APOSTILA DE TRAVA-LÍNGUAS

Leia livros sobre este assunto

PUBLICIDADE

O tempo perguntou ao tempo
Qual é o tempo que o tempo tem
O tempo respondeu ao tempo
Que não tem tempo
Para dizer ao tempo
Que o tempo do tempo
É o tempo que o tempo tem.

O tempo perguntou ao tempo
Quanto tempo o tempo tem
O tempo respondeu ao tempo
Que o tempo tem tanto tempo
Quanto tempo o tempo tem.
Está , o tatu taí?
Não o tatu num tá,
Mas a mulher do tatu tando,
É o mesmo que o tatu tá.
Teresa tem trinta tiaras de tricot.
A tia da Teresa tem trezentos talheres trazidos de Itália.
Terá Teresa trocado para trazer os trezentos talheres da tia?
Se não tiver trocado, Teresa trocará as trinta tiaras com a tia?
Trinta tiaras de tricot?A tia da Teresa terá um treco.

O tatuador tatuado tatuou a tatua do tatu.
Tatua tatuada enfezada,
Tatuou o tatu e o tatuador já tatuado!

Tagarelarei
Tagarelaras
Tagarelará
Tagarelaremos
Tagarelareis
Tagarelarão.

Tinha tanta tia tantã
Tinha tanta anta antiga.
Tinha tanta anta que era tia.
Tinha tanta tia que era anta.
O tagarela tagarelador tagarelava na sua tagarelice.
Se o tagarela tagarelador não tagarelava, não seria tagarelice.
Se Tasso tragasse a taça
Mas como Tasso não traga a taça
O tagarela não traga a taça.
O atleta atravessou o Atlântico com o Atlas de atalaia.

O tocador foi tocado com um taco tacado por um trocador!
Quando o Tatá tá, ta.
Quando Tatá não ta
A mulher do Tatá tando é o mesmo que Tatá ta!

Tatibaquígrafo aqui não grafa,
Sem garfo, girafa e garrafa,
Taquigrafou no telégrafo,
Até que taquicardia atacou!

O tico-tico é amigo do Tico e do Teco
O Tico gosta mais do tico-tico e o Teco mais do Tico
Com o tico-tico, Tico e Teco tudo dá certo!

Tio toca trompa na trompa.
Tati tatibitate,
No Tibete titubeou ,
Em Itatiba bateu botas
Em Itumbiara itaquaquecetubou!
A sabiá não sabia
Que o sábio sabia
Que o sabiá sabia
Que o sábio não sabia
Que o sabiá não sabia
Que a sabiá não sabia
Que o sabiá sabia assobiar.
Olha o sapo dentro do saco
O saco tem o sapo dentro
O sapo batendo papo
E o papo soltando o vento.
O doce perguntou para o doce
Qual o doce mais doce
Que o doce da batata doce
O doce respondeu ao doce
Que o doce mais doce
Que o doce da batata doce
É o doce de doce da batata doce.
Sabendo o que sei
E sabendo o que sabes
E o que não sabes
E o que não sabemos,
Ambos saberemos
Se somos sábios, sabidos
Ou simplesmente saberemos
Se somos sabedores.

Você sabia que o sabiá do sábio sabia assobiar….
Saber e querer,
Quem sabe vivi de saber viver,
Vivendo a vida de saber
E que é o saber sem saber querer!

A vida é uma sucessiva sucessão de sucessões que se sucedem sucessivamente,sem suceder o sucesso.
Saber e querer,
Quem sabe vivi de saber querer saber
Quem não sabe,quer saber viver
Vivendo a vida de saber
E que é o saber sem saber querer!

Alice disse que eu disse
Que ela disse que o que
Eu disse era um poço de tolice.
Mas eu disse que não disse o que
Ela disse que eu disse que ela disse,
E quem fez o disse-disse foi a dona Berenice.
Por aquela serra acima
Vai um velho seco e peco.
-Ó seu velho seco e peco!
Este cepo seco é seu?
Era uma sucessão de sucessos que se sucediam sucessivamente sem cessar.

Se cá nevasse faziasse cá ski.
Sei o que sei
Sabemos o que sabes
O que não sabes é o que sabemos
Sabemos como sabem os sábios com seus saborosos saberes.
Se sessenta e seis serras serram sessenta e seis cerejeiras
Seiscentos e sessenta e seis serras serrarão seiscentos e
sessenta e seis cerejeiras.
O sapo Sabino sabia da sua saborosa sopa.
O sapo Sapudo só sabia que o sapo Sabino sabia.
O sapo Sabino não sabia que o sapo Sapudo sabia que ele sabia.
A saborosa sopa suculenta tinha até polenta!

Tecelão tece o tecido
Em sete sedas de Sião
Tem sido a seda tecida
Na sorte do tecelão.
A lingua lânguida
Lambe a seiva da boca.
Cada lambida líquida,
Saliva o sulco salino e seca
O suco sugado, saboroso e salgado!

Por sua sina, o assassino toca o sino.

Uma velha seca secou o secador numa secante
casou com um velho passante pedante.

O Cássio tosse.
-Come um pêssego-disse uma pessoa ao Cássio.
-E a tosse passa?
– Sossega, Cássio!Ou passa a tosse ou passa o pêssego.
O Cássio comeu o pêssego e tosse …tosse…
Vale mais sê-lo que parece-lo,
Mas para parece-lo e não sê-lo,
Vala mais não parece-lo.
Um tigre, dois tigres, três tigres
comem trigo de um trago.
Três pratos de trigo
Para três tristes tigres.
Três tristes tigres para três pratos de trigo
Três pratos de trigo para três tristes tigres.
Um tigre, dois tigres, três tigres.
Três tigres tristes atrasaram o trem.
Uma trinca de trancas trancou o Tancredo.
Essa trava é uma trova pra te entravar.
Entravar com uma trova é uma trava de lascar!
Estréiam austeros astrólogos, astronautas australianos, autômatos e seus antônimos.
Um prato num trapo
Um trapo num prato.
Tigre tigrado trincou um tremoço que encontrou
E uma perdiz que voou
Não a trincou por um triz,
Não trincou porque não quis!

Teresa tem trinta tiaras de tricot.
A tia da Teresa tem trezentos talheres trazidos de Itália.
Terá Teresa trocado para trazer os trezentos talheres da tia?
Se não tiver trocado, Teresa trocará as trinta tiaras com a tia?
Trinta tiaras de tricot?A tia da Teresa terá um treco.

Lá vem um trem
Dois trens
Três trens
Um trem trilhando nos trilhos
Dois trens troando nas trevas
Três trens trepidam troantes
Três trens transitam tremendos
Três trens trovejam nos trilhos
Os três transportam tranqueiras
Tantos trastes,trecos,trempes,
Troços,trambolhos,trombetas,
Fretes, frutas, breques,trutas
Tropas,trapos,trovas,tripas,
Trio de trens em trovoada
Truculenta tropelia
Três trens trilhando trovejam
Trompos,trombaços, trombudos
Uma trinca triunfante
Um triplo nó de barulho
Três trens sumindo no escuro
Três trens sumindo na curva
A treva da noite tragando
Trens e trilhos , trovoada.
Disseram que na minha rua
Tem paralelepípedo feito
De paralelogramos.
Seis paralelogramos
Tem um paralelepípedo.
Mil paralelepípedos
Tem uma paralelepípedovia.
Uma paralelepípedovia
Tem mil paralelogramos.
Então uma paralelepípedovia
É uma paralelogramolândia?

Não confunda
Ornitorrinco com
Otorrinolaringologista,
Ornitorrinco com ornitologista,
Ornitologista com otorrinolaringologista,
Porque ornitorrinco
É ornitorrinco,
Ornitologista é ornitologista,
E otorrinolaringologista é otorrinolaringologista.

Um pé de gabiroba
Bem gabirobadinho
Quem bem o desingabirobasse
Bom desengabirobador seria.
Meio milhão,dez limões,
Dois milhões,nove limões,
Três milhões,oito limões,
Quatro milhões,sete limões,
Cinco milhões,seis limões,
Seis milhões,cinco limões,
Sete milhões,quatro limões,
Oito milhões,três limões,
Nove milhões,dois limões,
Dez milhões,meio limão.

Quem nasce em Ipaquaquecetuba é Ipaquaquecetubense,
Quem nasce em Caraguatatuba é Caraguatatubense.
Num ninho de nafagafos
Há cinco nafagafinhos
Quem os desnafagafizar
Bom desnafagafizador será.
Blusa de seda preta (leia rápido).

O desinquivincavacador
Das caravelarias
Desinquivincavacaria
As cavidades
Que deveriam ser
Desinquivincavacadas.
Feijão ,melão,pinhão,mamão.
Meijão,malão,feinhão,pimão.
Pijão,feilão,manhão,memão.
Majão,pilão,menhão,feimão.
Paga o pato,dorme o gato,
Foge o rato,paga o gato,
Dorme o rato,foge o pato
Paga o rato,dorme o pato,
Foge o gato.

Nunca vi socó coçar sem bico,
Nunca vi sem bico socó coçar.
Um socó
Dois socós,
Três socós,
Quatro socós,
Quantos socós pra um só coçar.
Tenho um ninho de malfamagrifos
com cinco malfamagrifinhos;
cada vez que vai a malfamagrifa dar mama aos malfamagrifinhos,
fazem tal malfamagrifada,
que até a malfamagrifa fica toda atormentada.
Lá de trás de minha casa
Tem um pé de umbu botando
Umbu verde, umbu maduro,
Umbu seco, secando.

Num ninho de mafagafos
Havia sete mafagafinhos
Quem amafagafar mais mafagafinhos
Bom amagafanhador será.
Quem embaralhar um baralho bem embaralhado
Bom embaralhador de baralho será.
Gato escondido com rabo de fora
Está mais escondido que rabo escondido
Com gato de fora.
Se o bispo de Constantinopla a quisesse desconstantinoplatanilizar,
Não haveria desconstantinoplatanilizador
Que a desconstantinoplatanilizaria
Desconstantinoplatanilizadoramente.

O desinquivincavacador das caravelarias
desinquivincavacaria as cavidades
que deveriam ser desinquivincavacadas

Tu que me enganas
Eu que te entendo
Mas tu não entendes
Que eu entendo
Que me estás a enganar.
Era uma vez
Um caçador
Furunfunfor
Triunfunfor
Misericuntor.
O original nunca se desoriginou e nem nunca se desoriginalizará.
Amigo, compre uma capa parda.
Se comprar capa parda, paga-a
Eu uma capa parda comprei.
E uma capa parda paguei.
Pedrinho Goltara bateu com a vara de taquara na cara de uma cara que riu da sua cara.
Cara de taquara, Goltara te passa a vara!
Tenho uma capa bilrada, chilrada, galrripatalhada;
Mandei-a ao senhor bilrador, chilrador, galrripatalhador,
Que ma bilrasse, chilrasse, galrripatalhasse,
Que eu lhe pagaria bilraduras, chilraduras, galrripatalhaduras.

-Ó compadre, como passou a
tarde de ontem à tarde?
– Deixe-me lá, meu compadre,
que a tarde de ontem à tarde
foi para mim tamanha tarde
que há-de ser tarde e bem
tarde que eu venha cá outra
tarde como a tarde de
ontem à tarde.
Copo, copo, jericopo,
Jericopo, copo cá;
Quem não disser três vezes
Copo, copo, jericopo,
Jericopo, copo cá,
Por este copo não beberá.
Num ninho de nafagafos há sete nafagafinhos.
Quando a nafagafa sai
Ficam os nafagafos sozinhos

Enquanto Orsine bala dava, o sino badalava

Um ninho de mafagafas tinha sete mafagafinhos
Tinha também magafaças,maçagafas,maçafinhos,
Mafafagos,magaçafas, maçafagas,magafinhos.
Isso além dos magafafos e dos magafafinhos.
Um limão, meio limão
Dois limões, meio limão.

A perereca Sapeca ficou pererecando
Com outra perereca careca
Que fazia questão de ser sapatão
E para mostrar sua perereca tirou a cueca!
O molho de chaves caiu no molho de tomate
Ficou molhado, avermelhado,envergonhado.
Molho molhado no molho de tomate é disparate
Não o maltrate!
Dromedário, Dromedálio, Domedrário ou Domedrálio?
É mais confuso que baralho,
Que rima com …sopa de alho!
O Pedrinho é um bom piadeiro e eu sou Piadeiro
Profissional!
Piadeiro por profissão, mas não sou só piadeiro não!
Quatro guardas esquálidos guardam a esquadra.
O delinquente aguentará dois quinquênios sequentes.
Paca tuba, cutia não
O original se desoriginalizou com a desoriginalização dos originais.
Mananha
badaga
vazaja
lararra
plabra
quabra
kra kre kri kro kru
tra tre tri tro tru
dra dre dri dro dru
strambo
scrambo
mambo
lambo
rambo
Se a aranha arranha a rã
Se a rã arranha a aranha
Como a aranha arranha a rã?
Como a rã arranha a aranha?
A rosa perguntou à rosa
Qual a rosa mais rosa
A rosa respondeu
Para a rosa que a rosa
Mais rosa era a rosa cor de rosa.
O rato roeu a rolha da garrafa do rei da Rússia.
A rainha riu-se,
E o rei ralhou.

O rato roeu a roupa do rei de Roma
Rainha raivosa rasgou o resto.
Lá atrás daquela jarra
Tem uma aranha rara.
Tanto a aranha arranha a jarra
Quanto a jarra arranha a aranha.

O rato roeu a roupa do rei de Roma;
a rainha com raiva resolveu remendar.
Rebola reboladeira
Menina reboladora.
Rebolando é que se rebola
Cuidado para não pegar o “amigo” do Ébola!
O rato roia a serralha
O raio do rato roia.
A Rita Rosa Ramalha
Do raio do rato se ria.
O rato roeu a roupa do rei de Roma
A rainha com raiva resolveu remendar.
Iara ri, ri
De tanto rir
Ficou rica.
De tão rica
Iara é bonita

O rato roeu a rolha,
Da garrafa do rei da Rússia,
Que é primo do rei da Roménia,
E de Roma…

Um grego é gago
Outro grogue é gagá
Tem um grego grogue e
Um grogue gago.
Tem também
Um grego grogue e
Um gago gagá.

Um tigre,dois tigres, três tigres.

Taquigrafia para quem não tem boa grafia.
Bom taquígrafo não é bom grafador.
Grafia por grafia,
Não tem a ver com serigrafia nem com monografia.
Na terra dos tigres
Um tigre, dois tigres, três tigres,
Três tigres adormecidos,
E um tigre tigrado acordado.

Iara amarra
A arara rara
A rara arara
De Araraquara.
Aranha, ararinha, ariranha, aranhinha

Esta burra torta trota,
Trota, trota a burra torta,
Trinca a murta, a murta brota,
Brota a murta ao pé da porta.
Porco fresco
Corpo crespo
Topo preto.
A tia limpa o prato com o trapo
O trapo limpo o prato da tia.

Bagre branco, branco bagre.
Os barcos que partem dos portos
os próprios são postos à prova pelas intempéries.

Ó compadre, merca pouca cabra parda,
Que quem pouca cabra parda merca
Pouca cabra parda paga.

O que é que cacá quer?
Cacá quer caqui.
Qual caqui que cacá quer?
Cacá quer qualquer caqui.
Meu pai chama-se Caco
Minha mãe Caca Maria;
Ai ,meu Deus, que tanto caco!
Eu sou filho da cacaria…
Como pouco coco como
Pouco coco compro.
O padre pouca capa tem ,
pouca capa compra.
Cor ,cores, corante, barbante.
Se o caricato caracterizasse a caricatura do caricato,
Com que o caricato caracterizaria a caricatura do caricato?

Porco seco ,corpo crespo.

Fui ao mar colher cordões,vim do mar cordões colhi.

Quem a paca cara compra,
Paca cara pagará.

Se cada um vai à casa de cada um
É porque cada um quer que cada um lá vá.
Porque se cada um não fosse a casa de cada um
É porque cada um não queria que cada um fosse lá.

O liquidificador quadridentado
liquidifica qualquer coisa liquidificável e quebra
as iliquidificaveis.

O café está fraco,frio,com formigas no fundo ,fazendo fofoca.
Farofa feita com muita farinha fofa faz uma farofa feia.

Lá vai o velho Félix,com seus foles velhos nas costas.Quanto mais fede o velho Félix, mais fedem os velhos foles nas costas do velho Félix.
Fui fazer fogo, fiz furo,ficando um furto forte.
Mefistófeles Felestofisme
Fez com que tomelesfisse os
Lesfemistos e os
Fisfemetoles com os
Femetofisles e os Tolesmefifes
Foi daí que nasceu um
Mefistófeles Felestofismezinho.

Faro fino come farofa
De tanto comer farofa
Faro fino ficou fino.

Velha furunfufelha e seu velho furunfufelho
Tudo desfunrunfelhado
A babá boa bebeu o leite do bebé.

A mulher barbada
Tem barba boba babada
E um barbado bobo
Todo babado!

Bote a bota no bote
E tire o pote do bote.

Cinco bicas,cinco pipas,cinco bombas.
Tira da boca da bica, bota na boca da bomba.
Fui à loja do Sr. Bolas comprar bolas
Ora bolas para o Sr. Bolas
Que não tinha bolas na loja de bolas.
O abano abana a cabana em Copacabana.
Basta bater batidas bastas pro basto Bastião.
Abadalado
Ababadado
Ababelado
Abobadado
A borracha apagou,a bica espirrou,o barco andou,o vento,parou,o Sol brilhou.

A bomba dos bombeiros voluntários é boa,bonita,barata e trabalha bem.
Paty, pede para o pai pegar a pá e o pote de patê de presunto na primeira prateleira da padaria do primo Pedro.
Por que palras pardal pardo ?
Palro e palrarei
Porque sou o pardal pardo
Palrador d’el Rei.
Se tu pensas que em ti penso
Se pensas assim pensas mal
Pois eu não penso em ti
Nem penso em pensar em tal.
O peito do pé de Pedro é preto
Quem disser que o peito do pé de Pedro é preto
Tem o peito do pé mais preto
Que o peito do pé de Pedro.
O peito de Pedro é preto.
Oh! Pedro teu peito é preto?
Debaixo da pia tem um pinto,
Enquanto a pia pinga,o pinto pia
Quanto mais a a pia pinga, mais o pinto pia

Se o papa papasse papa
E o papa papasse pão
O papa tudo papava
Seria um papa papão.
O papa papa para que não o pape o papão.
Pia o pinto, a pipa pinga.
A pipa pinga e o pinto pia.
Quanto mais o pinto pia, mais pinga a pipa .
Um pinto pia ao pé da pipa.
Pia o pinto pinga a pipa.
Quanto mais o pinto pia,tanto mais a pipa pinga.
A pipa de pinga pinga pingos.

Um papo de pato num prato de prata.
Tire o papo de pato de dentro do prato.
Quem pouco pano pardo tem
Pouca capa parda faz

Tio Pio pita o pipo
Pio pita o pipo tio

Se o Pedro é preto
O peito do Pedro é preto
E o peito do pé do Pedro é preto.
Paulo Pereira Pinto Peixoto
Pobre pintor português
Pinta perfeitamente
Portas, paredes e pias,
Por pouco preço, patrão!
Atrás da pia tem um prato
Um pinto e um gato
Pinga a pia, apara o prato
Pia o pinto e mia o gato
Porque é que o pisco empisca a pisca
E a pisca não empisca o pisco?
O pato Patolino deu patada na pata Patativa!
Perlustrando patética petição produzida pela postulante
Prevemos possibilidade para pervencê-la
Portanto perecem pressupostos primários permissíveis
Para propugnar pelo presente pleito
Pois prejulgamos pugna pretérita perfeitíssima.

O princípio principal do príncipe principiava principalmente no principio principesco da princesa.
O prestidigitador prestativo está preste a fazer uma prestidigitação prodigiosa e prestigiosa.
A lontra prendeu a trombado monstro de pedra e a prenda de prata de Pedro ,o pedreiro.
Num prato de prata,
O padre Pedro papa o pato.
Num prato de prata,
Papa pato o padre Pedro.
O padre Pedro papa pato num prato de prata.
Pedro preto peludo no peito
Levou pedrada na perna quebrada dada
Pelo pedreiro, no terreiro.
A lontra prendeu a tromba do monstro de pedra. E a prenda de prata de Pedro, o pedreiro.
Se vai-e-vem vai e vem
Vai-e-vem vai
Se vai-e-vem vai e não vem
Vai-e-vem não vai .

Vento veloz e vingativo varre a Várzea com violência voraz.

Vida difícil é a vida de um homem que vive a vida envolvida na vida de uma mulher da vida.

A ave da viúva voou na viola do vovô.

Uma verde verdolenga ,bem desverdoleguizada.

Quem desverdolengar a verdosa verdolenga, vergueira verga, será desverdolengador.

A frota de frágeis fragatas
Fretada por franco frustrado
Enfreado de frio
Naufragou na refrega
Por frementos frecheiros africanos.
Eu não ligo para a liga,
Porque a Liga não me liga.
Se a Liga me ligasse.
Eu ligava para a Liga.
Mas como a Liga não me liga,
Eu não ligo para a Liga.
Lalá, Lelé e Lili
E suas filhas,
Lalalá, Lelelé e Lilili
E suas netas
Lalelá, Lelilé e Lilali
E suas bisnetas
Lilelá, Lalilé e Lelali
E suas tataranetas
Laleli, Lilalé e Lelilá
Cantavam em coro
LALALALALALALALÁ.

Larga a Lia,largatixa!
Lagartixa, larga a Lia!
Só no dia que Lia
Chamar largatixa
de lagartixa!

É crocogrilo? É crocodrilo?
É cocrodilo? É cocodilho?
É corcodilho? É crocrodilo?
É crocodilho? É corcrodilo?
É cocordilo? É jacaré?
Será que ninguém acerta
O nome do crocodilo maré?

O acróstico cravado na cruz de crisólitas da criança ariana criada na creche é o credo católico.
Maria Mole é molenga, se não é molenga,
Não é Maria Mole. É coisa malemolente,
Nem mala,nem mola,nem Maria,nem mole.
O mameluco melancólico meditava
E a megera megalocéfela, macabra e maquiavélica
Mastigava mostarda na maloca miasmática .
Migalhas minguadas de moagem mitigavam míseras meninas
Moleques magricelas mergulhavam no mucurro murmurinhando como uma matinada de macacos
A mucana modulando monótonas melodias
Moia milho e macacheira para a moqueca e o munganzá do medonho de mumunamonas.

O marteleiro acertou Marcelo com o martelo.
Martelo, marteleiro, martelada, Marcelo,
Dor que não quero!
Mário Mora foi a Mora
Com tensão de vir embora
Mas como em Mora mora o Mora
Mário Mora perguntou
Então não mora cá o Mora
Mora mora.
Fui a Chaves,encontrei uma chapa de chumbo chapada no chão.
O Chará chora.
Em Araxá o Chará achará chá.

A Xuxa acha a Sacha chata
E a Sacha acha a Xuxa chata!
Xuxa! A Sacha fez xixi no chão da sala.
Puxa!
A Sasha fez um charco de chichi no chão da sala.
É um dedo, é um dado, é um dia.
É um dia,é um dado, é um dedo.
É um dedo,é um dia, é um dado.
É um dado,é um dedo,é um dia.
É um dia, é um dedo,é um dado.
É um dado,é um dia,é um dedo.

Quando eu digo, digo,não digo, Diogo?
Quando digo,Diogo,não digo!
Digo, por isto eu digo:digo ou Diogo?

Devora dor doída,
Distante da dor desmedida,
Daquilo dista dimensões,
Do devorador disto!
Um homem desnarigado
Quem o desnarigaria?
Um homem desnarigado
Quem o desnarigaria?
O caju do Juca
E a jaca do cajá
O jacá da Juju
E o caju do Cacá

O Juca ajuda: encaixa a caixa, agacha, engraxa

Eu congelo a água gelada com gelo que tem selo à prova de água.
Gira a gira, girandola
Gira o giro, girassol
Gira o mundo
Gira a vida
E não gira o caracol.
O jurista ou juriconsulto?
Jurisprudência, júri, jurídico, jurisdição
Juris tantum, juti et juri…Juro, é confuso !
Joguei o jogo no jóquei, João.
O juri jurou ante os jurados.
Jurema jogou a jarra no jacaré.

Ata, jaca, caju, cajá.
Esta rua tem pedrinhas, esta rua pedras tem,
das pedras não quero nada, mas da rua quero alguém
Há quatro quadros três e três quadros quatro.
Sendo que quatro destes quadros são quadrados,
Um dos quadros quatro e três dos quadros três.
Os três quadros que não são quadrados,
São dois dos quadros quatro e um dos quadros três.
O lavrador lavrense estudou as lavrilhas e as lavrascas no livro do livreiro de Lavras.
A hidra, a dríade e o dragão
Ladrão do dromedário do druida
Foram apedrejados


A vaca malhada foi molhada
por outra vaca molhada e malhada.
.
O clangor dos clarins dos ciclistas do clube eclético eclodiu no clímax.

A flâmula flexível do florete do flibusteiro flutuava florescente na floresta de Flandres.

A aglomeração na gleba glacial glosava a inglesa glamourosa que glissava com o gladiador glutão.
Blabra blébra blêbra blibra blóbra blôbra blubra
Blabre blébre blêbre blibre blóbre blôbre blubre
Blabri blébri blêbri blibri blóbri blôbri blubri
Blabro blébro blêbro blibro blóbra blôbro blubro
Blabru blébru blêbru blibru blóbru blôbru blubru

O magnetismo ignorado do insignificante Gnomo Gnastodonte
A pia pega e pinga. O pinto pega e pia.
Quanto mais o pinto pia, mais e mais
a pia pinga.
O padre Pedro partiu a pedra no prato de prata.
A pedra partiu o prato de prata do padre Pedro.
Quando digo digo, digo digo, não digo Diogo.
Quando digo Diogo digo Diogo, não digo digo.
Se o papa papasse papa, se o papa papasse pão,
o papa papava tudo, seria o papa papão.
Pedro tem o peito preto. Preto é o peito de Pedro.
Quem disser que o peito de Pedro não é preto,
tem o peito mais preto que o peito de Pedro.

 

APOSTILA COMPLETA DE TRAVA-LÍNGUAS


Gostou do conteúdo? Receba nossos artigos e materiais, semanalmente, direto no seu email.


Você tem interesse em planos de aula, atividades com datas comemorativas, músicas infantis, jogos e brincadeiras, tudo isso pronto para você baixar e adaptar?


EU QUERO!

Comentários

Carregando comentários...

Material relacionado