fbpx

PROJETO DIDÁTICO – O ÍNDIO BRASILEIRO


PROJETO DIDÁTICO

OS ÍNDIOS BRASILEIROS

 

Autoria:

Dermival Almeida (coordenador pedagógico) em parceria com os professores do Núcleo Pedagógico de Amparo e Região – Dione Rios, Eliana Muniz, Iolanda Lima, Maria Betânia Dias e Sueide Reis.

Disciplinas:

 

Língua Portuguesa e história

 

Conteúdo:
Leitura

 

Objetivos:

 

– Usar diferentes comportamentos leitores em contexto de estudo para compreender um conteúdo.

 

– Ler utilizando de diferentes estratégias de leitura – ler nas linhas, entre as linhas e por trás das linhas.

 

– Expor o seu ponto de vista diante de uma informação ou fatos levantando argumentos de sustentação para sua opinião dentro dos textos estudados.

 

– Pesquisar informações complementares para enriquecer o conhecimento sobre os índios brasileiros.

 

– Expor-se em comunicação oral sobre o assunto estudado em seminário, adequando a sua fala e postura a este tipo de comunicação.

 

Propósito de leitura:

 

– Ler contexto de estudo.

 

Anos: 4º e 5º.

 

Tempo estimado: 

 

– Dez aulas

 

Material necessário:

 

– Livros, revistas ou enciclopédias, internet, jornais, etc.

 

Atividade permanente:

 

– Exibição de filmes ou vídeos sobre a cultura indígena um vez por semana durante a realização do projeto.

 

– Leitura diária de trechos do livro “Viva o povo brasileiro” de Darcy Ribeiro.

 

ORIENTAÇÃO DIDÁTICA:
CRONOGRAMA
PROOÓSITO
DESCRIÇÃO DA AULA
1ª AULA
®    Levantar o conhecimento prévio das crianças;
®    Apresentar a proposta de estudar sobre os índios brasileiros e da expectativa de apresentarem um seminário no final doestudo.
1.   Preparar antecipadamente várias fotos de índios em diferentes situações e levar para a sala;
2.   Espalhar as fotos no centro da sala e pedir que as crianças observem e digam sobre o que eles pensam quando vêem essas gravuras:
ü Quem aparece nas fotos?
ü O que vocês sabem sobre eles?
ü O que acham sobre os personagens das fotos?
ü Alguns de você conhecem ou já viram esses personagens dessa foto? È difícil de encontrá-los por quê? Onde moram? O que eles se parecem e se diferem de nós?
3.   O professor (a) deve ir alimentando a discussão, provocando reflexões para que os alunos exponham o máximo de informações possíveis sobre os índios, para que possa posteriormente se confrontado com os textos a serem estudados?
4.   Ir escrevendo as informações que as crianças forem trazendo de em forma de síntese e depois escrever num cartaz e expor juntamente com as gravuras.
5.   Dizer para a turma que durante duas semanas eles irão estudar sobre os índios brasileiros e tentar compreender a importância desse povo para a formação do povo e da cultura que temos até os dias atuais.
2ª AULA
®    Compreender que quando se ler para estudar vários recursos são utilizados para registrar de forma sintetizadas as informações, como esquinas, listas das principais informações, mapeamento da idéia central do texto, etc.
®    Reconhecer a escrita com instrumento importante para o registro de informações quando se ler para estudar.
1.    Leia alguns textos informativos para a turma. Converse sobre o que foi lido e pergunte se eles compreenderam tudo o que foi lido e se lembram das informações importantes que o texto trás.
2.    Questione se eles sabem de alguma forma que possa facilitar a compreensão das informações estudadas ou se imaginam alguma maneira que possa facilitar a compreensão neste contexto de estudo.
3.    Discuta com as crianças e anote na lousa as idéias que eles forem trazendo.
4.    Mostre diferentes formas de registrar informações (quadros esquemáticos, sequência de itens, desenhos com legendas, tabelas etc.).
5.    Conclua explicando o quanto é importante anotar para ser usado depois, assim podemos voltar as anotações e ir ao logo do período em que estamos estudado retomar as informações estudadas anteriormente.
6.    Avise que na próxima aula eles exercitarão esse processo junto com você (professor) e assim possam usar ao longo desse estudo e de outros durante toda a vida.
Observação: Para a aula seguinte, você professor, precisa de uma cópia completa da carta de Pero Vaz de Caminha. Estude-a atentamente e reflita acerca da descrição que ele faz dos índios e as pretensões dos portugueses para esse povo. Grife todas as informações, as que estiverem explicitas e também subtendidas, pois esse conhecimento favorecerá o sucesso da próxima aula.
Divida a carta em cinco partes, pois ela é muito extensa, considerando as informações nela contida e enumere de 1 a 5.
Pense na melhor maneira de agrupar as crianças utilizando de critérios importantes como: conhecimentos sobre a leitura e escrita, capacidade interpretativa, afinidades pessoais das crianças, capacidade de comunicação, etc.
3ª AULA
®  Localizar informações, nas linhas, entre as linhas e detrás das linhas.
®  Refletir acerca das informações contidas na carta de Pero Vaz de Caminha sobre os índios, identificando nas expressões usadas a carga preconceituosa e o que estas revelam.
1.   Retomar a conversa da aula passada para contextualizar a aula e favorecer a idéia de progresso das aulas.
2.   Divida a turma em cinco grupos diferentes de acordo com critérios estabelecidos anteriormente e numere-os (de 1 a 5).
3.   Provoque os alunos com alguns questionamentos como:
ü O que você sabe sobre os índios?
ü O que você acha deles e da sua cultura?
ü Se os índios foram os primeiros habitantes do Brasil, por que e tão difícil encontrar um em nossa região? O que aconteceu com os nossos índios?
ü Você acha que os índios têm os mesmos direitos que você? Justifique. O que precisaria ser feito para melhorar a vida dos índios?
Essa discussão não deve durar muito tempo, 15 minutos no máximo. A intenção é fazê-los pensar, refletir sobre a situação indígena e que também externe as informações que sabem sobre os índios para comparar com as que iremos ler no texto e posteriormente num vídeo.
4.   Contextualize o uso da carta, falando quem escreveu, quando e em que circunstância.
5.   Entregue uma cópia das partes da carta que você dividiu anteriormente a cada grupo (cada trecho da carta deve conter uma numeração para facilitar a leitura progressiva num momento futuro).
6.   Solicitem que leiam o trecho da carta e grifem as informações que encontrarem sobre os índios nos primeiros contatos com o homem branco, feito por Caminha, E trascrevê-las. Ajude-os por meio de intervenções a identificar expressões usadas pelo autor, cujas informações não estejam superficialmente.
7.   Peça que discutam, dêem sua opinião acerca das informações, que forem destacando. E siga acompanhando os grupos e problematizando as discussões.
8.   Entregue um papel pautado para que anotem as informações.
9.   Solicitem que leiam as informações registradas e que comentem as impressões que tiveram a respeito destas.
4ª AULA
®    Perceber a importância do registro para fixação e compreensão de um conteúdo em estudo.
®    Exercitar a prática do registro com a ajuda do professor, comportando-se como um leitor competente.
1.   Programe a exibição de um vídeo sobre os índios no Brasil. Antes de começar, compartilhe que tipos de informação buscar. Faça uma lista com as principais informações que o vídeo vai tratar. Pode ser feito também um roteiro em um papel impresso e distribuído para cada aluno já com as informações e os espaços para que anotem, porém essa segunda opção só em caso de os alunos terem dificuldade em registrar.
2.   Agrupe os alunos em duplas.
3.   Distribua as folhas para a anotação e comece a exibição dos vídeos fazendo pequenas pausas na tela depois de algo importante. Peça que as duplas construam o registro, você pode andar nas duplas e também ir orientando quando necessário até coletivamente refleti acerca das informações que foram mostradas e o que é importante registrarem e o que é desnecessário.
4.   Socialização dos registros feitos pelas duplas verificando se eles priorizam as mesmas informações, ou escrevem as mesmas informações de maneira diferente, etc. enquanto isso o professor (a) deve ir escrevendo o que as crianças vão trazendo de forma sintetizada.
5.   Pedir que lhe entregue o que foi escrito para uso posterior. Ler essas anotações identificando a qualidade do registro das crianças é imprescindível para futuras intervenções, caso necessite, abrir uma aula após essa para tratar sobre isso.
5ª AULA
®    Leitura de um texto para registrar as principais informações.
®    Fazer um levantamento das informações que não ficaram bem explicadas e listar para pesquisar posteriormente.
1.   Resgate com a turma o que foi discutido nas aulas anteriores, voltando aos materiais produzidos e expostos na parede, a fim de perceberem que a aula de hoje é uma continuação das demais e que ambas estão ligadas.
2.   Divida a turma em duplas ou/e trio, dependendo do nível de compreensão leitura de cada um, a facilidade de interação e outros critérios que ajude nessa organização e facilite a comunicação dos grupos.
3.   Entregue para cada dupla ou trio uns textos diferentes sobre os índios e diga que tipo de informação eles vão encontrar ali (exemplo: Neste texto está escrito como os índios fazem para caçar).
4.   Peça que eles registrem o que aprenderam.
5.   Circule entre os grupos problematizando discussões sobre o que o que registrar e para incentivar procedimentos de leitura que facilite: como o grifar as informações e transcrevê-las (escrever com suas palavras a informação).
6.   Socialização das informações, pedir que os grupos que vão escrevendo as informações diferentes das que eles elencaram.
7.   Recolher as informações para que sejam usados para fazer slides ou cartazes para apresentação no dia do seminário.
6ª AULA
®    Pesquisar na internet e em materiais impressos informações adicionais sobre o índio brasileiro.
1.   Resgate oral do que foi feito nas aulas passadas, destacando as principais informações aprendidas.
2.   Refazer o mesmo agrupamento da aula anterior e pedir que volte as notas tomadas na aula anterior e as analise e pense:
ü O que ainda preciso saber sobre essa característica dos índios?
ü Quais informações que aprendi, mas que precisa ser qualificada, complementada?
3.   Registre as informações que julguem necessário aprofundar, porém é indispensável o acompanhamento  do professor nesse momento, para que os alunos não percam o foco ou busquem informações desnecessárias, as intervenções bem ajustadas nesse sentido fazem toda a diferença – prever o que as crianças o que as crianças poderiam focar em cada texto favorece esse momento.
4.   As escolas que possuem laboratório de informática: é importante marcar com antecedência a visita. As escolas que ainda não possuem, levar materiais gráficos em geral que contenham essas informações (revistas, jornais, livros, folhetos, etc.
5.   Explicar aos alunos como vai ser a atividade: eles deverão pesquisar as informações que listaram para melhorar as notas tomadas antes.
6.   Os alunos que irão usar a internet poderão contar também com uma banca de materiais impressos para enriquecer a sua pesquisa.
7.   Volte à sala de aula e socialize as informações adicionais que foram feitas
7ª AULA
®     Organizar os materiais de apoio à fala que serão usados no seminário.
®     Decidir entre as informações as mais importantes para serem apresentadas ao público.
1.   Faça um resgate oral de tudo que foi feito ate o presente momento.
2.   Informe a eles que o desafio de hoje é que organizem o que vão expor nos cartazes e slides, para ajudar na apresentação.
3.   Leve para sala o modelo de alguns cartazes e slides e explique como são usados esses recursos escritos com o objetivo de apoiar a fala. Analisem a estrutura, fazendo com que percebam que os textos são curtos e claros e que as letras são legíveis, facilitando assim a compreensão de quem vai assistir ao seminário.
O objetivo não é ensinar os alunos em uma aula as características desse tipo de texto e sim fazer com que eles comecem a entrar em contato com eles e a perceber qual a função deles no apoio à fala, por isso as crianças vão precisar de muito apoio do professor nesse momento.
4.   Agrupar os trios ou duplas que pegaram o mesmo tema nas aulas anteriores. Informe que todos serão parceiros na construção da apresentação no seminário. Defina previamente a função de cada aluno no grupo para facilitar o trabalho e negocie com eles, de forma que todos os alunos trabalhem na equipe.
5.   Definido os grupos, solicite que de posse das notas que tomaram ao longo do estudo definam o que escrever para apoiar a fala na hora da apresentação e como organize isso nos slides ou cartazes. Podem também escolher imagens, gráficos ou a fala de um autor para ilustrar a fala.
6.   Caso opte por slides, combinar com antecedência com o professor de informática para que este o apóie na hora da construção dos slides.
7.   Terminado os slides, salvá-los para que seja utilizado no dia da apresentação.
8ª AULA
®    Estudar o tema que vai ser apresentado, decidindo o que vai falar ou não.
®    Fazer um resumo do tema estudado com base nas notas tomadas.
1.   Organize a sala expondo em um espaço (um TNT no centro da sala) todos os materiais que foram utilizados durante as pesquisas, revistas, jornais, livros, textos da internet, etc.
2.   Resgate por meio de uma conversa os acontecimentos das aulas anteriores.
3.   Peça aos alunos que se junte conforme os temas estudas por cada equipe.
4.   Informe que eles terão uma importante tarefa a fazer: planejar a fala no seminário e decidir o que e quem iria falar em cada equipe.
5.   Oriente-os que comecem voltando ás notas feitas anteriormente e apoiados nos textos e materiais expostos escrevam um pequeno texto que servirá como fala do participante no dia do seminário. Para ajudá-los prepare com antecedência um texto que servirá de exemplo para que possam se apoiar.
6.   Entregue folhas pautadas para que possam rascunhar a fala no seminário. Para isso eles precisam decidir antes quem vai falar (no Maximo três) e assim podem dividir a fala, porém todos juntos escreve o texto.
7.   Percorra entre os grupos orientando-os quanto a organização do texto e cuide para que levem em consideração os slides ou cartazes que foram preparados, pois os tópicos lá escritos que vão nortear o que eles vão dizer. Uma maneira que pode simplificar e colocar na folha os tópicos dos slides ou cartaz e deixar um espaço para que escrevam a explanação oral.
8.   Terminado os textos, peçam que leiam e vão corrigindo as imperfeições que encontrarem.
9.   Recolha as folhas para que sejam revistas em uma próxima aula.
9ª AULA
·         Revisar as fichas de apoio a fala no seminário de forma que a mensagem fique clara para o público alvo.
·         Ensaiar a fala do seminário com o apoio de cartazes ou slides.
1.   Recupere o percurso que foi percorrido ate o presente momento e ressalte o objetivo principal do estudo – a realização do seminário, o que deve ser bem organizado, pensando no público e a situação comunicativa.
2.   Retome a mesma organização da aula anterior.
3.   Entregue novamente os rascunhos das fichas de apoio a fala dos alunos, produzidas na aula anterior.
4.   Peça a eles que leia novamente e revise o conteúdo, veja se está clara a linguagem e se esta favorecerá a sua comunicação no dia do seminário.
5.   Entregue outra copia da ficha em branco e peça agora que escreva as falas correspondentes á cada item dos slides ou cartaz, de forma clara.
6.   Peça que cada grupo ensaia as sua fala e assim você professor (a) poderá ir orientando a cada um deles.
7.   Finalmente, oriente que ensaiam em casa para que no dia esteja eles se sintam mais seguros. È importante lembrar aos alunos que a ficha é apenas um apoio a fala deles, porém em seminários eles devem falar livremente, de acordo com o tema e tópico que está sendo apresentado.
10ª AULA
·       Continuar os ensaios para o seminário.
1.   Dividir a turma conforme a aula anterior.
2.   Orientar para que ensaie novamente a apresentação, dando as instruções necessárias.
3.   Fazer os ensaios quantas vezes for necessário.
11ª AULA
·       Apresentar o seminário, levando em consideração o público alvo e situação comunicativa.
1.   Combinar antecipadamente com a equipe de apoio a organização da sala onde será apresentado o seminário. O espaço deve ter cartazes com gravuras e informações sobre os índios. Uma idéia interessante seria uma linha de tempo na entrada da sala contado a historia dos índios antes da invasão portuguesa até os dias atuais.
2.   Os aparelhos que serão usados devem ser testados com antecedência e no caso de uso do computado, os slides devem ficar ao alcance imediato de quem vai operar-lo.
3.   Início do seminário, boa sorte!!!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *