O QUE É IDEOLOGIA?

Pesquise na caixa abaixo.

Custom Search


SALVE ESTA MATÉRIA

carregando

O QUE É IDEOLOGIA?

Senso comum e bom senso.

Para entendermos o que é ideologia, precisamos saber o que é senso comumbom senso.

Senso comum, são os conhecimentos que nós herdamos dos nossos antepassados e que precisam ser aprimorados, enquanto que obom senso é o aperfeiçoamento do sendo comum, com abordagem crítica e coerente.

Ideologia no sentido amplo.

A ideologia no sentido amplo, é aquela voltada para as discussões e práticas pedagógicas sobre algum assunto em pauta, comum para todas as classes.

Ideologia no sentido restrito.

É aquela presente nos grupos poderosos e privilegiados, com grande influência. É denominada de ideologia negativa. A ideologia no sentido amplo é chamada de ideologia positiva.


A concepção de GRAMSCI.

Na concepção de Gramsci, existem duas ideologias: Orgânica e Arbitrária. A primeira é coletiva e necessária aos homens. Já a arbitrária tem o sentido negativo e pertence a classe dominante e não ajuda a estabelecer consenso entre as pessoas.


Conceituação de ideologia.

Segundo Marilena Chauí, a ideologia não pode ser considerada uma mentira que as classes dominantes usam para subjulgar os menos favorecidos, porque os que se beneficiam dos privilégios também sofrem influências das ideologia. Portanto, a ideologia se caracteriza pela naturalização, na medida em que são consideradas naturais as situações que na verdade são produtos da ação humana e que portanto são históricos e não naturais – por exemplo, dizer que a divisão da sociedade em ricos e pobres faz parte da natureza; ou que é natural que uns mandem e outros obedeçam.


O DISCURSO IDEOLÓGICO E O NÃO-IDEOLÓGICO.

O discurso ideológico é aquele que é abstrato e deixa lacunas separando o pensar e o agir, e faz uma inversão da realidade das coisas, enquanto o discurso não-ideológico preenche essas lacunas com críticas que revelam o sentido correto da realidade.


A IDEOLOGIA NA ESCOLA

A) As teorias reprodutivistas – na metade do Séc. XX a “Escola nova” foi vista como uma idéia otimista de democratizar o ensino. Mas esse tipo de escola não cumpriu o seu papel e continuou a reproduzir diferenças sociais.

B) Os textos didáticos – nos textos didáticos as famílias são vistas como pessoas que não enfrentam problemas e conflitos. A mãe é a rainha do lar. Só se passa o lado positivo no ambiente e isso faz com que a criança se torne um indivíduo passivo, pois apenas absorve ensinamentos que não uma maravilha.

C) Onde está a saída? a escola é um espaço possível de luta e de denúncia para procura de soluções no com o intuito de corrigir os sentidos que se dão a esses textos.


IDEOLOGIA NAS HISTÓRIAS EM QUADRINHOS

Os quadrinhos passam uma ideologia negativa quando estimulam o consumismo, e uma ideologia positiva, quando levam as pessoas ao mundo da leitura e dos conhecimentos. Nas histórias em quadrinhos os heróis são os únicos que resolvem os problemas da comunidade, as pessoas comuns, nunca.

Esses quadrinhos têm a função de entretenimento, lazer, mas também têm uma grande influência mítica.

Os quadrinhos desempenham duas funções:

  • Servir à consciência – quando estamos no bom senso.
  • Servir de alienação – quando alguém que os lê está no senso comum.


A DECODIFICAÇÃO IDEOLÓGICA DOS QUADRINHOS

  • Os personagens nas histórias em quadrinhos quase nunca trabalham e são muito ricos e mantém um alto padrão de vida numa sociedade de consumo.
  • A classe dos pobres não é representada por nenhum personagem;
  • A vida no campo só é vista como área de lazer (ninguém faz nada em matéria de trabalho e produção rural).


OS QUADRINHOS ALTERNATIVOS:

São voltados para a realidade, buscando conscientizar os leitores através da sua própria interpretação.


PROPAGANDA E IDEOLOGIA

  • Propaganda Comercial – é aquela que vende o produto, serviço ou marca, para pessoas, motivadas por necessidades, aspirações que cada um quer manter perante os outros. Para a propaganda comercial, basta comprar um cigarro X ou Y que logo a pessoa adquire sucesso. A publicidade mascara a realidade. A propaganda desperta emoções de prazer, alegria, felicidade ou frustração.
  • Propaganda Ideológica – vende idéias e não produtos. É feita de modo mais sutil, por isso mesmo é mais perigosa. Exemplo: numa greve de professores que ocorreu mês passado na rede estadual de educação, a imprensa só mostrou o prejuízo das crianças sem aula, deixando de esclarecer os motivos porque os professores paralisaram suas aulas.


CONSEQÜÊNCIAS SOCIAIS DA PROPAGANDA:

  • Frustração por parte das pessoas que conseguem adquirir o produto desejado.
  • Após a frustração, seguem-se os roubos, furtos, contribuindo assim para a marginalização do país.
  • Os mais carentes se escravizam no trabalho, ganhando pouco, somente para poder comprar algum produto que a classe abastarda possui.
  • As pessoas do senso comum tornam-se alienadas sempre que ouvem e vêem as propagandas bem editadas por profissionais da área.

Autor: Ercilio Ferreira Duarte

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=_galAHhe22E&feature=fvst[/youtube]

SALVE ESTA MATÉRIA!

Deixe uma resposta