação aos mecanismos adaptativos e evolutivos. 

Analisar e explicar as transformações que ocorrem na puberdade considerando a atuação dos hormônios sexuais e do sistema nervoso.

Comparar o modo de ação e a eficácia dos diversos métodos contraceptivos e justificar a necessidade de compartilhar a responsabilidade na escolha e na utilização do método mais adequado à prevenção da gravidez precoce e indesejada e de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST).

Identificar os principais sintomas, modos de transmissão e tratamento de algumas DST e discutir estratégias e métodos de prevenção.

Selecionar argumentos que evidenciem as múltiplas dimensões da sexualidade humana.

Justificar, por meio da construção de modelos e da observação da Lua no céu, a ocorrência das fases da Lua e dos eclipses, com base nas posições relativas entre Sol, Terra e Lua.

Representar os movimentos de rotação e translação da Terra e analisar o papel da inclinação do eixo de rotação da Terra em relação à sua órbita na ocorrência das estações do ano, com a utilização de modelos tridimensionais.

Relacionar climas regionais aos padrões de circulação atmosférica e oceânica e ao aquecimento desigual causado pela forma e pelos movimentos da Terra.

Identificar as principais variáveis envolvidas na previsão do tempo e simular situações nas quais elas possam ser medidas.

Discutir iniciativas que contribuam para restabelecer o equilíbrio ambiental a partir da identificação de alterações climáticas regionais e globais provocadas pela intervenção humana.

9º ANO

Investigar as mudanças de estado físico da matéria e explicar essas transformações com base no modelo de constituição submicroscópica.

Comparar quantidades de reagentes e produtos envolvidos em transformações químicas, estabelecendo a proporção entre as suas massas.

Identificar modelos que descrevem a estrutura da matéria e reconhecer sua evolução histórica.

Planejar e executar experimentos que evidenciem que todas as cores de luz podem ser formadas pela composição das três cores primárias da luz e que a cor de um objeto está relacionada também à cor da luz que o ilumina.

Investigar os principais mecanismos envolvidos na transmissão e recepção de imagem e som que revolucionaram os sistemas de comunicação humana.

Classificar as radiações eletromagnéticas por suas frequências, fontes e aplicações, discutindo e avaliando as implicações de seu uso em controle remoto, telefone celular, raio X, fotocélulas etc.

Discutir o papel do avanço tecnológico na aplicação das radiações na medicina diagnóstica e no tratamento de doenças.

Associar os gametas à transmissão das características hereditárias, estabelecendo relações entre ancestrais e descendentes.

Discutir as ideias de Mendel sobre hereditariedade, considerando-as para resolver problemas envolvendo a transmissão de características hereditárias em diferentes organismos.

Comparar as ideias evolucionistas de Lamarck e Darwin apresentadas em textos científicos e históricos, identificando semelhanças e diferenças entre essas ideias e sua importância para explicar a diversidade biológica.

Discutir a evolução e a diversidade das espécies com base na atuação da seleção natural sobre as variantes de uma mesma espécie, resultantes de processo reprodutivo.

Justificar a importância das unidades de conservação para a preservação da biodiversidade e do patrimônio nacional, considerando os diferentes tipos de unidades, as populações humanas e as atividades a eles relacionados.

Propor iniciativas individuais e coletivas para a solução de problemas ambientais da cidade ou da comunidade, com base na análise de ações de consumo consciente e de sustentabilidade bem-sucedidas.

Descrever a composição e a estrutura do Sistema Solar, assim como a localização do Sistema Solar na nossa Galáxia (a Via Láctea) e dela no Universo (apenas uma galáxia dentre bilhões).

Relacionar diferentes leituras do céu e explicações sobre a origem da Terra, do Sol ou do Sistema Solar às necessidades de distintas culturas.

Selecionar argumentos sobre a viabilidade da sobrevivência humana fora da Terra, com base nas condições necessárias à vida, nas características dos planetas e nas distâncias e nos tempos envolvidos em viagens interplanetárias e interestelares.

Analisar o ciclo evolutivo do Sol baseado no conhecimento das etapas de evolução de estrelas de diferentes dimensões e os efeitos desse processo no nosso planeta.

A BNCC surgiu não para desconsiderar os outros existentes, como os currículos, mas complementá-los, e assim garantir que a meta de tornar a educação brasileira melhor se cumpra.

Portanto essas habilidades aqui descritas, estão em consonância com outros documentos e podem tranquilamente serem trabalhados dentro do contexto escolar.

Conte para gente, você, como profissional da educação, acredita que a BNCC contribui de forma significativa para a educação ou acaba por ser só mais um documento? Compartilhe conosco, nós queremos saber sua opinião.

Deixe um comentário

Deseja receber nosso conteúdo direto no seu email?