fbpx

A COINCIDÊNCIA E A SINCRONICIDADE


A Coincidência e a Sincronicidade

Se você perguntar às pessoas, aleatoriamente se sabem o que são coincidências, elas responderão de forma afirmativa, no entanto, se você quiser saber o que é sincronicidade, pouquíssimas saberão responder. Segundo o dicionário, é uma coincidência de eventos que ocorrem em conjunto, por acaso, isto é em resposta a um conjunto de circunstâncias, mas algumas dessas coincidências, o que Jung denominou sincronicidade são mais complexas e carregadas de significado, deixando uma impressão profunda e perturbadora na testemunha.

A sincronicidade é uma criação genuína de uma conexão entre mente e matéria, entre a psique do observador e o mundo externo objetivo. Desde a antiguidade greco-romana já havia homens interessados nas coincidências, elas eram consideradas como presságios e pensava-se que poderia haver uma ligação escondida entre os sinais observados e os eventos futuros.

A astrologia é um ótimo exemplo de sincronicidade, a posição dos planetas no momento do nascimento de uma criança revelaria o destino dela, mesmo a maioria dos cientistas sendo muito reservada sobre este assunto. Jung define sincronicidade da seguinte forma: coincidência temporal sem relação causal entre um estado psicológico particular e um ou mais eventos externos que oferecem alvos de direção paralela com este estado do tempo subjetivo, o inverso também pode ocorrer.

Segundo Carl Gustav Jung, existe um inconsciente coletivo em outra dimensão fora do espaço-tempo, tanto na memória da humanidade quanto na “alma” do universo, uma espécie de superconsciência cósmica que seria vinculada ao nosso inconsciente pessoal, esse inconsciente coletivo seria o “centro potencial da energia psíquica” chamado de arquétipos. Algumas circunstâncias são propícias para o aparecimento da sincronicidade, como por exemplo: estados místicos ou alterados da consciência, vínculo e empatia muito estreita (no caso de gêmeos), situações dramáticas, doenças graves, dificuldades social e familiar, doença mental, busca espiritual, criações artísticas, descobertas científicas, presságios de acontecimentos felizes e infelizes.

Cedida por um amigo.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *