Veja as Ofertas de Hoje 😍

LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL BRASILEIRA

Leia livros sobre este assunto

A legislação brasileira garante indistintamente a todos o direito á escola, em qualquer nível de ensino, e prevê, além disso, o atendimento especializado a crianças com necessidades educacionais especiais.

Esse atendimento deve ser oferecido preferencialmente no ensino regular, caso seja necessário a aluno tem o direito de ser atendido no contraturno em instituições especializadas, cujo papel é buscar recursos, terapias e materiais para ajudar o estudante a desenvolver suas potencialidades normalmente.

Leis e documentos internacionais que vigoram em nosso país:

1988 – Constituição da República
Prevê o pleno desenvolvimento dos cidadãos, sem preconceito de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação; garante o direito à escola para todos; e coloca como princípio para a Educação o “acesso aos níveis mais elevados do ensino, da pesquisa e da criação artística, segundo a capacidade de cada um”.

1989 – Lei nº 7.853/89
Define como crime recusar, suspender, adiar, cancelar ou extinguir a matrícula de um estudante por causa de sua deficiência, em qualquer curso ou nível de ensino, seja ele público ou privado. A pena para o infrator pode variar de um a quatro anos de prisão, mais multa.

1990
 – Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Garante o direito à igualdade de condições para o acesso e a permanência na escola, sendo o Ensino Fundamental obrigatório e gratuito (também aos que não tiveram acesso na idade própria); o respeito dos educadores; e atendimento educacional especializado, preferencialmente na rede regular.

1994
 – Declaração de Salamanca

O texto, que não tem efeito de lei, diz que também devem receber atendimento especializado crianças excluídas da escola por motivos como trabalho infantil e abuso sexual. As que têm deficiências graves devem ser atendidas no mesmo ambiente de ensino que todas as demais. O Brasil ao assinar a Declaração de Salamanca assume o compromisso político-social de transformar os sistemas de educação em sistemas educacionais inclusivos, os quais deverão respeitar as diferenças de qualquer ordem e reorganizar o espaço escolar de forma que se garanta a convivência na diversidade e a democratização do conhecimento.

1995
 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB)

A redação do parágrafo 2º do artigo 59 provocou confusão, dando a entender que, dependendo da deficiência, a criança só podia ser atendida em escola especial. Na verdade, o texto diz que o atendimento especializado pode ocorrer em classes ou em escolas especiais, quando não for possível oferecê-lo na escola comum.

2000
 – Leis nº 10.048 e nº 10.098

A primeira garante atendimento prioritário de pessoas com deficiência nos locais públicos. A segunda estabelece normas sobre acessibilidade física e define como barreira obstáculos nas vias e no interior dos edifícios, nos meios de transporte e tudo o que dificulte a expressão ou o recebimento de mensagens por intermédio dos meios de comunicação, sejam ou não de massa.

2001
 – Decreto nº 3.956 (Convenção da Guatemala)

Põe fim às interpretações confusas da LDB, deixando clara a impossibilidade de tratamento desigual com base na deficiência. O acesso ao Ensino Fundamental é, portanto, um direito humano e privar pessoas em idade escolar dele, mantendo-as unicamente em escolas ou classes especiais, ferem a convenção e a Constituição.

VOCÊ PODE ENCONTRAR ESSES DOCUMENTOS NA ÍNTEGRA NOS SITES LISTADOS ABAIXO:

http://www.planalto.gov.br

http://www.presidencia.gov.br/legislacao/

http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf

http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/guatemala.pdf

http://portal.mec.gov.br/seesp

http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf

(Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva)

 Fonte:http://wwwp.fc.unesp.br

O que você achou do texto acima? Gostou? Acha que pode ser útil pra mais alguém?

Se sim, eu gostaria de te pedir encarecidamente que compartilhasse, além de transmitir a informação, você ajuda no crescimento do nosso site! 😘

Kit Acelera ABC

Comentários

É muito importante saber a sua opinião. Adoramos quando você comenta, pois assim sabemos quais os rumos que devemos seguir através dos nossos artigos. Tudo o que você sugere ou comenta é avaliado para somar ao conteúdo que desenvolvemos.

Deixe uma opinião sobre o que achou do texto acima.

Uma resposta para “LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL BRASILEIRA”

  1. Programa de inclusão educacional oferece bolsas de estudo para área de Pedagogia

    Os interessados em estudar Pedagogia já podem concorrer a uma das 4.600 bolsas de estudo de 50% do Educa Mais Brasil. As vagas são limitadas e as inscrições são inteiramente gratuitas, sendo realizadas através do site www.educamaisbrasil.com.br.
    Além destes cursos, o maior programa de inclusão educacional do país disponibiliza bolsas de estudo para diversas áreas do conhecimento englobando graduação e pós-graduação, nas modalidades presencial e EAD, além do ensino básico.
    Todas as cidades, instituições parceiras e cursos com bolsas disponíveis estão no site www.educamaisbrasil.com.br. Mais informações podem ser adquiridas também pela central de atendimento no telefone 0800 724 7202.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *