fbpx

Por que ensinar o empreendedorismo nas escolas?

Empreendedorismo na escola
Avalie!

A escola tem um papel essencial na formação do indivíduo. É no ambiente de ensino-aprendizagem que acessamos conhecimentos capazes de transformar a nossa vida.

Porém, infelizmente, nem todos os temas centrais para um desenvolvimento mais completo são abordados em sala da aula. Por exemplo, você já imaginou o quanto seria benéfico se todas as escolas ensinassem sobre empreendedorismo?

Muitos alunos, em vez de formatarem um currículo para entrarem no mercado de trabalho, sairiam da escola com construindo o seu plano de negócio. Isso se traduz em novas possibilidades de futuro.

Afinal, por que ensinar o empreendedorismo nas escolas? Vamos saber mais a seguir. Confira!

O que é empreendedorismo?

Empreendedorismo é a visão e capacidade que um indivíduo tem de soluciona problemas e identificar oportunidades, mesmo em meio a crises.

Altamente criativo, uma pessoa que tem a mentalidade empreendedora está sempre tendo ideias e gosta de ajudar na implementação de projetos. É por isso que, cada vez mais, se faz necessário empreendedorismo nas escolas seja ensinado como mais uma ferramenta de desenvolvimento.

Empreendedorismo: por que as escolas deveriam ensinar?

Dentro da grade curricular, há uma série de disciplina que as escolas precisam oferecer para cumprir com o ensino dos alunos. Porém, nem todas serão utilizadas depois que o aluno se formar e iniciar uma nova jornada, seja na busca por uma vaga de emprego ou até mesmo traçando novos objetivos.

Um tema primordial e que não é obrigatório nas escolas é o empreendedorismo. Assim como ensinar sobre como abrir e gerir um negócio, o futuro de muitos alunos poderia ser mais promissor se as escolas ensinassem educação financeira.

Ao aprender sobre empreendedorismo, os alunos sairiam da escola com uma capacidade maior de criar e se envolver em atividades mais autônomas.

Além de ser o maior condutor do desenvolvimento econômico, o empreendedorismo oferece ferramentas que auxiliam o indivíduo a ter uma visão mais ampla sobre as oportunidades. Ele se torna mais criativo e inovador, ficando livre para desenvolver iniciativas e não ficar tão dependente do mercado de trabalho.

Exatamente para oferecer novas ferramentas e visão de mundo ampliada que deveria ser ensinado empreendedorismo nas escolas.

Como trazer o empreendedorismo para as salas de aulas?

Ao adotar o empreendedorismo nas escolas, as instituições precisam principalmente estimular os alunos a buscaram soluções. Os professores, em sala de aula, podem desenvolver atividades em que os alunos possam desenvolver o seu lado inovador e criativo.

Projetos em conjunto que simulem uma empresa, por exemplo, colocam os alunos para interagirem de forma prática a conhecerem como é a rotina de uma empresa. Como é a mente de um líder e como ele encontra soluções.

É importante ressaltar que o empreendedorismo pode ser aplicado em diversas atividades, desde a criação de uma horta comunitária na escola, um projeto social e até mesmo durante a realização de uma feira de ciências.

Incentive ideias novas e estimule as potencialidades

Os trabalhos de grupo são uma ótima maneira do professor colocar em prática o empreendedorismo nas escolas. Identificar habilidades que cada aluno tem e estimulá-los a desenvolvê-las em projetos pessoais.

Aproveite para incentivar ideias novas, a criatividade e a autonomia do aluno enquanto responsável por suas tarefas e responsabilidades, dentro e fora de sala de aula.

Não somente é possível trazer o empreendedorismo para as escolas, como deve ser um dever de todos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.