fbpx

UMA PEDAGOGIA HUMANIZADORA DE PAULO FREIRE

Apresentação
Este caderno é dirigido a todos aqueles e aquelas que trabalham como educadores populares: animadores de clubes de trocas, militantes de movimentos sociais, lideranças comunitárias, assistentes sociais, voluntários que atuam junto à população oprimida, enfim: todos que lutam pelo fim da pobreza, que sonham com uma sociedade justa e verdadeiramente democrática, e trabalham para que este sonho se realize, dia após dia. Elegemos Paulo Freire como o educador a nos iluminar nesta caminhada em torno de um mundo justo, sem miséria e sem distância entre pobres e ricos. Para estudar este autor, é preciso abertura suficiente para desconstruir pensamentos e práticas que estavam até hoje norteando o nosso trabalho de educação popular. Nossa vida é um eterno ensinar e aprender e muitas vezes, para isso, precisamos às vezes pôr de lado muitas práticas com as quais estamos acostumados, para que o novo possa se colocar. Não é apenas Paulo Freire que nos leva a descobrir o novo: ele nos ajuda a descobrir com o oprimido uma forma diferente de educação. Vamos perceber que, desde crianças, fomos educados para sermos passivos, adaptados aos ambientes, sem reclamar. Na escola, na família, nos locais de trabalho, somos quase sempre levados a obedecer ou a ouvir sem questionar. A realidade é narrada ou vista como algo parado, compartimentado e bem-comportado. Mas Paulo Freire critica esta educação domesticadora, que ele chama de “educação bancária” e nos desafia para uma educação viva, problematizadora, questionadora da realidade…

BAIXAR EM PDF

PEDAGOGIA HUMANIZADORA CARTILHA 1

Fonte:cefuria.org.br

Deixe um comentário

avatar
  Receber notificações  
Me notifique

Deseja receber nosso conteúdo direto no seu email?