NÃO PODE OUVIR DIREITO POR QUE ESTÁ SEM OS ÓCULOS ?

Leia livros sobre este assunto

Não pode ouvir direito por que está sem os óculos?

Você já deve ter ouvido a frase de sua avó ou de alguma outra pessoa de idade. “Não posso ouvir direito, estou sem óculos!”. Apesar de parecer absurdo que a falta dos óculos, que afeta apenas a nossa visão, possa comprometer também a audição, alguns cientistas acham que é algo plausível.

Lawrence Rosenblum, professor da faculdade de psicologia da Universidade da Califórnia, considera que nossos sentidos estão integrados, embora não pareçam. Por exemplo, para entendermos o que outra pessoa está dizendo usamos principalmente a nossa audição, mas também fazemos um bocado de leitura labial. Então a visão e a audição se complementariam na hora de “ouvir” alguma coisa.

Sendo assim, faria sentido que alguém com problemas de visão não consiga ouvir direito quando está sem os óculos – isso comprometeria a leitura labial.

Os cientistas até já provaram isso que chamam de “Efeito McGurk”, que mostra como o discurso visual afeta o que ouvimos. Pesquisadores já sobrepuseram sons diferentes com imagens de pessoas dizendo alguma coisa (o som original das imagens foi completamente retirado). Mesmo assim, quem assistia o vídeo podia ver os lábios das pessoas se movimentando.

Em grande parte dos casos, quando eram interrogados sobre o que ouviram, os voluntários que assistiram o vídeo disseram “ouvir” o que compreenderam da leitura labial das pessoas no vídeo e não o som que realmente era reproduzido.

O que você achou do texto acima? Gostou? Acha que pode ser útil pra mais alguém?

Se sim, eu gostaria de te pedir encarecidamente que compartilhasse, além de transmitir a informação, você ajuda no crescimento do nosso site! 😘

Kit Acelera ABC

Comentários

É muito importante saber a sua opinião. Adoramos quando você comenta, pois assim sabemos quais os rumos que devemos seguir através dos nossos artigos. Tudo o que você sugere ou comenta é avaliado para somar ao conteúdo que desenvolvemos.

Deixe uma opinião sobre o que achou do texto acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *