fbpx

PROFESSORES FAZEM MOBILIZAÇÃO POR REDUÇÃO DE ALUNOS EM SALA DE AULA

Leia livros sobre este assunto

A APP/Sindicato realizou uma mobilização ontem (21), das 14h às 16h, na Assembleia Legislativa, com representantes do Núcleo Regional de Educação da área metropolitana Sul e alunos de algumas escolas de Araucária, que puderam assistir à sessão plenária. O motivo foi dar continuidade às reivindicações feitas nesta segunda-feira pela manhã pela comunidade escolar de Araucária, com o intuito de impedir a união de duas turmas de ensino médio.

A manifestação também teve o objetivo de entregar um documento pedindo o apoio dos deputados, a fim de impedir imediatamente a junção de outras turmas da rede pública e propor a redução do número de alunos por sala, por meio da aprovação do projeto de lei da deputada Luciana Rafagnin.

O ex-presidente da APP e deputado estadual, professor Lemos, iniciou a sessão com um pronunciamento em prol do manifesto e da imediata tramitação do projeto da deputada Luciana. Depois entregou o documento aos colegas para sensibilizá-los quanto à superlotação nas salas de aula caso o projeto de junção de turmas seja efetivado em mais escolas.

José Ricardo Donatti Corrêa, secretário estadual de organização da APP, afirma que o projeto contrário ao manifesto já foi instaurado e que não foi exceção em uma escola só. “Foi uma medida infeliz para resolver o problema da falta de espaço físico”, diz.

Ele afirma que o número ideal de alunos por sala, para que haja qualidade no ensino, é o que propôs a deputada Luciana: na educação infantil, de 0 a 2 anos de idade, até oito alunos; e de 3 a 5 anos de idade, até 15 alunos; 1.º e 2.º anos do ensino fundamental, até 20 alunos; 3.º, 4.º e 5.º anos do ensino fundamental, até 25 alunos; 6.º, 7.º e 8.º e 9.º anos do ensino fundamental, até 30 alunos; no ensino médio, até 35 alunos.

“Para que os últimos pronunciamentos do governo atual façam sentido, na questão qualidade de ensino, é necessária a aprovação e a sanção deste projeto”, ressalta José Ricardo.

“Uma das poucas ferramentas que a sociedade tem para demonstrar a insatisfação é a mobilização. Esperamos a adesão da causa e, caso isso não aconteça, vamos continuar cobrando atitudes concretas para que haja qualidade na educação pública do Paraná”, observa José Ricardo.

A deputada Luciana Rafagnin afirma que é indispensável o estado ver na educação um investimento e não uma despesa a se conter. “É importante todos tomarem ciência de que não tem como ter qualidade de ensino em salas superlotadas, já que os alunos não terão assistência e o professor estará frustrado. É necessária a promoção de condições para o real aprendizado”, diz.

http://www.nota10.com.br/noticia-detalhe/4840_Professores-fazem-mobilizacao-por-reducao-de-alunos-em-sala-de-aula

O que você achou do texto acima? Gostou? Acha que pode ser útil pra mais alguém?

Se sim, eu gostaria de te pedir encarecidamente que compartilhasse, além de transmitir a informação, você ajuda no crescimento do nosso site! 😘

Kit Acelera ABC

Comentários

É muito importante saber a sua opinião. Adoramos quando você comenta, pois assim sabemos quais os rumos que devemos seguir através dos nossos artigos. Tudo o que você sugere ou comenta é avaliado para somar ao conteúdo que desenvolvemos.

Deixe uma opinião sobre o que achou do texto acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saiu artigo novo! em 24/05/2020
Cartilha Infantil Cartilhas: das Cartas aos Livros de Alfabetização