Veja as Ofertas de Hoje 😍

COMO GERENCIAR AS BIRRAS DO SEU FILHO

Leia livros sobre este assunto

Como Gerenciar as Birras do seu Filho

Quem é a mãe que nunca passou o dia lutando com as birras do filho?

Eu sempre achei que o segundo ano de vida é o mais difícil de se gerenciar.  A criança ainda não sabe se comunicar muito bem e com isso fica frustrada, chora, berra e te deixa maluca.

Mas o que fazer quando você sente que tem uma birra chegando? Tente logo arrumar uma boa distração.  Nem sempre adianta, mas não custa nada tentar.  Pegue um brinquedo interessante (de preferência um que esteja guardado), comece a contar uma história ou chame atenção para alguma coisa que está acontecendo em casa ou na rua.

Evite deixar o seu filho muito cansado ou com fome, pois esta situações favorecem com que eles virem ferinhas brabas, muito brabas.

No segundo ano de vida também é o momento que a criança começa a andar e com isso começa adquirir independência.  No entanto, eles oscilam em querer a independência e o conforto e a segurança de ficar pertinho da mãe.   Permita a liberdade de explorar, mas esteja sempre próxima para transmitir a segurança que ele precisa.

Não posso esquecer de mencionar a “Ansiedade da Separação”.  Ela começa em torno dos 9 meses de idade (varia muito de criança para criança) e acontece quando o seu filho te agarra, chora e não quer que você saia do seu lado nem por um segundo.

Boas notícias!  Esta fase melhora quando a criança começa a dominar a linguagem e desenvolve habilidades sociais capazes de lidar com situações que ainda não lhe sejam familiares.  Neste momento ele entende que a separação não é permanente e que a mãe voltará pra ele.  Bom , né?

E depois só vai ficando melhor e mais divertido….

Autora: Renata Resnitzky

O que você achou do texto acima? Gostou? Acha que pode ser útil pra mais alguém?

Se sim, eu gostaria de te pedir encarecidamente que compartilhasse, além de transmitir a informação, você ajuda no crescimento do nosso site! 😘

Kit Acelera ABC

Comentários

É muito importante saber a sua opinião. Adoramos quando você comenta, pois assim sabemos quais os rumos que devemos seguir através dos nossos artigos. Tudo o que você sugere ou comenta é avaliado para somar ao conteúdo que desenvolvemos.

Deixe uma opinião sobre o que achou do texto acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *