Conceito de Educação Especial e de Educação Inclusiva

Leia livros sobre este assunto

PUBLICIDADE

CONCEITO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E DE EDUCAÇÃO INCLUSIVA

 

Educação Especial ocupa-se do atendimento de educando com deficiências no campo da aprendizagem e transtornos globais de desenvolvimento em instituições especializadas, tais como escolas para surdos, escolas para cegos ou escolas para atender pessoas com deficiência intelectual.
A Secretaria de Educação Especial do MEC (SEESP), por meio do documento Política Nacional de Educação Especial que orienta oficialmente os serviços públicos nesta área, considera a Educação Especial como sendo:

[…] um processo que visa a promover o desenvolvimento das potencialidades de pessoas portadoras de deficiências, condutas típicas ou altas habilidades, e que abrange os diferentes níveis e graus do sistema de ensino. Fundamenta-se em referenciais teóricos e práticos compatíveis com as necessidades específicas de seu alunado. O processo deve ser integral, fluindo desde a estimulação essencial até os graus superiores de ensino. Sob esse enfoque sistêmico, a educação especial integra o sistema educacional vigente, identificando-se com sua finalidade, que é a de formar cidadãos conscientes e participativos (BRASIL, MEC/SEESP,1994, p.17).

Educação Inclusiva é um processo em que se amplia à inclusão de todos os estudantes com necessidades educativas especiais em escolas deensino regular. Refere-se à reestruturação da cultura, da prática e das políticas vivenciadas nas escolas de modo que estas respondam à diversidade dealunos.

Educação inclusiva é o processo que ocorre em escolas de qualquer nível preparadas para propiciar um ensino de qualidade a todos os alunos independentemente de seus atributos pessoais, inteligências, estilos de aprendizagem e necessidades comuns ou especiais. A inclusão escolar é uma forma de inserção em que a escola comum tradicional é modificada para ser capaz de acolher qualquer aluno incondicionalmente e de propiciar-lhe uma educação de qualidade. Na inclusão, as pessoas com deficiência estudam na escola que frequentariam se não fossem deficientes. (SASSAKI, 1998, p. 8).

A escola tem como compromisso introduzir o aluno no mundo social, cultural e científico, independente de suas deficiências, dessa maneira os alunos com desempenhos diferentes alcançarão o mesmo objetivo na sala de aula, que é a aprendizagem.

 

EDUCAÇÃO ESPECIAL

  • prover condições de acesso, participação e aprendizagem no ensino regular.
  • garantir a  transversalidade  das  ações  da educação especial no ensino regular.
  • fomentar o  desenvolvimento  de  recursos didáticos  e  pedagógicos  que  eliminem  as barreiras   no   processo   de   ensino   e aprendizagem.
  • assegurar condições  para  a  continuidade de estudos nos demais níveis de ensino.
  • adequação arquitetônica   de   prédios escolares para acessibilidade;
  • formação continuada  de  professores  para o atendimento educacional especializado.
  • implantação   de   salas   de   recursos multifuncionais.      As salas   de   recursos multifuncionais  são  ambientes  dotados  de equipamentos,   mobiliários   e   materiais didáticos  e  pedagógicos  para  a  oferta  do atendimento educacional especializado.

 

EDUCAÇÃO INCLUSIVA

  • acesso para  estudantes  com  deficiência  à educação  inclusiva  em  suas  comunidades locais.
  • ressignificação da   educação   escolar, garantindo  o  sucesso  para  a  aprendizagem de todos.
  • buscar adaptações  curriculares   que atendam  às  necessidades  e  expectativas do aluno,   assegurando   uma   educação   de qualidade para todos.
  • provisão de   recursos   de   todas   as instâncias  governamentais  e  de  iniciativa privada,  a  fim  de  garantir  o  sucesso  e  a permanência de todos na escola.
  • rompimento de  barreiras  arquitetônicas e principalmente atitudinais.
  • formação continuada   para   o   professor, com   previsão   e   provisão   de   recursos necessários a sua capacitação.
  • garantia de  um  projeto  pedagógico  que possibilite  resgatar  a  cidadania  e  o  direito do aluno, possibilitando a construção de seu projeto de vida.
  • capacitar à escola para  atender a  todos  os alunos.
  • garantia   de   apoios  e   serviços.

 

 

REFERÊNCIAS

BRASIL, Ministério da Educação e do Desporto. Política Nacional de Educação Especial. Brasília, MEC/SEESP, 1994.

SASSAKI, Romeu Kasumi. Inclusão: Construindo Um a Sociedade Para Todos. 3ª edição. Rio de Janeiro: WVA, 1999, 174p.



Você tem interesse em atividades de língua portuguesa, tudo pronto para você baixar e adaptar?


EU QUERO!

Talvez você se interesse:

Atividades Matemática Atividades Língua Portuguesa Planos de Aula e Projetos Projetos de Educação Ambiental

Comentários

Carregando comentários...