Veja as Ofertas de Hoje 😍

O QUE É DIALÉTICA?

Leia livros sobre este assunto

Dialética é uma forma de argumentação lógica que surgiu com a filosofia de Sócrates e Platão. Na Grécia antiga, a dialética era a arte do diálogo e um processo de demonstrar uma tese, por meio da uma argumentação lógica na qual são definidos de forma clara os conceitos envolvidos na discussão. A partir do século 18, com os trabalhos filosóficos de Immanuel Kant, Georg Wilhelm Friedrich Hegel  e Johann Gottlieb Fichte, o conceito de dialética evoluiu e passou a ser aplicado em diversos campos, como a história, a natureza e o pensamento. Na estrutura do argumento dialético, segundo Fichte, estão a tese, a antítese e a síntese. Elas representam as “etapas” desse processo lógico: uma tese precisa ser provada, para fazer isso apresenta-se uma tese incompatível a ela (antítese) e a contradição entre tese e antítese deve ser resolvida com um salto para um jeito diferente de ver o problema e explicar a contradição inicial (síntese). Essa concepção moderna de dialética, que representa um modo de pensarmos e compreendermos as contradições da realidade e sua permanente transformação, já havia aparecido no pensamento de outro filósofo da Grécia antiga: Heráclito de Efeso. Para ele, tudo existe em constante mudança e o conflito é o pai e o rei de todas as coisas. No século 19, Karl Marx e Friedrich Engels adotaram o modelo dialético desenvolvido por Hegel para explicar a evolução da história humana e seus processos sociais e econômicos.

Fonte: pessoas.hsw.uol.com.br

O que você achou do texto acima? Gostou? Acha que pode ser útil pra mais alguém?

Se sim, eu gostaria de te pedir encarecidamente que compartilhasse, além de transmitir a informação, você ajuda no crescimento do nosso site! 😘

Kit Acelera ABC

Comentários

É muito importante saber a sua opinião. Adoramos quando você comenta, pois assim sabemos quais os rumos que devemos seguir através dos nossos artigos. Tudo o que você sugere ou comenta é avaliado para somar ao conteúdo que desenvolvemos.

Deixe uma opinião sobre o que achou do texto acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *