fbpx

DIFICULDADES NA APRENDIZAGEM

Leia livros sobre este assunto

dificuldade de aprendizgem1. O que é?
O termo refere-se não a um único distúrbio, mas a vários problemas que podem afetar qualquer área do desempenho acadêmico. O que as crianças com dificuldades de aprendizagem têm em comum é o baixo desempenho inesperado.
Embora os prejuízos neurológicos possam afetar qualquer área do funcionamento cerebral, as deficiências que mais tendem a causar problemas acadêmicos são aquelas que afetam a percepção visual, o processamento da linguagem, as habilidades motoras finas e a capacidade para focalizar a atenção. Pode ocorrer também a hiperatividade e outros comportamentos problemáticos, além de problemas emocionais relacionados. Problemas emocionais também podem levar às dificuldades na aprendizagem.

2. Definição de Dificuldades de Aprendizagem

Comitê Associado Nacional para desordens de Aprendizagem, EEUU, 1988:

“Desordens de aprendizagem” é um termo geral que se refere a um grupo heterogêneo de desordens manifestado por significativas dificuldades na aquisição e utilização das habilidades da audição, fala, leitura, escrita, raciocínio e matemática. Estas desordens são intrínsecas ao indivíduo e supostamente devidas à disfunção do sistema nervoso central, podendo ocorrer durante toda a vida. Podem existir junto com as desordens de aprendizagem, problemas nas condutas de auto-regulação, percepção social e interação social. Mesmo que as desordens de aprendizagem possam ocorrer concomitantemente com outras deficiências (como, por ex., deficiência sensorial, retardo mental, distúrbio sócio-emocional) ou influências extrínsecas (como, por ex., diferenças culturais, instrução insuficiente ou inadequada), elas não são o resultado direto de tais condições ou influências.

Ato para a Educação de Todas as Crianças Deficientes, EEUU, 1975, sofreu várias emendas e em 1990 mudou para Ato para a Educação de Indivíduos com Deficiências (IDEA):

“Deficiência específica de aprendizagem” significa um transtorno em um ou mais dos processos psicológicos básicos envolvidos na compreensão ou no uso da linguagem, falada ou escrita, que pode manifestar-se em uma capacidade imperfeita para ouvir, pensar, falar, ler, escrever, soletrar ou realizar cálculos matemáticos. O termo inclui condições como deficiências de percepção, lesão cerebral, disfunção cerebral mínima, dislexia e afasia desenvolvimental. O etrmo não inclui crianças que têm problemas de aprendizagem que são primeiramente o resultado de deficiências visuais, auditivas ou motoras, e retardo mental, de perturbação emocional ou de desvantagens ambientais, culturais ou econômicas.

Outros:

– Cupello (1998): diferencial entre pessoas com sucesso escolar e com distúrbio de aprendizagem é a qualidade da linguagem oral. Verificar Distúrbio de Aprendizagem a partir da comprovação de um distúrbio de linguagem oral, após transcodificação para a língua escrita.

– Hammil (1990): listou características críticas incluídas em mais de 70% das definições de Distúrbios de Aprendizagem:

  • desempenho abaixo da média devido a fatores internos e externos do indivíduo;
  • alterações do SNC;
  • persistência de distúrbios de aprendizagem ao longo da existência;
  • déficits relacionados à linguagem.

 

Autor: Tereza Cristina Vasconcellos Moraes é pedagoga, com especialização em Dificuldades na Aprendizagem e em Psicopedagogia.

* Textos elaborados a partir de compilações feitas de apostilas confeccionadas pela pedagoga e apresentadas nos cursos que ministra.

http://www.tereza-cristina.com/psicopag2.html

O que você achou do texto acima? Gostou? Acha que pode ser útil pra mais alguém?

Se sim, eu gostaria de te pedir encarecidamente que compartilhasse, além de transmitir a informação, você ajuda no crescimento do nosso site! 😘

Kit Acelera ABC

Comentários

É muito importante saber a sua opinião. Adoramos quando você comenta, pois assim sabemos quais os rumos que devemos seguir através dos nossos artigos. Tudo o que você sugere ou comenta é avaliado para somar ao conteúdo que desenvolvemos.

Deixe uma opinião sobre o que achou do texto acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *