fbpx

Sugestões de dinâmica de grupo

 

As dinâmicas de grupo envolvem as crianças, proporcionando a experiência de trabalho coletivo, união e formação de um grupo.

Para as crianças e também adultos, as dinâmicas devem atender às estratégias educativas pretendidas e não utilizadas indiscriminadamente ou somente como um passatempo. A seguir você vai ver diversos exemplos de dinâmicas de grupo além de algumas dicas para aplicá-las.

As dinâmicas de grupo para educação infantil, muito mais do que apenas uma brincadeira para passar o tempo e divertir, possuem um grande valor como instrumento educacional e pode ser uma ferramenta de trabalho para o processo de ensino e aprendizagem.

As dinâmicas de grupo para crianças podem ser

  • jogos
  • brincadeiras
  • dramatizações
  • oficinas
  • histórias

O ideal é que as crianças estejam num grupo máximo de 20 participantes, assim é possível passar as informações necessárias para a dinâmica de grupo e também receber o feedback esperado.

Em caso de grupos maiores, basta dividí-los em sub-grupos e alternar as atividades propostas.

Materiais utilizados em dinâmicas de grupo com crianças

  • projetor
  • video
  • cartazes
  • canetas
  • bexigas
  • palito de sorvete

Outro ponto importante é definir muito bem qual o objetivo da dinâmica de grupo e também saber que ela tem hora para começar e terminar.

É importante que o educador perceba rapidamente se a dinâmica de grupo está dando certo ou não, basicamente observando a participação das crianças ou não e a interação do grupo, tenha certeza de que o objetivo está sendo cumprido ou mude rapidamente para outra atividade antes que você acabe com a paciência dos participantes.

As atividades podem ser utilizadas em alguns momentos chave, como uma dinâmica de grupo para o primeiro dia de aula, usando bexigas ou algum outro material que possa ser manipulado e faça com que os alunos trabalhem em grupo.

Apesar de serem frequentes as perguntas sobre dinâmicas de grupo para maternal e crianças até 4 anos, para elas, muitas vezes fica difícil compreender as regras envolvidas, então uma brincadeira de roda, com músicas e movimentos seja uma atividade mais interessante e com melhores resultados.

Antes de escolher qual dinâmica executar, pense em seu espaço disponível. Caso seja necessária a formação de diversos grupos de alunos, o espaço da sala de aula pode ser insuficiente para criar pequenas rodas, assim como se você não tiver controle sobre as crianças, fazer a dinâmica de grupo com as crianças em uma quadra ou pátio pode ser bem trabalhoso e pouco produtivo.

 

Dinâmica do Feitiço Virou contra o Feiticeiro – Respeito entre as crianças

Objetivo: não faça ou deseje aos outros o que não gostaria para si

Material: papel e caneta

Procedimento: forma-se um círculo, todos sentados, cada um escreve uma tarefa que gostaria que seu companheiro da direita realizasse, sem deixá-lo ver. Após todos terem escrito, o feitiço vira contra o feiticeiro, que irá realizar a tarefa é a própria pessoa que escreveu. “não faça ou deseje aos outros o que não gostaria para si”. Respeito ao próximo.

CONHECENDO E APRENDENDO

Objetivo: promover a integração entre os alunos e professor, fortalece a comunicação e o relacionamento interpessoal dos estudantes.

Materiais: Um objeto pequeno, podendo ser uma bola por exemplo.

Procedimento: Formar um círculo.

Explicar aos alunos que será dada uma oportunidade para que aprendam mais uns dos outros.

Quem estiver com a bola deve passá-la a outra pessoa que deverá dizer seu nome e revelar algo diferente sobre si, ou um defeito, ou qualidade (sou preguiçoso, sou organizada, ou tenho um cachorro, uso lente de contato, etc.).

Quando todos tiverem falado, explicar que na segunda rodada eles terão que passar a bola a alguém e dizer o nome da pessoa e o que ela disse na rodada anterior.

Dicas: Observar quais alunos estão prestando atenção e conseguem lembrar das informações que seu colega falou. Caso algum tenha dificuldade, pedir que os outros alunos o ajude.

Reflexão:

Apontar a importância de saber ouvir, que muitas vezes estamos muito preocupados com o que vamos dizer, que esquecemos de prestar atenção no que nos é dito.

Tempo de duração: 15 a 20 minutos

Faixa etária: todas as idades

Dinâmica do Feitiço Virou contra o Feiticeiro – Respeito entre as crianças

Objetivo: não faça ou deseje aos outros o que não gostaria para si

Material: papel e caneta

Procedimento: forma-se um círculo, todos sentados, cada um escreve uma tarefa que gostaria que seu companheiro da direita realizasse, sem deixá-lo ver. Após todos terem escrito, o feitiço vira contra o feiticeiro, que irá realizar a tarefa é a própria pessoa que escreveu. “não faça ou deseje aos outros o que não gostaria para si”. Respeito ao próximo.

EU SOU… E VOCÊ, QUEM É?

Objetivos: Conhecer o grupo e promover a interação e a socialização de todos.

Material: nenhum

Procedimento:

Formar uma roda, tomando o cuidado de verificar se todas as pessoas estão sendo vistas pelos demais colegas.

Combinar com o grupo para que lado a roda irá girar.

O educador inicia a atividade se apresentando e passa para outro. Por exemplo: “Eu sou Luis, e você, quem é?” “Eu sou Aline, e você, quem é?” “Eu sou Luana, e você quem é?”

A dinâmica de integração pode ser feita com o grupo de alunos ou estudantes sentados sem a roda girar.

Tempo de duração: 10 a 15 minutos

Faixa etária: todas as idades

 

TUDO SOBRE MIM

Objetivo: levar os alunos a se conhecerem melhor.

Materiais: Uma folha contendo o formulário abaixo:

Meu nome é:

O que eu mais gosto de fazer?

O que menos gosto de fazer?

Uma qualidade minha é:

Um defeito meu é:

Qual profissão desejo exercer:

Procedimento:

Para realizar essa dinâmica de apresentação para o primeiro dia de aula o professor deve reunir todos os alunos ou participantes num círculo, o movimento de cadeiras e ajuste do círculo iniciará o entrosamento dos participantes.

Cada aluno ou participante receberá uma folha contendo o formulário.

Os alunos e participantes terão 10 minutos para responder.

Depois dos 10 minutos cada um se apresentará ao grupo, lendo o que escreveu.

Dicas

Promover um ambiente agradável e descontraído para que todos possam se apresentar.

Observar se o participante tem um bom autoconhecimento, como reage as respostas de seus colegas.

Tempo de duração: 20 a 30 minutos

Faixa etária:  A partir de 10 anos

PROCURANDO UM CORAÇÃO

Objetivo: levar os alunos a se conhecerem melhor. Desenvolver o relacionamento interpessoal e a comunicação.

Material Necessário:

Corações de cartolina cortados em duas partes de forma que uma delas se encaixe na outra. Cada coração só poderá encaixar em uma única metade (não pode ter partes iguais).

Procedimento:

Distribuir os corações já divididos de forma aleatória.

Informar que ao ouvirem uma música (pode substituir por estipular o tempo) caminharão pela sala em busca de seu par.

Quando todos encontrarem seus pares, o educador irá parar a música e orientar para que os participantes conversem (caso não se conheçam perguntar o nome, idade, etc.), caso não se conheçam deverão apresentar o seu par para turma.

Reflexão:

Perguntar aos alunos:

Como se sentiram durante a atividade?

Foi possível conhecer um pouco mais os colegas?

Tiveram dificuldades de encontrar o seu par?

Explicar aos alunos que sozinhos somos incompletos, precisamos ter colegas, amigos, pessoas ao nosso lado. Para isso é importante respeitarmos os colegas, sermos companheiros e colaborarmos uns com os outros.

Tempo de duração: 15 a 20 minutos

Faixa etária: a partir de 6 anos

 

Deixe um comentário