PROJETO EDUCACIONAL: EMPRÉSTIMO DE LIVROS – ME LEVA QUE EU VOU, MAS VOLTO FELIZ

Leia livros sobre este assunto no IndicaLivros.com


Anúncio

Projeto: Empréstimo de Livros – Me leva que eu vou, mas volto feliz


APRESENTAÇÃO

A criança que lê, desenvolve muito o senso crítico e melhora o modo de como ela escreve. Nós devemos demonstrar para nossos alunos que a leitura é algo natural, fácil e prazeroso, como algo que não exige esforço nem envolve dificuldades.

A possibilidade de convívio com os livros deve extrapolar as paredes da sala de aula e o desenvolvimento sistemático da sua escolarização.

Ler é desvendar os mistérios do mundo, sentir prazer e não apenas superar dificuldades, é melhorar sua própria vida, ou ainda, ler para aprender a escrever.

Os pais dos nossos alunos, na sua grande maioria, possuem nível muito baixo de instrução. Eles vêm de ambientes onde não existe a prática de leitura, portanto, esse hábito está longe de suas realidades. Mas, nota-se uma forte mobilização familiar, no sentido de assegurar a seus filhos condições para o desenvolvimento de uma escolarização bem sucedida. No que diz respeito à leitura, ela é vista como aquisição de competências, disposições e crenças relacionadas a usos escolares da escrita. É que sendo as famílias dos alunos pouco dotadas de conhecimento, não podendo, assim, elas mesmas transmiti-lo a seus membros, elas são as maiores incentivadoras da leitura, pois concordam que a aprendizagem se inicia com ela.

O ideal para o educando seria que seus pais lessem jornais, revistas, livros, para dar a esses atos um aspecto natural, pois, assim, sua identidade social poderia se construir notadamente através deles. Mas sabemos que essa prática não é difundida nos lares dos nossos alunos.

JUSTIFICATIVA

A Escola Classe Córrego de Sobradinho atende alunos, desde o primeiro ano de alfabetização ao 5º ano do Ensino Fundamental de nove anos, sendo sete turmas no turno matutino e sete no vespertino, totalizando 14 turmas.

A escola ainda dispõe de uma sala de Recurso/Apoio aprendizagem e recebe assessoramento de uma equipe de atendimento psicopedagógico, da qual faz parte desta equipe, além da professora da referida sala, conta ainda com o apoio de uma pedagoga e uma psicóloga.

A escola dispõe de um acervo razoavelmente grande de livros de literatura infantil, dos quais ficam guardados em pasta arquivos, de modo que dificulta o acesso livremente do aluno aos livros, com exceção dos dias que o mesmo tem literatura em sala de aula com auxílio do professor que leva o livro até ele.

Pelo fato da escola não disponibilizar de nenhum espaço físico disponível excepcionalmente à leitura, (como por exemplo uma biblioteca) gerando assim um obstáculo para o aluno ter acesso aos livros, fez-se necessário à criação de um projeto de empréstimo de livros. Este, por sua vez é direcionado a todos os alunos da escola e organizado da seguinte forma: todos os livros são catalogados, desta forma, não há preocupação de controle de empréstimo. O aluno faz o empréstimo de no máximo dois livros por semana, podendo o mesmo ficar com o livro por até três dias.

Todo início do ano será feito uma divulgação do “Me leva que vou, mas volto feliz”, estimulando e motivando os alunos o gosto pela leitura. Ler é brincar, é viajar pela imaginação sem sair de nenhum lugar ou indo a todos os lugares, ler é devaneio, é amor, é nostalgia, ler é sonhar, sonhar acordado e, até sonhar dormindo com as histórias que leio acordado…

Este projeto, visa também buscar a co-responsabilidade da família, na medida em que, em casa, os pais, mesmo aqueles que não tem acesso ao letramento, pode incentivar os filhos à responsabilidade pelo zelo do livro e incentivo à leitura.

Este projeto é mais um subsídio que pretende possibilitar aos alunos a superação das suas dificuldades de domínio na leitura.

Ao inserir o 1º ano de alfabetização neste contexto, espera-se que a criança, ainda que não tenha o domínio da leitura, possa contextualizar a língua escrita, através de seus usos, mesmo que representada simbolicamente através de desenhos, dando-lhe oportunidades de oferecer os mais variados tipos de leituras.

Desta forma, a escola entende que está contribuindo para que a criança evolua intelectualmente e está formando de forma sistemática um cidadão mais crítico e criativo, possibilitando condições igualitárias de democratização do pleno direito de escolarização e cidadania.

OBJETIVO GERAL

  • Promover o acesso sistemático a uma grande variedade de títulos, desenvolvendo nos educandos a competência leitora.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

  • Incentivar o hábito da leitura e estimular a criatividade;
  • Formar novos leitores, desenvolvendo atividades que buscam o gosto pela Leitura;
  • Desenvolver a capacidade de refletir e posicionar-se sobre o livro lido;
  • Estimular a produção textual;
  • Oferecer livros dissociados da obrigatoriedade e ou castigo;
  • Integrar os pais, alunos e comunidade escolar no processo de valorização da leitura.

DESENVOLVIMENTO

Quando lemos um livro, além de nos divertirmos, também tentamos entender a idéia do autor, através de uma análise de sua obra. Ele nos diz o porque, o quando e o como da história.

A metodologia que pretendemos adotar será através da análise da obra literária, seguindo os seguintes passos:

  • identificando o livro: título, autor, ilustrador, editora, edição, biografia do autor (a),(como atividade de pesquisa);
  • estrutura da obra: resumo, personagens, local, época, estilo;
  • e, por último, a conclusão que é a opinião do aluno-leitor sobre o livro.Para isso, vai ser utilizada uma ficha literária, onde nela constarão os dados da análise da obra, pois desta forma, pode-se verificar se o aluno lê o livro, bem como avaliar sua aprendizagem.Este projeto visa atender os alunos do Bloco Inicial de Alfabetização, em implantação nesta escola e de terceira a quarta série do ensino fundamental.Os recursos materiais utilizados serão os livros e os recursos humanos, os alunos, pais e comunidade escolar.

    Será feito um trabalho de sensibilização com os alunos, para que os mesmos tenham zelo com uso dos livros.

    Os empréstimos dos livros serão feitos semanalmente, durante todo ano letivo.

    Os livros que serão disponibilizados aos alunos, incentivando-os à prática da leitura serão exclusivamente os de literatura infantil, visando à formação do “leitor mirim”, oportunizando-os ao vasto universo de livros de literatura infantil disponíveis em nossa escola.

    O aluno leitor deverá se tornar sócio do “Me leva que eu vou, mas volto feliz”, e para isso vai ser necessário adquirir uma carteirinha de sócio (o mesmo irá se sentir valorizado, importante com essa idéia), nesta carteirinha vai conter sua identificação, contendo também sua fotografia.

    Os pais serão informados através de uma carta dos motivos pelos quais os seus filhos estão levando os livros, para que os mesmos incentivem-os à leitura, bem como ao zelo pelo material em aquisição.

    Os alunos levarão os livros em uma pasta para evitar danos nos mesmos.

    Pretende-se ao longo do processo deste projeto, uma missão ambiciosa, que será a edição de um livro confeccionado por todos os alunos inseridos neste projeto. Buscaremos parcerias com instituições governamentais e não governamentais para esse sonho seja, enfim concretizado.

    Faremos o possível para conhecermos e visitarmos uma editora.

    Ao concluirmos a obra, faremos um concurso para a escolha do título e da capa do livro.

    Como meta, pretende-se fazer o lançamento do livro com a presença dos pais e comunidade escolar para o dia de autógrafos.

    Ao idealizar este projeto de empréstimo de livros, viu-se necessário aplicar um questionário para sondagem no aluno, quanto ao hábito pela leitura. O questionário foi aplicado aos alunos da 1º e 4ª série dos turnos matutino e vespertino desta escola.

    Veja os resultados apresentados do perfil dos respondentes, todos tabulados separadamente por questão.

    Perfil dos respondentes:

    Grafico 1

    Fonte: Elaborado pela própria autora com base no corpus realizado pela pesquisa deste trabalho

    A maior parte dos colaboradores encontra-se na faixa etária entre 8 e 10 anos, que corresponde a %, sendo que % encontram-se entre 11 e 13 anos, e % acima de 13 anos.

    Grafico 2

    Fonte: Elaborado pela própria autora com base no corpus realizado pela pesquisa deste trabalho.

    A escolaridade dos respondentes pode ser verificada na tabela 2, onde % encontra-se na 3ª série e % na 4ª série do respectivo Ensino Fundamental.

    Grafico 3

    Fonte: Elaborado pela própria autora com base no corpus realizado pela pesquisa deste trabalho

    No que diz respeito ao sexo, há uma quantidade maior de alunos do sexo masculino, o que corresponde a %, e do sexo feminino %.

    Grafico 4

    Fonte: Elaborado pela própria autora com base no corpus realizado pela pesquisa deste trabalho

    Verificou–se um número muito bom dos respondentes quanto ao hábito pela leitura, o que corresponde a %. % respondeu negativamente quanto ao hábito de lê, o que corresponde uma quantidade muito pouca, comparando com os que responderam que lê às vezes, que foi em maior quantidade, de %.

    Grafico 5

    Fonte: Elaborado pela própria autora com base no corpus realizado pela pesquisa deste trabalho

    A maioria dos respondentes lê de 2 a 3 livros por semana, que corresponde a %, isso é muito significativo para o processo do ensino aprendizagem. % lê apenas um livro por semana e % afirmaram que não lê nenhum por semana. A essa minoria que não tem o hábito de lê, pretende-se buscar meios para que os mesmos despertem o prazer pela leitura.

     Grafico 6

    Fonte: Elaborado pela própria autora com base no corpus realizado pela pesquisa deste trabalho

    De acordo com a tabela 6, % afirmaram lê revistas e jornais; % costumam lê livros didáticos e, %, predominou, por optar pela leitura de literatura infantil.

    Grafico 7

    Fonte: Elaborado pela própria autora com base no corpus realizado pela pesquisa deste trabalho

    Dos 100% dos respondentes, apenas % lê por obrigação e % por necessidade. Em contrapartida, a maioria, que corresponde a %, lê por puro prazer. O que torna esse projeto muito gratificante.

    A partir destes dados colhidos, conforme tabelas acima, percebe-se que a maioria apresenta o “gosto” pela leitura, o que torna este trabalho gratificante e de uma grande significação para a execução do mesmo.

    AVALIAÇÃO

    A avaliação dar-se-á através de:

    • releituras em sala de aula;
    • acompanhamento da ficha literária;
    • interpretações de textos;
    • produções de textos;
    • melhora no desenvolvimento escolar do aluno;
    • análise da obra literária;
    • participação e mais interesse dos alunos pelas atividades de leitura, produção de textos e de literatura infantil;
    • promoção de concurso para os alunos leitores por meio de painéis na escola, onde se registram os alunos que mais lêem dentro e fora da escola.

    REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

    ALVES, Rubem Azevedo. Estórias de quem gosta de ensinar. 17ª ed. – São Paulo. Cortez, 1994.

    FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler. 41ª ed. São Paulo, Cortez, 2001.

    HOFFMANN, Jussara. Avaliação: mito e desafio: uma perspectiva construtivista. 37ª ed. Porto alegre: Mediação, 2006.

    ANEXOS

    ANEXO 1

    FICHA LITERÁRIA

    Escola Classe Córrego de Sobradinho
    Paranoá, ___ de _________________ de 2008.
    Série:__________ Turma: _________

    FICHA LITERÁRIA

    Título: ______________________________________________________________

    ___________________________________________________________________

    Autor (a): ___________________________________________________________

    ___________________________________________________________________

    Ilustrador (a): ________________________________________________________

    Editora: ____________________________________________________________

    Ano da edição: ______________________________________________________

    Assunto do texto: ____________________________________________________
    ___________________________________________________________________
    ___________________________________________________________________
    ___________________________________________________________________
    ___________________________________________________________________

    Ilustração da história:

    Pratique o exercício diário da leitura.

    ANEXO 2

    QUESTIONÁRIO

    1.Nome: _________________________________________________
    2.Idade: ( ) 8 a 10 anos ( ) 11 a 13 anos ( ) acima de 13 anos
    3.Série: ( ) 3ª série ( ) 4ª série
    4.Sexo: ( ) masculino
    ( ) feminino
    5.Você tem o hábito de ler?
    ( ) sim
    ( ) não
    ( ) às vezes
    6.Quantos livros você costuma ler por semana?
    ( ) um
    ( ) de dois a três
    ( ) nenhum
    7.Que tipo de leitura você costuma ler?
    ( ) jornais e revistas
    ( ) livros didáticos
    ( ) literatura infantil
    8.Você lê por:
    ( ) obrigação
    ( ) prazer
    ( ) necessidade

    ANEXO 3

    FOTO

    “ME LEVA QUE EU VOU, MAS VOLTO FELIZ”
    Leitor (a) sócio (a):
    _________________________

    Série: _________Turma:_____

    Anúncio

    FOTO

    “ME LEVA QUE EU VOU, MAS VOLTO FELIZ”
    Leitor (a) sócio (a):
    _________________________

    Série: _________Turma: _____

    FOTO

    “ME LEVA QUE EU VOU, MAS VOLTO FELIZ”
    Leitor (a) sócio (a):
    _________________________

    Série: ___________Turma: ___

    • Instituição: Secretaria do Estado de Educaçao do Distrito Federal
    • Autor: TELMA DIAS DE OLIVEIRA

Carregando comentários...

Assine nossa Newsletter

Assine nossa newsletter
e fique antenado sobre tudo o que acontece no Pedagogia ao Pé da Letra


Quero Assinar Agora Mesmo!