Educação infantil: eixo natureza e sociedade

Leia livros sobre este assunto

 

 

As vivências na infância são cruciais no desenvolvimento da criança e se refletem durante toda a sua vida. O intenso contato com a natureza, os animais a sociedade e também o momento histórico no qual a pessoa vivia contribuíram muito para a formação da sua sensibilidade e percepção de mundo.

A humanidade finalmente acordou para a necessidade de preservar o meio ambiente e impedir a destruição da própria espécie. Há muito ainda para ser realizado. Muitas escolas já estão ajudando as crianças a mudar de atitude para se transformar em cidadãos mais consciente.

É valido lembrar que para tanto, o professor,,como mediador deve utilizar algumas estratégias de ensino com o intuito de ampliar a conhecimento das crianças, partindo de questionamentos, coleta de dados, experiência direta, experimentação, leitura de livros, revistas, jornais e enciclopédias, quando for o caso, sempre considerando os conhecimentos das crianças sobre o assunto a ser trabalhado.

A possibilidade da criança de formular suas próprias questões, buscar respostas, imaginar soluções, formular explicações, expressar opiniões e concepções do mundo que a cerca, confrontando-as com as das demais pessoas contribui para que ela construa conhecimentos mais elaborados. A interação com adultos e crianças de diferentes idades, a participação em brincadeiras, em suas diferentes formas, a exploração do espaço, o contato com a natureza são experiências necessárias para o desenvolvimento infantil.

O que você achou do texto acima? Gostou? Acha que pode ser útil pra mais alguém?

Se sim, eu gostaria de te pedir encarecidamente que compartilhasse, além de transmitir a informação, você ajuda no crescimento do nosso site! 😘

Kit Acelera ABC

Comentários

É muito importante saber a sua opinião. Adoramos quando você comenta, pois assim sabemos quais os rumos que devemos seguir através dos nossos artigos. Tudo o que você sugere ou comenta é avaliado para somar ao conteúdo que desenvolvemos.

Deixe uma opinião sobre o que achou do texto acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *