fbpx

Meditação Infantil: conheça 3 técnicas para deixar as crianças relaxadas

Criança fazendo meditação

Você conhece os benefícios da meditação infantil? Esta prática pode fazer toda a diferença no cotidiano do seu filho. A meditação ajuda no aprendizado e socialização, além de melhorar a relação dos pequenos com o próprio corpo e mente.

Estresse, ansiedade, insônia são alguns problemas recorrentes na vida adulta, mas não apenas esses. Nos últimos anos, muitas crianças e adolescentes também passaram a apresentar esses transtornos psicológicos. Por exemplo, segundo estudo realizado pela USP em 2018, 10% de todas as crianças e adolescentes têm ou terão ansiedade.

Existem muitos motivos para que esse tipo de condição psicológica se manifeste mesmo nos mais jovens. Realização de muitas atividades diárias, problemas familiares, bullying e uso excessivo de tecnologia (celular, computador, videogame) são alguns deles.

Com a pandemia do novo Coronavírus, os transtornos mentais atingiram um número ainda maior de pessoas. De acordo com pesquisa do Ministério da Saúde, ainda em 2020, 86,5% da população adulta entrevistada apresentou sintomas de ansiedade. Já quadros de estresse pós-traumático e depressão na pandemia apareceram em 45,5% e 16% dos pesquisados, respectivamente.

Para os pequenos, a COVID-19 trouxe mudanças profundas na rotina escolar e relações sociais. Muitas crianças apresentam dificuldade de concentração e alta dispersão nas aulas online. Ainda, o isolamento e a falta de socialização com os colegas podem resultar em quadros sérios de estresse e depressão.

É para evitar e superar esses problemas que a meditação infantil se torna útil. Porém, é importante lembrar que as crianças têm suas próprias características e necessidades, portanto suas técnicas meditativas devem ser diferenciadas. No texto de hoje, indicamos a você três técnicas para deixar as crianças relaxadas. Confira!

1. Exercícios para concentrar na respiração

Uma das abordagens mais comuns na meditação é o mindfulness, ou seja, concentração absoluta nos exercícios. Nessa prática, o indivíduo deve focar toda a sua atenção na meditação e ignorar distrações. Um exemplo comum dessa técnica é quando a pessoa se concentra apenas na própria respiração.

Realizar essa prática com crianças pode ser mais complicado, porque estas se distraem facilmente e não ficam muito tempo paradas. Por isso, utilize elementos do cotidiano delas para mantê-las interessadas.

Por exemplo, peça para a criança colocar o bichinho de pelúcia favorito sobre a barriga. Diga para ela ficar em silêncio apenas observando como esse brinquedo se move a partir da sua própria respiração. Comece fazendo essa técnica por um ou dois minutos. Com o passar dos dias, vá aumentando, aos poucos, esse tempo de concentração.

Você também pode utilizar outros objetos nessa técnica, como pedrinhas e cristais coloridos. Peça para a criança inspirar e expirar o ar profunda e pausadamente.

2. Atenção aos sentidos

Outra prática de meditação infantil é a concentração absoluta nos sentidos. Olhar fixamente para um ponto, concentrar-se em algum som, sentir a textura de um objeto, degustar um alimento, etc.

Você pode utilizar elementos da natureza para realizar essa técnica. Peça para a criança fechar os olhos e ficar em silêncio, apenas ouvindo o barulho da chuva, pássaros, etc. Ou, então, diga para ela observar uma nuvem no céu por alguns minutos. Sente-se com ela na grama, fale para fechar os olhos e sentir o vento passando pelo corpo, ignorando outras distrações.

Ainda, é possível explorar mais de um sentido em um mesmo exercício. Por exemplo, deixe a criança escolher sua fruta favorita. Permita que ela passe alguns minutos tocando esse fruto, sentindo sua textura, focando em cada detalhe. Depois, ela pode sentir o aroma e, por último, experimentar o alimento. Peça para que ela se concentre apenas em sentir o sabor em cada pedacinho.

Assim como na prática de respiração, realize essa técnica meditativa em um ou dois minutos nas primeiras vezes. Com o tempo e a disponibilidade da criança, adicione mais alguns segundos ou minutos a essa rotina.

3. Explore a imaginação

Contação de história para criança

Criatividade e imaginação são artifícios que devem ser aproveitados na meditação infantil. Como no início pode ser difícil fazer as crianças ficarem em silêncio por alguns minutos, busque alternativas lúdicas.

Conte uma história e fale para a criança se imaginar como personagem. Pense em temas e cenários que são de agrado dela, pois assim despertam mais interesse e participação. Peça para o pequeno fechar os olhos, ficar em silêncio e imaginar cada momento da historinha como se estivesse nela. Descreva detalhadamente o que o personagem veste, onde ele está, o que está fazendo, quem está com ele, etc.

meditação infantil traz benefícios para a rotina da criança que podem ser levados para a vida toda. Essa prática melhora a qualidade do sono, o aprendizado escolar, o respeito com o outro e trabalha a paciência. Isso tudo permite um crescimento saudável, ajudando a diminuir a chance de desenvolvimento de transtornos de ansiedade e estresse futuramente.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *