fbpx

5 Atividades para trabalhar diversidade cultural na escola

5-Atividades-para-trabalhar-diversidade-cultural-na-escola-900-x-500-px
5/5 - (1 avaliações)

A diversidade cultural é uma característica marcante do Brasil, um país continental que habita inúmeros núcleos sociais, cada um com seus costumes, linguagem e estruturação. Mas não necessariamente essas diferenças convivem de harmonia, por isso o fato de considerar importante o estudo e ensino sobre a pluralidade ainda nas escolas. 

O motivo de abordar esse tema nas escolas é a possibilidade de que as crianças possam crescer livres de pensamentos preconceituosos, discriminatórios fundados basicamente em diferenças e cor, religião e sotaque.

 A criança ela nasce livre de qualquer pensamento nesse sentido, ela torna-se preconceituosa vendo outros agir assim, então o dever da família e do educador é moldar esse pequeno ser em desenvolvimento a nutrir ideias de respeito, compaixão e educação, aberta a conhecer e escutar o diferente e trocar experiências e conhecimento entre eles.

Qual a importância de se trabalhar a diversidade cultural na escola?

Trabalhar a diversidade cultural nas escolas é fundamental, pois as crianças precisam saber a origem de seus costumes. A cultura é uma junção de fatores internos e externos, e é muito importante saber qual a origem desses comportamentos.

Conhecer mais sobre a multiculturalidade do país é a melhor maneira de apresentar as diferenças às crianças, para que elas desenvolvam empatia, responsabilidades e consciência social. A troca de diversas experiências é bastante benéfica aos pequenos, já que proporciona um melhor desenvolvimento da comunicação e levará a uma maturidade livre de preconceitos.

Um país de tamanho continental como o nosso possui inúmeras culturas diferentes, abordar a pluralidade de costumes desde cedo, ajudará as crianças  conhecer melhor o dia a dia de outras pessoas, entender o motivo de suas crenças e comportamentos, e trocar experiências, e o mais importante é aprender que ser diferente não significa ser melhor ou pior, mas sim que essa pessoa é fruto de outras vivências.

Como introduzir a diversidade cultural na escola?

O trabalho da escola na apresentação da diversidade na vida do aluno é crucial. O educador precisa despertar a curiosidade da criança de conhecer o novo e o diferente, ter novas experiências, compreender os costumes de outras regiões e países.

Ao apresentar o tema nas aulas, o professor precisa ter a preocupação de não estigmatizar ou tornar muito caricato um determinado grupo na mente da criança, o ideal é tentar levar esse conhecimento para algo mais próximo de uma vivência do aluno, porque assim vai tornar o aprendizado em algo mais crível e condizente com a realidade.

Para o educador promover o respeito a diversidade ele pode utilizar algumas práticas de acordo com a idade do aluno, para fornecer o conhecimento de maneira eficaz para seu aprendizado, algumas dicas são:

Fortalecer a autoestima por meio da representatividade

Onde o educador deverá buscar figuras representativas importantes para mostrar a alunos identificados com suas características de que é possível que qualquer pessoa possa alcançar um determinado objetivo, mesmo que com muito trabalho e dedicação não tão necessários a um outro grupo.

Apresentar uma figura histórica negra, por exemplo, é a melhor maneira de fazer as crianças negras se sentirem representadas e podendo estimulá-las a buscar seus objetivos, que elas vejam que são capazes de qualquer coisa. 

Dinâmicas de integração

Nessa atividade o professor deverá buscar práticas que condizem com as condições da turma. O intuito desse exercício é fazer as crianças lidarem melhor umas com as outras e dar a elas a chance de conviver sem qualquer tipo de preconceito.

5 Atividades para trabalhar diversidade cultural na escola
5 Atividades para trabalhar diversidade cultural na escola/2 — Fonte: reprodução original

 A dinâmica deve ser elaborada como uma forma de que cada aluno terá algo quase que particular seu, sua aparência, seus desejos e ao final da atividade, elas percebam que todos ali são diferentes, mas que mesmo assim eles podem e devem ser unidos, deixando quaisquer diferenças de lado.

Personagens da literatura infantil

Usar os personagens dos livros preferidos dos pequenos é um meio bastante eficaz de aprendizado, já que ao utilizar essas figuras literárias as crianças se identificam de imediato a eles, prendendo sua atenção. 

Apresentar as diferenças por meio de personagens é bem efetivo, o educador pode utilizar, por exemplo, a história do patinho feio, onde o patinho era rejeitado por seus irmãos por ser diferente, sendo que na verdade o pequeno patinho era na verdade um cisne, e ao final deixar claro que as diferenças não tornam ninguém melhor que ninguém, mas sim que cada um possui características únicas e que respeitá-las é muito importante.

Dinâmicas que estimulem os valores

Trabalhar valores como amizade, amor, respeito, honestidade, bondade é algo a se valorizar. Qualquer meio onde for possível estimular a criança a olhar com boas intenções para os outros é fundamental. 

Ensiná-las a se colocar no lugar do amiguinho é o caminho para que ela saiba dosar suas ações, pois ela irá pensar se gostaria de que fizesse com ela ou não o que ela pretende fazer com o outro.

Quais temas sobre diversidade cultural abordar?

Ao ensinar os alunos, o educador precisa ter em mente métodos de trazer a criança valores morais, buscar na história as justificativas para as diferenças, despertar o pensamento crítico dos pequenos e outros meios que resultem em uma fortificação das relações interpessoais.

É fundamental a apresentação de temas como racismo, preconceito, discriminação, xenofobia, tudo que remeta aos desrespeito apenas por conta da cor da pela, dos preceitos religiosos, da região de origem. O dever do educador lapidar os alunos a não praticar esses comportamentos, e sem de buscar acolher que é diferente e dessa forma aprender com ele e possivelmente ensinar também.

Um dos papéis da escola é a formação de cidadãos, preparando os jovens para uma vida mais plena, livre de preconceitos, mais respeitosos, educados e abertos ao novo, pois eles irão mudar toda uma geração e criar uma sociedade mais justa e acolhedora.

Lista de atividade sobre diversidade cultural na escola

Após entender a importância sobre a diversidade cultural no ambiente escolar, listamos agora algumas atividades em forma de dinâmica para os alunos aprenderem melhor sobre o tema.

Desenhar o rosto do amiguinho

Nessa atividade, a criança deverá sentar de frente ao coleguinha e ambos deverão desenhar um ao outro, pedindo para que observem bem as características do rosto de cada um. A justificativa dessa brincadeira é conseguir fazer os pequenos identificarem cada particularidade da fisionomia do outro colega e de como ficou diferente do desenho que ela fez.

Como realizar a atividade

As crianças deverão se sentar de frente e desenhar uma à outra, e ao fim do desenho tentar identificar quais as diferenças entre o desenho e o coleguinha desenhado, para que o aluno comece a identificar as características que nos tornam únicos.

Desenho com uma única cor consta o desenho colorido

Neste exercício a criança deve fazer 2 desenhos, um com uma cor única e um com as cores que ela quiser. Ao fim, deve questionar qual dos desenho ela achou mais bonito, a criança tende a dizer que o desenho colorido é mais bonito, e o educador deve reforçar que na vida também é assim, o diferente é normal e é mais bonito do que se todos fossem iguais.

Como realizar a atividade

Escolha uma cor e faça a criança desenhar usando somente essa cor, depois peça para ela desenhar usando as cores que quiser, ao final pergunte qual deles ela mais gostou.

Empatia

Nessa dinâmica, uma criança fica de olhos vendados e outra deverá guiar o caminho, no percurso devem haver obstáculos e a criança que irá guiar a outra apenas falando deverá evitar que a outra esbarre nos obstáculos. O fundamento dessa atividade é exercitar a empatia e estimular os pequenos a ajudar os outros quando for preciso.

Como realizar a atividade

Cubra os olhos de uma criança, escolha um amiguinho e peça para que ele diga o caminho que a criança que não está vendo deve seguir sem esbarrar nos obstáculos.

Encher balões

Esse exercício deve ser feito com balões de ar de aniversário, de várias cores de preferência, cada criança deverá encher um balão e colar na parede. No fim da atividade será possível ver que todos os balões estão de tamanhos, formatos e cores diferentes. 

O educador deverá puxar um diálogo e explicar que mesmo que todos eles aparentam ser diferentes, ainda assim todos são balões igualmente, da mesma forma que nós seres humanos somos bem diferentes mas continuamos sendo a mesma espécie. 

Como realizar a atividade

De um balão para as crianças e peça para eles encherem, e colarem em uma parede ou mural. Após todos concluírem o professor deve explicar que mesmo sendo diferentes, ainda são balões, e com os humanos é igual, somos diferentes mas ainda assim somos humanos.

Rostos com partes diferentes

Será preciso recortar várias imagens de revistas, corte nariz, boca, olhos, orelhas, cabelo das figuras da revista, coloque tudo em um saco, Peça para os alunos desenharem um círculo como se fosse o formato de um rosto, então peça para eles tirarem as partes de dentro do saco e montar um rosto com as partes recortadas.

 Ao fim eles verão que não dá para fazer um rosto totalmente igual, então o professor deverá explicar que não é possível pois cada pessoa é única, cada uma possui suas próprias características.

Como realizar a atividade

Recorte partes do rosto em revistas e coloque em um saco. Peça para os alunos desenharem em um círculo como se fosse o formato de um rosto, depois faça os alunos retirarem partes dos recortes dentro do saco e mande formar um rosto completo. Eles verão que não é possível formar um rosto idêntico pois cada pessoa possui características únicas.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.