MÚSICA NA GRAVIDEZ

Leia livros sobre este assunto

 image

Ninguém realmente sabe se a música interfere no desenvolvimento fetal, mas estudos indicam que os fetos reagem com movimentos ao ouvirem os sons que vêm do lado de fora do útero.

Da mesma forma com que eles identificam o som da voz da mãe, conseguem identificar tipos de música. Quanto mais violentas, maior será o desagrado. Os pontapés são reações pelas quais eles comunicam esse desagrado. Assim sendo, o gênero de música mais indicado para se ouvir durante a gravidez, é a clássica, mas nada lhe impede de ouvir músicas Gospel ou um bom Jazz.

As sinfonias de Vivaldi e Mozart, por exemplo, são excelentes, porque elas têm a mistura certa de sons que fazem bem a mãe e ao bebê. Além disso, elas ajudam a mamãe a relaxar e a dormir, e também provocam um efeito indireto de relaxamento no bebê.

Caso você queira colocar músicas para o seu bebê ouvir, é bom que esta prática não ultrapasse o período de uma hora por dia, e também nunca aumente demais o volume do som, pois isso pode acabar assuntando o seu bebê.

Algumas mães pensam, que pelo fato de o bebê estar dentro do útero, não consegue ouvir direito, e também acabam aumentado o volume do som para que o mesmo penetre no abdômen. Mas isto não é necessário, pois o fluído amniótico é um bom condutor de som.

Ouça abaixo as músicas que selecionamos especialmente para você e para seu bebê.

 

ATENÇÃO: As músicas podem ser ouvidas apenas com Internet Explorer.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que você achou do texto acima? Gostou? Acha que pode ser útil pra mais alguém?

Se sim, eu gostaria de te pedir encarecidamente que compartilhasse, além de transmitir a informação, você ajuda no crescimento do nosso site! 😘

Kit Acelera ABC

Comentários

É muito importante saber a sua opinião. Adoramos quando você comenta, pois assim sabemos quais os rumos que devemos seguir através dos nossos artigos. Tudo o que você sugere ou comenta é avaliado para somar ao conteúdo que desenvolvemos.

Deixe uma opinião sobre o que achou do texto acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *