fbpx

Atividades de patrimônio cultural material e imaterial: história

Atividades de patrimônio cultural material e imaterial história
Avalie!

Desde já, as atividades de patrimônio cultural material e imaterial: história, podem ser trabalhadas com alunos do ensino fundamental de diversas formas lúdicas, que despertem a curiosidade e o interesse de cada aluno sobre aspectos culturais da cultura brasileira.

Qual a importância de trabalhar com atividades de patrimônio cultural material e imaterial: história?

O professor trará o conhecimento da importância da valorização do patrimônio cultural para dentro de sala de aula, para moldar a forma de pensamento dos alunos e ensiná-los que a preservação de conteúdos históricos, obras de arte e paisagens sejam muito bem cuidados a fim manter a identidade cultural preservada. Dessa maneira, todos poderão desfrutar do conhecimento de cada item devidamente guardado seja em museus ou praças.

O patrimônio imaterial é importante ser transmitido à todas as gerações porque é constantemente alterado por comunidades, e outros grupos que contam histórias, explicam modos de celebrar festas, como realizar certas danças, além de cantar músicas que demonstram a cultura de povos do Brasil

Atividades de patrimônio cultural material e imaterial história (2)
Fonte/Reprodução: original

Igualmente o patrimônio cultural material e imaterial são importantes de serem estudados no ensino fundamental, para que dessa maneira os alunos compreendam que tudo o que aprendem dentro e fora de sala de aula são costumes herdados de gerações passadas. 

A proteção do patrimônio cultural material e imaterial são como quebra-cabeça montado ao longo dos anos que possui muita informação sobre tradições, cultura e são as principais fontes de pesquisas para muitas áreas de conhecimento que não podem ser perdidas.

O que trabalhar de atividades de patrimônio cultural material e imaterial: história

Para uma atividade lúdica, o professor poderá solicitar as alunos para construírem uma árvore genealógica para descobrir melhor sobre suas próprias famílias, e outras informações de local de nascimento dos pais, nomes de avós e bisavós, trabalho de membros da família, como cada um se conheceu e onde viviam. 

Nesse ínterim, o pedido do professor para que os alunos fotografem itens antigos em casa para colarem em cartolina é importante porque será feita uma comparação com objetos de 20 ou 25 anos atrás com objetos atuais para descobrir o que mudou de lá para cá.

Eventualmente, o professor poderá realizar atividades de patrimônio cultural material e imaterial: história, fora da própria escola através de um passeio lúdico com fotos de monumentos e obras mais antigas, para que todos possam refazer os mesmos passos e descobrirem alterações realizadas por pessoas ao longo dos anos.

A princípio, o próprio ser humano é um patrimônio cultural que transmite conhecimento para gerações futuras, além de criarem diversos objetos manuais desde o início da evolução da espécie humana no planeta Terra. 

5 ideias de atividades de patrimônio cultural material e imaterial: história

Acima de tudo, o professor poderá realizar uma série de atividades de patrimônio cultural material e imaterial: história, lúdicas para trabalhar com alunos do ensino fundamental tanto dentro quanto fora de sala de aula. 

Passeios para museus, documentários, músicas e a criação de cartazes de fotos com as mudanças de anos atrás ao comparar com os tempos atuais, são excelentes atividades para trabalhar em um contexto geral e imbuir os alunos de mais conhecimento, através da observação e anotação.

Passeio à museus

Em outras palavras, um passeio à museus de sua cidade pode ser uma maneira descontraída de trazer conhecimento aos alunos, desde o caminho de ida no ônibus até o destino escolhido e para tornar tudo mais divertido e interessante, o professor poderá contar algumas informações sobre o museu que farão uma visita, suas curiosidades e o que encontrarão durante a visita.

O professor deverá solicitar aos alunos que observem atentamente cada local visitado no museu e procurar anotar em blocos de papéis e cadernos, os objetos e itens que mais chamaram atenção e o porquê. Em um momento posterior, as anotações servirão como material de pesquisa porque será um complemento para esta atividade em sala de aula ou em casa.

Nesse sentido, os alunos farão uma pesquisa na internet sobre os itens que observaram e anotaram no caderno/bloco de notas, para identificarem mais curiosidades e a razão daquele objeto no museu, de onde veio e o que representa para a história local.

Cartaz com fotos

Posteriormente, haverá outra atividade de patrimônio cultural material e imaterial: história, fora da sala de aula que será realizado com uma caminhada pela praça da cidade para observar o que houve de mudanças, com relação às fotos antigas apresentadas pelo professor na classe, e para a atividade o aluno deve anotar e fotografar alguns centros históricos da cidade.

As fotos devem ser impressas para realizar a montagem do cartaz em grupo de até 5 alunos, e todos deverão escrever sobre cada imagem fotografada e mencionar as datas da foto antiga com a atual tirada no ato do passeio. 

Esta atividade possui o principal objetivo de fazer os alunos participarem das atividades e trabalharem melhor em grupo, além de os auxiliar a observar com atenção cada espaço da foto antiga e comparar com a foto atual para fazê-los notar diferenças, mudanças graduais que ocorreram com o tempo, causadas tanto pela mão humana quanto da natureza.

Interpretação musical

A ideia central desta atividade será ao reproduzir a canção do cantor Raul Seixas, conhecida e passada de geração em geração, chamada: Eu Nasci Há 10 Mil Anos Atrás, para os alunos interpretarem a letra da música e realizar anotações sobre o que é dito e contado pelo velhinho sentado na calçada presente na música do cantor.

O professor pode fazer perguntas aos alunos para que respondam sobre o que eles supõem que a música quer dizer ao ouvinte, e se a letra para cada um dos alunos faz realmente sentido, porque desta maneira, o professor saberá quem conseguiu interpretar devidamente a música e quem está com mais dificuldade de compreender.

Além de os alunos ouvirem sobre algumas histórias famosas que ocorreram ao longo dos anos, que se tornaram históricas por uma série de fatores, será importante que eles comentem com o professor sobre alguns trechos da música.

Documentário

Nesse sentido, será interessante realizar a reprodução de documentários em sala de aula aos alunos que poderão compreender melhor o real significado das atividades de patrimônio cultural material e imaterial: história, ou seja, por meio do documentário haverá uma série de informações novas que serão ideais para gerar mais conhecimento aos alunos.

Em outras palavras, o professor deverá reproduzir o documentário sobre os Astecas que está disponível no YouTube e conta a história de uma civilização antiga que esteve presente na região da América Latina. 

Para a atividade em questão, será interessante realizar algumas perguntas sobre o contexto do documentário e pedir aos alunos para responderem quem eram os Astecas, em qual região se encontravam e o que ocorreu a este povo antigo. 

Árvore genealógica

De antemão, as atividades de patrimônio cultural material e imaterial: história, podem ser feitas em casa e na companhia de parentes próximos, como pais, avós, tios e tias que saibam mais sobre seus ancestrais mais imediatos, como avós e tataravós. 

Dessa maneira, o aluno poderá registrar todas as informações que conseguir para descobrir melhor sobre os nomes, idades, cidades e locais onde os parentes mais antigos costumavam viver.

O principal objetivo desta atividade é o de trabalhar com a interação familiar, saber conhecer mais sobre a origem da família e descobrir se possui mais do que apenas parentesco com algum outro parente, neste caso seria sobre gostos pessoais ou a personalidade.

As atividades de patrimônio cultural material e imaterial: história, serão ideais e fundamentais para auxiliar os alunos nesta caminhada para adquirir conhecimento, aproximar-se de gerações passadas, compreender a importância e necessidade de guardar itens antigos históricos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.