fbpx

Émile Durkheim

Leia livros sobre este assunto

Neste artigo pretende-se falar um pouco da vida de Émile Durkheim, e sua visão em relação à sociedade, mostrando seu ponto de vista e como os seus estudos contribuíram para o desenvolvimento da mesma.

A vida de Durkheim

Émile Durkheim nasceu em Epinal, na Alsácia, descendente de uma família de rabinos. Iniciou seus estudos fisiológicos na Escola Normais Superior de Paris, indo depois para a Alemanha. Lecionou sociologia em Bordéus, primeira cátedra dessa ciência criada na França. Transferiu-se em 1902 para Sorbonne, para onde levou inúmeros cientistas entre seu sobrinho Marcel Mauss, reunindo-os num grupo que ficou conhecido como escola sociológica francesa.

Suas principais obras foram:

  • Da divisão do trabalho social,
  • As regras do método sociológico,
  • O suicídio,
  • Formas elementares da vida religiosa,
  • Educação e sociologia,
  • Sociologia e filosofia,
  • Lições de sociologia (obra póstuma).

Fato Social

Embora Comte seja considerado o pai da sociologia e tenha-lhe dado esse nome, Durkheim é apontado como um de seus primeiros grandes teóricos. Ele e seus colaboradores se esforçaram por emancipar a sociologia das demais teorias sobre a sociedade e constituí-la como disciplina rigorosamente científica. Em livros e cursos, sua preocupação foi definir com precisão o objeto, o método e as aplicações dessa nova ciência.

Em uma de suas obras fundamentais, As regra do método sociológico, publicada em 1895, Durkheim definiu com clareza o objeto da sociologia – os fatos sociais.

Distingue três características dos fatos sociais. A primeira delas é a coerção social, ou seja, a força que os fatos exercem sobre o indivíduos, levando-os a conforma-se às regras da sociedade em que vivem, independentemente de sua vontade e escolha.

O grau de coerção dos fatos sociais se torna pelas sanções a que o indivíduo estará sujeito quando tenta se rebelar contra elas. As sanções podem ser legais ou espontâneas. Legais são as sanções prescritas pela sociedade, sob a forma de leis, nas quais se estabelece a infração e a penalidade subseqüente. Espontâneas seriam as que aflorariam como decorrência de uma conduta não adaptada à estrutura do grupo ou da sociedade à qual o indivíduo pertence.

Diz Durkheim, exemplificando este último tipo de sanção:

“Se sou industrial, nada me proíbe de trabalhar utilizando processos e técnicas do século passado; mas, se o fizer, terei a ruína como resultado inevitável.”

Do mesmo modo, uma ofensa num grupo social pode não ter penalidade prevista por lei, mas o grupo pode espontaneamente reagir penalizando o agressor.

A educação entendida de forma geral, ou seja, a educação formal e a informal desempenham, segundo Durkheim, uma importante tarefa nessa conformação dos indivíduos às sociedades em que vivem, a ponto de, após algum tempo, as regras estarem internalizadas e transformadas em hábitos.

A segunda característica dos fatos sociais é que eles exigem e atuam sobre os indivíduos independentemente de sua vontade ou de sua adesão consciente, ou seja, são exteriores aos indivíduos.

A terceira característica apontada por Durkheim é a generalidade.

É social todo fato que é geral, que se repete em todos indivíduos ou pelo menos, na maioria deles. Por essa generalidade, os fatos sociais manifestam sua natureza coletiva ou um estado comum ao grupo, comum ao grupo, como as formas de habitação, de comunicação, os sentimentos e a moral.

A Objetividade do Fato Social

Uma vez identificados e caracterizados, os fatos sociais, Durkheim procurou definir o método de conhecimento da sociologia. Para ele, como, par a os positivistas de maneira geral, a explicação cientifica exige que o pesquisador mantenha certa distância e neutralidade em relação aos fatos resguardando a objetividade de sua análise.

Além disso é preciso segundo Durkheim, que o sociólogo deixe de lado suas prenoções. Essa postura exige o não elvolvimento afetivo ou de qualquer outra espécie entre o cientista e seu objeto.

Imbuído dos princípios positivistas, Durkheim queria com esse rigor, a maneira do método que garantia o sucesso das ciências exatas, definir a sociologia como ciência rompendo as idéias do tempo comum.

O suicídio, amplamente estudado por Durkheim, constituía-se nesse sentido, em fato social por corresponder a todas essas características: é general, extinto em todas as sociedades; e, embora sendo fortuito e resultando de razões particulares, apresenta em todas elas certa regularidade, recrudesce ou diminui de intensidade em certas condições históricas, expressando assim sua natureza social.

Sociedade: um organismo em adaptação

Para Durkheim, a sociologia tinha por finalidade não só explicar a sociedade como também encontrar soluções para a vida social. A sociedade, como todo organismo, apresentaria estada normal e patológica, isto é, saudáveis e doentios.

Quando um fato põe em risco a harmonia, o acordo, o consenso e, portanto, a adaptação e a evolução da sociedade, estão diante de um acontecimento de caráter mórbido e de uma sociedade doente.

Portanto, normal é aquele fato que não extrapola os limites dos acontecimentos gerais de uma determinada sociedade e que reflete os valores e as condutas aceitas pela maior parte da população. Patológico é aquele que se encontra fora dos limites permitidos pela ordem social e pela moral vigente. Os fatos patológicos, como as doenças, são considerados transitórios e excepcionais.

Consciência Coletiva

Toda a teoria sociológica de Durkheim pretende-se demonstrar que os fatos sociais têm existência própria e independem daquilo que pensa e faz cada indivíduo em particular. Embora todos possuam sua “consciência individual”, seu modo próprio de se comportar e interpretar a vida, pode-se notar, no interior de qualquer grupo ou sociedade, formas padronizadas de conduta e pensamento. Essa constatação está na base do que Durkheim chamou de consciência coletiva.

Autor: Emeliane Fanti de Oliveira

O que você achou do texto acima? Gostou? Acha que pode ser útil pra mais alguém?

Se sim, eu gostaria de te pedir encarecidamente que compartilhasse, além de transmitir a informação, você ajuda no crescimento do nosso site! 😘

Kit Acelera ABC

Comentários

É muito importante saber a sua opinião. Adoramos quando você comenta, pois assim sabemos quais os rumos que devemos seguir através dos nossos artigos. Tudo o que você sugere ou comenta é avaliado para somar ao conteúdo que desenvolvemos.

Deixe uma opinião sobre o que achou do texto acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saiu artigo novo! em 24/05/2020
Cartilha Infantil Cartilhas: das Cartas aos Livros de Alfabetização