fbpx

GRANDES NOMES DA PEDAGOGIA

Leia livros sobre este assunto

 

 

 

 

Jean

Piaget

Pequenos traços biográficos

Nascido na Suiça, em 1896, numa família rica e culta, aos 7 anos já se interessava por estudos científicos. Biólogo de formação, estudou Filosofia e doutorou-se em Ciências Naturais aos 22 anos. Em 1923, lançou A Linguagem e o Pensamento na Crianca, o primeiro de seus mais de 60 livros. Faleceu em 1980 na Suiça.

O que ficou

É na relação com o meio que a criança se desenvolve, construindo e reconstruindos suas hipóteses sobre o mundo que a cerca.

Um alerta

O professor deve respeitar o nível de desenvolvimento das crianças. Não se pode ir além de suas capacidades nem deixá-las agir sozinhas.

Lev

Vygotsky

Pequenos traços biográficos

Apesar da vida curta – morreu de tuberculose em 1934, anos – o pensador bielo-russo teve uma produção literária intensa. Formado em Direito, também fez cursos de Medicina, História e Filosofia. Por motivos políticos suas obras foram censuradas e chegaram ao Ocidente apenas nos anos 60 – no Brasil, só no início da década de 80

O que ficou

O aprendizado é essencial para o desenvolvimento do ser humano e se dá sobretudo pela interação social

Um alerta

A idéia de que quanto maior for o aprendizado maior será o desenvolvimento, não justifica o ensino enciclopédico. A pessoa só aprende quando as informações fazem sentido para ela.

Howard

Gardner

Pequenos traços biográficos

O psicólogo americano de 56 anos é professor de Cognição e Educação e integrante do Projeto Zero, um grupo de pesquisa em cognição humana, mantido pela Universidade de Harvard. Também leciona Neurologia na Escola de Medicina da Universidade de Boston. Escreveu 18 livros.

O que ficou

A escola deve valorizar as diferentes habilidades dos alunos e não apenas a lógico-matemática e lingüística, como é mais comum.

Um alerta

Para que as diversas inteligências sejam desenvolvidas, a criança tem que ser mais que uma mera executadora de tarefas. É preciso que ela seja levada a resolver problemas.

Paulo Freire

Pequenos traços biográficos

Nascido em 1921, na cidade de Recife, Brasil, formou-se advogado em 1954, mas nunca exerceu a profissão. O ensino era sua paixão. Exilado após o golpe militar de 1964, foi para o Chile, onde escreveu Pedagogia do Oprimido (1968), livro que o tornou conhecido mundialmente. Morreu em 1997, em São Paulo, cidade da qual foi secretário de Educação de 1989 a 1991.

O que ficou

É preciso por fim à Educação Bancária, em que o professor deposita em seus alunos o conhecimento que possui.

Um alerta

A técnica de silabação utilizada por ele em seu método de alfabetização de adultos está ultrapassada, ainda que a idéia de trabalhar com palavras geradoras permaneça bastante atual.

 

Célestin Freinet

Pequenos traços biográficos

Nascido em 1896, em Gars, um vilarejo ao sul da França, o professor primário não chegou a concluir seus estudos na Escola Normal de Nice.

Com o início da Primeira Guerra, alistou-se e participou dos combates. Em 1920, iniciou a carreira docente construindo os princípios de sua prática. A educação, a seu ver, deveria proporcionar ao aluno, a realização de um trabalho real. Faleceu em 1966.

O que ficou

Ninguém avança sozinho em sua apredizagem. A cooperação é fundamental.

Um alerta

Levar a turma para aulas-passeio não faz de um professor um praticante da pedagogia de Freinet. É preciso considerar a realidade em que os alunos estão inseridos.

Extraído da Revista NOVA ESCOLA – Jan-Fev/2001 – nr. 139  Editora Abril

O que você achou do texto acima? Gostou? Acha que pode ser útil pra mais alguém?

Se sim, eu gostaria de te pedir encarecidamente que compartilhasse, além de transmitir a informação, você ajuda no crescimento do nosso site! 😘

Kit Acelera ABC

Comentários

É muito importante saber a sua opinião. Adoramos quando você comenta, pois assim sabemos quais os rumos que devemos seguir através dos nossos artigos. Tudo o que você sugere ou comenta é avaliado para somar ao conteúdo que desenvolvemos.

Deixe uma opinião sobre o que achou do texto acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saiu artigo novo! em 24/05/2020
Cartilha Infantil Cartilhas: das Cartas aos Livros de Alfabetização