fbpx

Sugestões de Atividades para o Berçário


Neste artigo você vai encontrar uma lista de atividades para os mais diferentes estágios de desenvolvimento do seu bebê.

1. Atividades para Bebês de Berço

Antes de conhecer as atividades, veja aqui as vantagens de um berço montessoriano.

Estimulação dos sentidos: percepção visual, auditiva, tátil, gustativa, olfativa.

  • carregar a criança de maneira que possa explorar o ambiente, mostrando e nomeando os projetos;
  • provocar diferentes ruídos, com diferentes objetos, como guiso, chocalhos e perceber se o bebê se movimenta procurando o som;
  • propiciar momentos de música ambiente calmo e repousante;
  • possibilitar estímulos táteis em diferentes partes do corpo como cócegas, carícias;
  • oferecer objetos de diferentes texturas, para que possa pegar;
  • tentar alcançar objetos presos no berço, amarrados em um cordão;
  • cantar cantigas infantis, com a criança sentada no colo, de frente a educadora;
  • brincar de serra-serra-serrador;
  • segurar as mãos do bebê e motivá-la a bater palmas;
  • apertar bolas de borracha ou de espuma;
  • unir as mãozinhas ou os pés, ajudado pela educadora;
  • brincar de esconde-esconde usando fraldas,
  • estimular a percepção visual movimentando fitas coloridas, bolas;
  • oferecer objetos para o bebê pegar e levantar;
  • expor o bebê a ambientes de diferentes intensidade luminosa para que perceba o claro e o escuro;
  • conversar e sorrir para o bebê enquanto é alimentado dizendo-lhe o que vai comer;
  • realizar massagens suaves no corpinho do bebê, durante o banho e em outras situações diferentes;
  • permitir que o bebê morda ou apalpe objetos de diferentes consistência;
  • estimular a percepção tátil, passando diferentes texturas nas mãos e nos pés do bebê;

Estimulação corporal

  • colocar o bebê em diferentes posições, de bruço, de costas, de lado;
  • movimentar as pernas pedalando como bicicleta;
  • movimentar levemente os pés dos bebês, para frente e para trás, de um lado para outro em movimentos circulares;
  • rolar a criança suavemente com o auxílio de um cobertor ou colchonete;
  • tentar alcançar um objeto, que está a sua frente, na posição de bruço;
  • mantê-la sentada com apoio de almofadas, enquanto manuseia objeto;
  • manter a criança de bruços sobre uma bola grande, segura pelos quadris, movimentando-a em várias direções;
  • firmar as pernas, mantendo-se em pé, sobre o chão ou colo da educadora;
  • sentar em posição de cavalinho sobre o rolo de espuma, levando-a apoiar os pés alternadamente no chão;
  • provocar ruídos, para que o bebê movimente o tronco em direção à fonte sonora.

Estimulação oral

  • conversar com o bebê, chamando-o pelo nome;
  • produzir sons variados (imitação de animais, carros) e incentivar o bebê a fazer o mesmo;
  • realizar jogos verbais de apelo: – dá uma risadinha, – faz biquinho, – dá isso prá mim…
  • valorizar e ou incentivar estas ações ao serem realizadas;
  • conversar com a criança em frente ao espelho, nomeando e mostrando partes do corpo, como pés, mãos, boca…
  • OBS.: oportunizar em todos os momentos, a conversa com o bebê, dizendo-lhe o que vai acontecer;

Estimulação à socialização

  • promover contato com as crianças maiores do berçário, incentivando-os a brincarem junto, na sala, no solário;
  • promover breves passeios por ambientes diferentes no centro.

2. Bebês que engatinham

Estimulação dos sentidos: percepção visual, auditiva, tátil, gustativa, olfativa

  • realizar massagens suaves no corpinho do bebê, enquanto toma banho ou faz a troca de roupa;
  • conversar e sorrir com o bebê em todas as situações;
  • dizer sempre a criança, todas as ações que serão realizadas, como:
  • hora de comer, hora de tomar sol;
  • manusear objetos de diferentes texturas: liso, áspero, macio,m duro, mole…
  • brincar com chocalho, guizos, caixas com objetos dentro, explorando os sons;
  • incentivar a bater palma, estalar a língua, bater os pés;
  • observar-se em frente ao espelho junto ao educador que irá mostrando e nomeando as partes do corpo e num segundo momento, pedir que o bebê mostre sozinho;
  • cantar para a criança;
  • procurar um objeto retirado subitamente do campo visual;
  • bater um objetos no outro, como brinquedos em caixas de papelão;
  • enrolar um objeto qualquer em um pedaço de pano, e dar para o bebê desenrolar e encontrar o objeto;
  • esconder objetos dentro de caixas, vasilhas, potes, na frente do bebê para que ele procure;
  • deixar apertar o interruptor da luz, para perceber o efeito e diga-lhe o que está acontecendo: – a luz acendeu, a luz apagou;
  • mostrar partes do corpo, solicitadas pelo educador;
  • leitura de expressão fisionômicas;
  • levantar fios de cabelos, com a ponta dos dedos;
  • segurar partes do próprio corpo, como cabeça, mãos, olhos;

Estimulação corporal

  • tentar alcançar objetos à sua frente e dos lados, para que o corpo se movimente em várias direções;
  • locomover-se livre, para que não se prenda muito tempo ao berço, cadeira;
  • ficar na posição em pé, sobre o colo, mesa ou cadeira, com o apoio do educador e dar pequenos saltos;
  • colocar um brinquedo em cima de uma fralda para que o bebê possa puxa-lo e alcança-lo;
  • deixar que fique sem roupa, um pouco antes do banho, para que o bebê se movimente livremente;
  • tirar e colocar objetos variados, dentro de potes ou caixas;
  • segurar o bebê para que ele dê passinhos;
  • rolar a bola em direção ao bebê, e pedir que ele devolva-a ao educador;
  • oferecer condições para que possa se levantar, segurando em móveis;
  • engatinhar entre obstáculos;
  • subir e descer degraus engatinhando;
  • empurrar cadeiras ou bolas engatinhando;
  • fazer movimentos de cabeça de “sim” ou “não”;
  • manter-se alguns momentos em pé, o que deve receber o aplauso dos educadores;
  • passar por baixo de cordões, ou mesas engatinhando;
  • entrar ou sair de caixa de papelão, ou cabaninhas improvisadas;
  • resolver pequenos problemas como pegar bola debaixo da mesa;
  • passar dentro do minhocão;
  • andar segurando em barra horizontal, que será colocada entre um móvel e outro;

Estimulação oral

  • repetir as sílabas, pronunciadas pelos bebês;
  • obedecer ordens simples com: “dá”, “vem cá”, dar “tchau”, jogue beijinhos, bata palminhas;
  • cantar músicas, incentivando a criança a bater palmas, mostrar partes do corpo;
  • contar pequenas histórias e mostrar gravuras;
  • realizar pequenos passeios nos centros, mostrando e comentando tudo o que vê;
  • imitar o som que a gravura sugere: carro, cachorro, gato, orientado pelo educador;

Estimulação à socialização

  • promover o abraço entre amigos;
  • brincar com os amigos;
  • visitar outras turmas.

3. Bebês que andam

Estimulação dos sentidos: percepção visual, auditiva, tátil, gustativa, olfativa

  • brincar com o bebê de cheirar flores, frutas;
  • encontrar a educadora que está escondida atrás de um móvel, chamando o bebê pelo nome;
  • dançar o ritmo de músicas, imitando os gestos da educadora;
  • participar de brincadeiras de imitação, dançar, marchar, imitar bichos, carros, pequenas músicas;
  • olhar, amassar, picar folhas de revistas;
  • executar ordens simples como: guardar objetos, trazer objetos, buscar o tênis;
  • pegar objetos de uma caixa, atendendo a solicitação da educadora;
  • usar a colher para tentar comer sozinho;
  • identificar quente e gelado durante as refeições;
  • guardar brinquedos e outros objetos de uso, para formar hábitos de ordem e arrumação;
  • observar-se no espelho e ir mostrando as partes do corpo, que lhe for solicitada;
  • rabiscar o chão com giz;
  • usar garrafas plásticas, tubos e potes, para que possa torcer, distorcer, para abrir e fechar;
  • balançar garrafas com objetos ou pedrinhas para produzir sons (seguramente fechadas) ;
  • brincar com grandes tampas coloridas, colocando-as dentro de caixas ou retirando-as;
  • pegar bolas ou objetos que estão debaixo de mesas e berços;
  • brincar de rodas, cantando pequenas cantigas;
  • colocar prendedor de roupas, em volta de uma caixa;
  • traçar riscos em grande pedaços de papel ( papel bobina ) usando gizão de cera;
  • andar de diferentes formas de quatro, imitando animais, ou em fila imitando trem;
  • executar ordens como: imitar (pentear cabelos, escovar os dentes, lavar os dentes, lavar as mãos, tomar banho, soprar velas, cheirar flores, ninar nenê, pular cordas, etc. ;
  • brincar com dominós de figuras, quebra-cabeça com poucas peças;
  • brincar com jogos de encaixe;
  • mostrar peças grandes e pequenas, solicitadas pela educadora;
  • dizer a cor das peças solicitadas;
  • agrupar peças por cores e tamanhos.

Estimulação corporal

  • caminhar livremente pelo espaço, explorando móveis e objetos;
  • fazer atividades como bola: chutar, pegar no ar, jogar para cima, rolar para outra pessoa, rolar em cima;
  • tentar saltar com dois pés;
  • puxar objetos e carrinhos;
  • brincar de passar por dentro, arrastar/engatinhar/ficar de cócoras e uma caixa de papelão sem fundo;
  • rolar pneus de espuma ou de pequenos tamanhos;
  • empurrar caixas, puxar caixas com barbantes, vazias ou com brinquedos;
  • agachar, levantar, correr, marchar, bater palmas, pular com a orientação da educadora;
  • rolar o bebê no colchonete, de um lado para outro, pedir que rolem sozinhos;
  • engatinhar ou andar em grupos até um ponto determinado; cantinho da sala, atrás de um berço,,,
  • brincar no parquinho, explorando os brinquedos;
  • manusear blocos de encaixe;
  • passar embaixo ou por cima de uma corda;
  • brincar de entrar e sair de dentro de caixas, de cabaninhas;
  • guardar um objeto debaixo do berço ou dentro da cabaninha;
  • andar na ponta dos pés; para frente, para trás;
  • engatinhar em grupo, para frente, para trás, de um lado para outro, por todo o espaço;
  • engatinhar imitando vozes de animais ou barulhos de carros;

Estimulação oral

  • ouvir e reproduzir histórias oralmente;
  • participar das histórias, fazendo gestos e sons;
  • contar histórias a vista de gravuras;
  • identificar-se a si mesmo pelo nome e reconhecer o nome dos colegas;
  • cantar cantigas infantis: “Onde está a Margarida”, “Rolinha voou, voou”, “Carneirinho carneirão” etc.
  • dizer nomes que pertençam ao mesmo grupo: ex.: frutas, animais, utensílios da cozinha… ;
  • observar e dizer o nome de objetos e sua função, durante passeios feitos com a educadora pelos espaços internos e externos do centro;
  • participar da hora da novidade, no início do período;
  • fazer exercícios foniátricos como: estalar a língua, mandar beijinhos, encher as bochechas de ar, passar a língua em volta dos lábios, em volta da arcada dentária, vibrar os lábios, murmurar com os lábios serrado… ;
  • dizer o nome da mãe, do pai, avós e irmãos;

 Estimulação à socialização

  • brincar com os colegas da turma;
  • brincar com crianças maiores de outras turmas;
  • adquirir hábitos de ordem e cortesia;
  • fazer pequenos passeios e conversar com crianças e adultos;
  • cumprimentar as pessoas todas as vezes que chegar ou sair do centro;
  • destacar a data de aniversário de cada criança;

4 thoughts on “Sugestões de Atividades para o Berçário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *