BREVE HISTÓRIA DA LITERATURA INFANTIL

Pesquise na caixa abaixo.

Custom Search


SALVE ESTA MATÉRIA

carregando

HISTÓRIA DA LITERATURA INFANTIL


“É através duma história que se podem descobrir outros lugares, outros tempos, outros jeitos de agir e de ser, outra ótica, outra ética… É ficar sabendo História, Geografia, Filosofia, Sociologia, sem precisar saber o nome disso tudo e muito menos acham que tem cara de aula porque se tiver deixa de ser literatura (A Bramovich, 1994. pg 17)”.

Os primeiros livros para crianças surgem no século XVII e XVIII. Antes dessa época não se escrevia para elas, porque não existia infância. O aparecimento da Literatura Infantil decorre da ascensão da família burguesa. A criança passa a ser considerada um ser diferente do adulto, com características e necessidades próprias.


PRIMEIROS TEXTOS

  • Educativos
  • Escritos por pedagogos e professores

LITERATURA INFANTIL NO MUNDO

Tradução e Adaptações Estratégias

PRINCIPAIS AUTORES

  • CHARLES PERRAULT
  • IRMÃOS GRIMM
  • CRISTIAN ANDERSON
  • LEWIS CARROL
  • COLLODI
  • FRANTE BAUM


LITERATURA INFANTIL NO BRASIL

1º ESCRITOR

Monteiro Lobatto

Pertencia ao Pré-modernismo, escreveu o primeiro livro para crianças no Brasil no ano 1921- A menina do Nariz arrebitado. Porém sua obra mais famosa e as histórias do Sítio do Pica-pau Amarelo e seus habitantes. A linguagem usada por Monteiro Lobato era coloquial e acessível a todos.

- Década de 70 – explosão da Literatura Infantil no Brasil.

Ana Maria Machado

Ruth Rocha
Ziraldo

Mary e Eliardo França.

Joel Rufino dos Santos

Ligia Bojunga Nunes


A FORMAÇÃO DO LEITOR PASSA POR ETAPAS

A sucessão de fases evolutivas da inteligência é constante e igual para todos.

Pré – Leitor - 1 a 3 anos

  • Leitura de imagens / Ouvir histórias – rápidas curtas
  • Livros pano, plástico/ Histórias de bichos, brinquedos

Pré – Leitor - 3 a 6 anos -

  • Desenvolvimento da Linguagem Oral
  • Relação entre imagens e palavras
  • Fantoches e Música

Leitor Iniciante - 6 a 7 anos

  • Leitura Silábica / lustração
  • Imagina-se personagem e vive um mundo imaginário
  • Não associa o que é lido com a totalidade do texto / Narrativa com início, meio e fim

Leitor em Processo - 8 a 9 anos

  • Domínio da Leitura
  • Presença de imagens em diálogo com o texto
  • Linguagem mais elaborada

Leitor Fluente - (10 a 11 anos)

Domínio total da Leitura

Leitor Crítico

Desenvolvimento do pensamento reflexivo


A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS:

- Conhecer a História/ transmitir confiança.

- Evitar descrições cheias de detalhes.

- Usar as modalidades e possibilidades da voz.

- Mostrar a criança que o que ela viu está impresso num livro.

- Falar do Autor, sua história de vida (Biografia).
Atividades a partir da Narrativa

1. História João e o Pé-de-Feijão

Durante a contação da história, apresentar o pé-de-feijão (cartaz) e questionar. Onde está o João? Após o comentário dos alunos retirá-lo de dentro de uma das folhas.

Comentário sobre a História

Desenhar a parte da história quem mais gostou

Dar outro final a História

2. Apresentação de alguns livros para serem analisados: capas, títulos, ilustrações, autor.

3. Técnica do Remador a partir das Histórias Infantis.

Obs.: Cada grupo recebe um personagem de uma história.

4 . Leitura do Texto: O segredo da Vó Maria – Carla Caruzo

Trabalhando a observação:

- O que você pode descobrir da vida da avó por maio dos objetos encontrados pela menina.

- O que existe de semelhante entre a infância da menina? E o que existe de diferente

- Elaborar uma lista de perguntas que gostariam de fazer aos pais, tios, avós, etc.

a) Por exemplo: Que brinquedos e brincadeiras tinham quando eram crianças?

b) Como era a escola?

Solicitar para que tragam para a escola objetos de outras épocas (fotos, livros, brinquedos…) para fazer uma exposição.

c) Construir um saco dos Segredos Literários.

Ex: Cinderela gostava do príncipe e sua madrasta não sabia.

5. Exercício de Construção

A partir de imagens, construir uma historia.

Observar a seqüência das imagens e dos fatos

6. Exercício de Construção:

Ler o texto de Literatura Infantil : A verdadeiro História dos Três Porquinhos.

Dramatizar a História

Acrescentar na História outros personagens da Literatura Infantil.

Desenhar, ou construir através de recorte e colagem as casinhas.

Montar um júri para decidir se realmente o lobo é inocente (com juiz, jurado, advogado de defesa e de acusação…)

TRABALHAR POESIA É OLHAR E SENTIR O MUNDO. (Hemielewski-1994)


COMO TRABALHAR POESIA COM AS CRIANÇAS

São tantos elementos para se trabalhar poesia com as crianças, em sala de aula, ou seja:

  • Ler em voz alta um poema, com a emoção que ele despertou.
  • Deixar os alunos selecionarem poesias que mexeram com o sensorial de cada um: visão, olfato, paladar… e perceber como aconteceram escolhas diferentes, razoes diversas…
  • Trocar experiências pessoais a partir de um poema que tenha sido vivido, por cada leitor, à sua maneira, no seu momento de vida.
  • Ter um caderno, ou álbum para selecionar poemas…
  • Musicar, tornando cantiga algumas expressões poéticas.
  • Escrever os próprios poemas, a partir de um jogo de rimas, de brincadeiras, com sentido das palavras (cor, textura, movimento de cada palavra, estrofe …)
  • Leitura do poema pelo professor, com boa automação, ritmo…
  • Ler com os alunos, uma, duas vezes, sentir o que o poema diz, saborear as palavras.

“A poesia está no coração da criança, nos olhos e na emoção”

(Eracilda-2003)

- Paralendas:

“Era uma vez

Um gato xadrez

Quer que eu conte outra vez?”

- Trava – línguas:

Sete vezes encarrilhado

Sem errar, sem tomar fôlego,

Vaca preta, boi – pintado.”

Autor: Miguel

“Quero que você me diga

SALVE ESTA MATÉRIA!

Comments

Deixe uma resposta