NOVO PNE: MUITAS EMENDAS PODEM PIORAR O SONETO

Leia livros sobre este assunto


PUBLICIDADE

 

 

 

 

 

EMENDAS CONFLITANTES

Emendas conflitantes. Fonte: Undime

Emendas conflitantes | Deputados sugerem caminhos completamente opostos para a Educação. Fonte: Undime

No entanto, outra parte considerável das sugestões é conflitante (leia o quadro acima), um sinal de que falta um consenso sobre os objetivos e as prioridades do PNE e também a respeito dos melhores caminhos para alcançá-los.

Obviamente, existem boas ideias. A instalação do Custo Aluno-Qualidade Inicial (Caqi), por exemplo. As 51 emendas que propõem o Caqi variam no formato, mas concordam no que se refere à importância de definir o custo mínimo de um aluno em cada nível do ensino. Com ele, seria possível calcular a verba que cada escola tem de receber para oferecer uma Educação de qualidade.

De onde virá o dinheiro para garantir o cumprimento de todas as metas? O aumento do financiamento público da Educação é desejável. No entanto, é preciso cautela. A proposta original eleva os investimentos na área para 7% do Produto Interno Bruto (PIB), no lugar dos 5% atuais, até o fim da década. Muitas emendas sugerem 10%, mas não há sinais de que esse porcentual caberá no orçamento do período.

Com muitas sugestões de emendas que não fazem sentido e tantas outras que abrem rotas que não levam à qualidade, o bonde do PNE se atrasa cada vez mais e periga ganhar velocidade só em 2012. Atualmente, o material está sendo analisado por uma comissão de deputados. Depois, o relator terá de dar uma forma final ao documento, levando em conta as sugestões de alterações e as audiências com especialistas e representantes de entidades da área, trabalho que deve ser concluído em outubro. No entanto, a menos que o processo de votação no Senado seja acelerado para compensar os atrasos, o plano não estará na mesa presidencial em novembro, conforme previsto pelo calendário original, mas ainda em algum lugar entre o Senado e a Câmara.

O trabalho do relator é complexo. Espera-se que ele componha um plano factível e que respeite os anseios e as demandas apresentados à comissão. Assim, são grandes as chances de o documento ser reconhecido pelas diferentes esferas da sociedade e ganhar força, deixando para trás o fantasma do PNE anterior. Ele não saiu do papel por não ter sequer o apoio do governo da época, que vetou trechos vitais, como o do financiamento da Educação, tema que continua incansavelmente em pauta.

Fonte: Revista Nova Escola

Todas as Emendas http://pne.undime.org.br/#


Gostou do conteúdo? Assine nossa newsletter, e receba nossos artigos e materiais direto no seu email.


Você tem interesse em planos de aula, atividades com datas comemorativas, músicas infantis, jogos e brincadeiras, tudo isso pronto para você baixar e adaptar?

ACESSE AQUI!

Comentários

Carregando comentários...

Material relacionado