fbpx

Habilidades da BNCC: Ensino Médio – Língua Portuguesa

ABC

A Base Nacional Comum Curricular do Ensino Médio para a Língua Portuguesa, assim como para todas as outras disciplinas, garante condições a fim de que o aluno aperfeiçoe os conhecimentos adquiridos ao longo do Ensino Fundamental Anos Iniciais e Finais e ainda participe como protagonista na sala de aula, realizando ações sempre mais próximas à realidade contextual em que o sujeito está inserido. 

A disciplina de Língua Portuguesa é documentada pela BNCC como uma matéria parte integrante à área de Linguagem, porém, por contemplar diversas vertentes e consequentemente ser mais complexa que as demais matérias do campo, nós resolvemos dividir em dois textos. Assim, será possível abordar de maneira mais complexa o que a BNCC reserva a ela.

Agora se você deseja saber sobre as outras matérias da área de linguagem (Artes, Língua Inglesa, Educação Física), você pode conferir no post: BNCC no Ensino Médio: Área da Linguagem.

BNCC no Ensino Médio: Habilidades de Língua Portuguesa

Para facilitar o entendimento dos professores com relação aos objetivos da BNCC para a Língua Portuguesa, o documento é dividido em campos de ação, diferentemente do Ensino Fundamental que é separado por ano. E cada campo possui suas competências e habilidades.

A Língua Portuguesa está inserida no campo de atuação social. Dentro dessa campo existem diversos eixos que são abordados, existindo então subcategorias que contemplam: Campo da vida pessoal, Campo artístico-literário, Campo das práticas de estudo e pesquisa, Campo jornalístico-midiático e Campo de atuação na vida pública. Dentro desses 5 campos de atuação que são desenvolvidas as habilidades.

Habilidades de todos os campos de atuação social

Relacionar o texto, tanto na produção como na leitura/ escuta, com suas condições de produção e seu contexto sócio-histórico de circulação, de forma a ampliar as possibilidades de construção de sentidos e de análise crítica e produzir textos adequados a diferentes situações.

Estabelecer relações entre as partes do texto, tanto na produção como na leitura/escuta, considerando a construção composicional e o estilo do gênero, usando/reconhecendo adequadamente elementos e recursos coesivos diversos que contribuam para a coerência, a continuidade do texto e sua progressão temática, e organizando informações, tendo em vista as condições de produção e as relações lógico-discursivas envolvidas.

Analisar relações de intertextualidade e interdiscursividade que permitam a explicitação de relações dialógicas, a identificação de posicionamentos ou de perspectivas, a compreensão de paráfrases, paródias e estilizações, entre outras possibilidades. 

Estabelecer relações de interdiscursividade e intertextualidade para explicitar, sustentar e conferir consistência a posicionamentos e para construir e corroborar explicações e relatos, fazendo uso de citações e paráfrases devidamente marcadas.

Analisar, em textos argumentativos, os posicionamentos assumidos, os movimentos argumentativos e os argumentos utilizados para sustentá-los, para posicionar-se criticamente diante da questão discutida e/ou dos argumentos utilizados, recorrendo aos mecanismos linguísticos necessários.

Analisar efeitos de sentido decorrentes de usos expressivos da linguagem, da escolha de determinadas palavras ou expressões e da ordenação, combinação e contraposição de palavras, dentre outros.

Analisar, marcas que expressam a posição do enunciador frente àquilo que é dito: uso de diferentes modalidades e de diferentes recursos gramaticais que operam como modalizadores, uso de estratégias de impessoalização.

Analisar elementos e aspectos da sintaxe do português, de modo a potencializar os processos de compreensão e produção de textos e a possibilitar escolhas adequadas à situação comunicativa. 

Comparar o tratamento dado pela gramática tradicional e pelas gramáticas de uso contemporâneas em relação a diferentes tópicos gramaticais.

Analisar o fenômeno da variação linguística de forma a ampliar a compreensão sobre a natureza viva e dinâmica da língua e sobre o fenômeno da constituição de variedades linguísticas de prestígio e estigmatizadas, e a fundamentar o respeito às variedades linguísticas e o combate a preconceitos linguísticos. 

Fazer curadoria de informação, tendo em vista diferentes propósitos e projetos discursivos. 

Selecionar informações, dados e argumentos em fontes confiáveis, impressas e digitais, e utilizá-los de forma referenciada, para que o texto a ser produzido tenha um nível de aprofundamento adequado e contemple a sustentação das posições defendidas. 

Analisar, a partir de referências contextuais, estéticas e culturais, efeitos de sentido decorrentes de escolhas de elementos sonoros e de suas relações com o verbal, levando-os em conta na produção de áudios, para ampliar as possibilidades de construção de sentidos e de apreciação. 

Analisar efeitos de sentido decorrentes de escolhas e composição das imagens e de sua sequenciação, das performances, dos elementos sonoros e das relações desses elementos com o verbal, levando em conta esses efeitos nas produções de imagens e vídeos.

Planejar, produzir, revisar, editar, reescrever e avaliar textos escritos e multissemióticos, considerando sua adequação às condições de produção do texto.

Produzir e analisar textos orais, considerando sua adequação aos contextos de produção, à forma composicional e ao estilo do gênero em questão, à clareza, à progressão temática e à variedade linguística empregada, como também aos elementos relacionados à fala e à cinestesia.

Elaborar roteiros para a produção de vídeos variados, apresentações teatrais, narrativas multimídia e transmídia, podcasts, playlists comentadas etc., para ampliar as possibilidades de produção de sentidos e engajar-se em práticas autorais e coletivas. 

Utilizar softwares de edição de textos, fotos, vídeos e áudio para criar textos e produções multissemióticas com finalidades diversas, explorando os recursos e efeitos disponíveis e apropriando-se de práticas colaborativas de escrita, de construção coletiva do conhecimento e de desenvolvimento de projetos. 

Habilidades específica do campo da vida pessoal

Apresentar-se por meio de textos multimodais diversos e de ferramentas digitais, para falar de si mesmo de formas variadas, considerando diferentes situações e objetivos. 

Compartilhar gostos, interesses, práticas culturais, temas/ problemas/questões que despertam maior interesse ou preocupação, respeitando e valorizando diferenças, como forma de identificar afinidades e interesses comuns, como também de organizar e/ou participar de grupos, clubes, oficinas e afins.

Produzir, de forma colaborativa, e socializar playlists comentadas de preferências culturais e de entretenimento, revistas culturais, fanzines, e-zines ou publicações afins que divulguem, comentem e avaliem games, séries, quadrinhos, livros, peças, exposições, espetáculos de dança etc., de forma a compartilhar gostos, identificar afinidades, etc. 

Construir e/ou atualizar, de forma colaborativa, registros dinâmicos de profissões e ocupações de seu interesse que possibilitem vislumbrar trajetórias pessoais e profissionais.

Habilidades específica do campo de atuação na vida pública

Analisar criticamente o histórico e o discurso político de candidatos, propagandas políticas, políticas públicas, programas e propostas de governo, de forma a participar do debate político e tomar decisões conscientes e fundamentadas. 

Analisar formas não institucionalizadas de participação social, sobretudo as vinculadas a manifestações artísticas, produções culturais, intervenções urbanas e formas de expressão típica das culturas juvenis que pretendam expor uma problemática ou promover uma reflexão/ação, posicionando-se em relação a essas produções e manifestações.  

Participar de reuniões na escola, agremiações, entre outros, em debates, assembleias, etc., exercitando a escuta atenta, respeitando seu turno e tempo de fala, posicionando-se de forma fundamentada, respeitosa e ética diante da apresentação de propostas e defesas de opiniões. 

Relacionar textos e documentos legais e normativos de âmbito universal, nacional, local ou escolar que envolvam a definição de direitos e deveres aos seus contextos de produção, identificando ou inferindo possíveis motivações e finalidades, como forma de ampliar a compreensão desses direitos e deveres. 

Engajar-se na busca de solução para problemas que envolvam a coletividade, denunciando o desrespeito a direitos, organizando e/ou participando de discussões, campanhas e debates, produzindo textos reivindicatórios, normativos, entre outras possibilidades.

Habilidades específica do campo das práticas de estudos e pesquisa

Organizar situações de estudo e utilizar procedimentos e estratégias de leitura adequados aos objetivos e à natureza do conhecimento em questão.

Resumir e resenhar textos, por meio do uso de paráfrases, de marcas do discurso reportado e de citações, para uso em textos de divulgação de estudos e pesquisas.

Realizar pesquisas de diferentes tipos, usando fontes abertas e confiáveis, registrando o processo e comunicando os resultados, como forma de compreender como o conhecimento científico é produzido e apropriar-se dos procedimentos e dos gêneros textuais envolvidos na realização de pesquisas. 

Compreender criticamente textos de divulgação científica orais, escritos e multissemióticos de diferentes áreas do conhecimento, identificando sua organização tópica e a hierarquização das informações, identificando e descartando fontes não confiáveis e problematizando enfoques tendenciosos ou superficiais. 

Selecionar informações e dados necessários para uma dada pesquisa em diferentes fontes e comparar autonomamente esses conteúdos, levando em conta seus contextos de produção, referências e índices de confiabilidade, de forma a compreender e posicionar-se criticamente sobre esses conteúdos e estabelecer recortes precisos.

Selecionar, elaborar e utilizar instrumentos de coleta de dados e informações e de tratamento e análise dos conteúdos obtidos, que atendam adequadamente a diferentes objetivos de pesquisa. 

Produzir textos para a divulgação do conhecimento e de resultados de levantamentos e pesquisas, considerando o contexto de produção e utilizando os conhecimentos sobre os gêneros de divulgação científica, de forma a engajar-se em processos significativos de socialização e divulgação do conhecimento. 

Utilizar adequadamente ferramentas de apoio a apresentações orais, escolhendo e usando tipos e tamanhos de fontes que permitam boa visualização, topicalizando e/ou organizando o conteúdo em itens, inserindo de forma adequada imagens, tabelas, formas e elementos gráficos, dimensionando a quantidade de texto e imagem por slide e usando, de forma harmônica, recursos.

Habilidades específica do campo jornalístico-midiático

Analisar os interesses que movem o campo jornalístico, os impactos das novas tecnologias digitais de informação e comunicação e da Web 2.0 no campo e as condições que fazem da informação uma mercadoria e da checagem de informação uma prática essencial, adotando atitude analítica e crítica diante dos textos jornalísticos.

Conhecer e analisar diferentes projetos editoriais, de forma a ampliar o repertório de escolhas possíveis de fontes de informação e opinião, reconhecendo o papel da mídia plural para a consolidação da democracia. 

Analisar os diferentes graus de parcialidade/imparcialidade em textos noticiosos, comparando relatos de diferentes fontes e analisando o recorte feito de fatos/dados e os efeitos de sentido provocados pelas escolhas realizadas pelo autor do texto, de forma a manter uma atitude crítica diante dos textos jornalísticos e tornar-se consciente das escolhas feitas como produtor. 

Usar procedimentos de checagem de fatos noticiados e fotos publicadas, de forma a combater a proliferação de notícias falsas. 

Analisar o fenômeno da pós-verdade de forma a adotar atitude crítica em relação ao fenômeno e desenvolver uma postura flexível que permita rever crenças e opiniões quando fatos apurados as contradisserem. 

Analisar os processos humanos e automáticos de curadoria que operam nas redes sociais e outros domínios da internet, comparando os feeds de diferentes páginas de redes sociais e discutindo os efeitos desses modelos de curadoria, de forma a ampliar as possibilidades de trato com o diferente e minimizar o efeito bolha e a manipulação de terceiros.

Acompanhar, analisar e discutir a cobertura da mídia diante de acontecimentos e questões de relevância social, local e global, comparando diferentes enfoques e perspectivas, por meio do uso de ferramentas de curadoria e da consulta a serviços e fontes de checagem e curadoria de informação. 

Atuar de forma fundamentada, ética e crítica na produção e no compartilhamento de comentários, textos noticiosos e de opinião, memes, gifs, remixes variados etc. em redes sociais ou outros ambientes digitais. 

Analisar formas contemporâneas de publicidade em contexto digital e peças de campanhas publicitárias e políticas, identificando valores e representações de situações, grupos e configurações sociais veiculadas, desconstruindo estereótipos, destacando estratégias de engajamento e viralização e explicando os mecanismos de persuasão utilizados.

Analisar, discutir, produzir e socializar, tendo em vista temas e acontecimentos de interesse local ou global, notícias, fotorreportagens, reportagens multimidiáticas, podcasts noticiosos, críticas da mídia, textos de apresentação e apreciação de produções culturais, em várias mídias.

Habilidades específica do campo artístico-literário

Compartilhar sentidos construídos na leitura/escuta de textos literários, percebendo diferenças e eventuais tensões entre as formas pessoais e as coletivas de apreensão desses textos, para exercitar o diálogo cultural e aguçar a perspectiva crítica.

Participar de eventos, inclusive para socializar obras da própria autoria e/ou interpretar obras de outros, inserindo-se nas diferentes práticas culturais de seu tempo. 

Identificar assimilações, rupturas e permanências no processo de constituição da literatura brasileira e ao longo de sua trajetória, por meio da leitura e análise de obras fundamentais do cânone ocidenta. 

Perceber as peculiaridades estruturais e estilísticas de diferentes gêneros literários para experimentar os diferentes ângulos de apreensão do indivíduo e do mundo pela literatura. 

Analisar relações intertextuais e interdiscursivas entre obras de diferentes autores e gêneros literários de um mesmo momento histórico e de momentos históricos diversos, explorando os modos como a literatura e as artes em geral se constituem, dialogam e se retroalimentam. 

Selecionar obras do repertório artístico-literário contemporâneo à disposição segundo suas predileções, de modo a constituir um acervo pessoal e dele se apropriar para se inserir e intervir com autonomia e criticidade no meio cultural.

Analisar obras significativas das literaturas brasileiras e de outros países e povos, em especial a portuguesa, a indígena, a africana e a latino-americana. 

Produzir apresentações e comentários apreciativos e críticos sobre livros, filmes, discos, canções, espetáculos de teatro e dança, exposições etc. 

Criar obras autorais, em diferentes gêneros e mídias, e/ou produções derivadas, como forma de dialogar crítica e/ou subjetivamente com o texto literário.

Você gostou do Texto?

Todos os campos de ações trabalham as diversas práticas que a Língua Portuguesa possui: leitura, escuta, produção de textos (orais, escritos, multissemióticos) e análise linguística/semiótica, não sendo necessária a preocupação em segmentar a aplicação do conteúdo pelas práticas.

Pois, essa ação só deixa o ensino monótono influenciando negativamente no ensino-aprendizado. Portanto, ao aplicar o documento da BNCC em sala de aula deve-se somente em se preocupar com o contexto social em que o estudante está inserido.

Lembre-se: agora no ensino não mais é enfatizado a necessidade de conhecer termos técnicos e outras características teóricas, mas se o estudante estará preparado para resolver problemas reais, por isso é importante enfatizar acerca do contexto social e cultural.

Qual é sua opinião sobre este assunto? Acha que a BNCC retratou bem às necessidades contemporâneas? Compartilhe pra gente!


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *